O Mago

terça-feira, 26 de maio de 2015

Bom dia! :-)

Assim que bati os olhos nesta imagem, quis colocá-la aqui. Depois descobri que foi exatamente essa mesma imagem que ilustrou o Mago da última vez que ele veio nos visitar. Mas não liguei...rs É tão difícil eu querer algo com tanta vontade e certeza, que nem pensei em procurar mais.

Isso me fez pensar no poder de materialização do Mago. E me fez pensar sobre esta minha forma de sentir o mundo, que é - ao contrário do meu instinto de controle - tão entregue. Vejo, constantemente, as pessoas colocando toda a sua vontade em algo: um projeto, um trabalho, uma conquista financeira ou amorosa. E percebo o quanto eu sou diferente. Não que eu não queira coisas... Claro que quero! Sou humana, né? :-) Mas eu sempre pensei que se algo não vem para mim é porque não é pra vir. Isso pode parecer meio incoerente, levando-se em conta que sou ansiosa e que gosto de me sentir segura, achando que "tudo está sob controle". Mas são coisas diferentes que vou tentar explicar.

Quando falo que tenho a tendência controladora, não quer dizer que eu quero mandar nas pessoas (que os deuses me livrem desta responsabilidade...rs), nem que tudo tem que ser de acordo com o que eu quero. É mais uma necessidade de sentir segurança e transitar, mais ou menos, dentro de um território conhecido. Isso atrapalha muito o meu gosto por surpresas, é claro! Além de ser a maior das ilusões, porque, como gosto sempre de me lembrar (para meu próprio desespero...rs) absolutamente nada está sob controle. Mas talvez tenha sido uma forma que encontrei de sentir menos medo. O medo é algo ancestral que está dentro de nós e cada pessoa descobre uma forma de driblar o medo. Essa é a minha. Mas tenho procurado relaxar um pouco mais...

Tudo isso me fez pensar que, talvez, esta forma que eu tenho de sentir... de não querer nada tão desesperadamente, pode resultar em eu não conseguir o que quero medianamente...rs Mas eu sempre parto do princípio que as coisas acontecem naturalmente e por uma incrível, sagrada e mágica atração. Não acredito em amor unilateral, não acredito em conquistar as coisas na marra, trabalho, amizades, dinheiro, viagens. Eu quero as coisas que me querem... E creio que se algo me quiser de verdade e sinceramente, eu também vou querer esse algo, seja lá o que for. 

Deus é o mais perfeito maestro de todo o universo! Ele cria música, ele possibilita a dança. São silêncios e sons, movimento e pausa. E a beleza é esta: situações, pessoas, lugares vêm e vão de nossas vidas... E nós também transitamos em outras esferas. E mesmo que não possamos compreender como e porque tudo isso acontece, simplesmente acontece. E não tenho dúvida que tem uma razão de ser.

Então, vejam vocês, fico aqui refletindo, mergulhada em uma dúvida profunda: querer com muita vontade ou não querer, that's the question! Confesso que minha tendência é sempre entregar nas mãos daqueles que sabem muito mais do que eu: Deus, deuses, protetores, guardiões. Se eu tenho certeza de que é isso que devo fazer? Não! Minha maior certeza é de que não tenho certeza de nada...rs Ou posso ter certeza do que eu quero, mas não tenho certeza se é o melhor pra mim. Então por que não dar uma chance para a Divindade me mostrar o melhor caminho?

O Mago é aquele que faz a coisa acontecer porque ele tem o conhecimento. Aquele conhecimento mais profundo e hermético. Ter um Mago do seu lado parece ser muito bom! Ele pode ser um bom conselheiro. Mas talvez a sabedoria esteja em despertar este Mago dentro da gente e dessa forma estar totalmente integrado ao Todo, ao Divino e tudo vai parecer claro... E não será mais necessário fazer escolhas, porque o caminho será um só... aquele que tem o nosso nome e sobrenome escrito.

Estou tão filosófica hoje... Acho que foi resultado da conversa com meu amigo pisciano... A gente tem umas brigas ideológicas, mas eu gosto muito dele! rs Ele me ajuda a enxergar coisas em mim que não conseguiria se estivesse sozinha. Ele me faz rir. Ele me faz sentir acompanhada (coisa difícil nos dias de hoje, até quando estamos cercados de gente). Ele me ensina a gostar daquilo que é diferente de mim, daquilo que discorda de mim. E eu serei eternamente grata a ele por isso, porque esse é um dos mais difíceis aprendizados.

Ótima terça-feira para todos nós!

A imagem veio daqui




Um comentário:

Luisa Leão disse...

Estou sempre acompanhando aqui, mas dificilmente consigo comentar, sempre dá algum erro e eu logo penso: não era pra ser rsrs. (Vamos ver se esse coment vai) Sinto que devo falar, demonstrar minha imensa gratidão por suas palavras, todos os dias. Nas últimas semanas a sincronia está rolando solta ^^ e como auxilia no autoconhecimento quando você conta suas experiências. Gratidão pelo seu trabalho, gratidão pela sua abertura e gratidão pela sua existência <3
E também queria te recomendar essa canalização dos anjos, fala muito sobre essa entrega, sobre vir a nós apenas o que for pra ser nosso (:

http://sementesdasestrelas.blogspot.com.br/2015/05/os-anjos-toda-criacao-opera-em-uma.html

Amor e luz