4 de Espadas

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Bom dia! :-)

Para quem já está torcendo o nariz para a cartinha de Espadas em sexta-feira de amorzinho, calma! rs Deixa eu dar início à defesa do 4 de Espadas, porque ele merece.

Nem todas as cartas de Espadas são a expressão da infelicidade, gente! E o 4 é uma das cartinhas mais tranquilas deste naipe. Ele costuma falar sobre a necessidade de esvaziar a mente de antigos condicionamentos, para que tudo que é novo possar surgir e ser bem aceito pela mente. Aqui nosso desafio é driblar a mente repetitiva e condicionada, que só aceita o mesmo modelo de pensar e os mesmos caminhos do raciocínio.

Passamos mais tempo no piloto automático do que fazendo as coisas com consciência. Pensamos, sentimos e agimos de acordo com um padrão... Normalmente, um padrão resultante da construção que fizemos de nós mesmos no decorrer dos anos (um tipo de adestramento imposto de maneira mais ou menos sutil pela família, sociedade, emprego, amigos, cônjuges...) O alerta do 4 de Espadas é exatamente este: precisamos nos livrar deste condicionamento que determina que somos esta tal pessoa que nem ao menos escolhemos ser.

Quando conseguimos nos libertar destes condicionamentos, estamos mais livres para expressarmos a nossa essência. E, cá pra nós, é isso que eu acredito ser a missão mais importante da vida de cada um de nós.

Na sexta-feira, sob influência de Vênus, podemos levar isso para o campo afetivo, pensando na importância de se desprogramar de antigos relacionamentos. Arrastar corrente é algo terrível! Sempre aconselho o cuidado especial de não tratar o atual relacionamento com reflexos de três, quatro relacionamentos passados, porque estamos falando de pessoas, tempo e situações diferentes. Vamos esvaziar a mente, renovar a nossa percepção e permitir que venha o novo... que venha também uma nova forma de pensar em relação ao amor.

Ótima sexta-feira de amorzinho para todos nós!

A imagem veio daqui

A Lua

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Bom dia! :-)

Mudamos de ciclo e mudamos o tom da prosa. Um Carro, cheio de impulsos e velocidade, traz a energia masculina para os nossos dias, enquanto a Lua, misteriosa e sutil, preencherá este novo ciclo com energia feminina.

O Arcano da Lua é um eterno mistério, até mesmo na hora de interpretá-lo. Cada vez que sinto a sua presença isso acontece de maneira diferente e traz diferentes efeitos em termos práticos. Sim, a Lua está associada à noite, ao escuro, às sombras, neste ambiente não conseguimos enxergar as coisas com clareza e por isso associamos o Arcano 18 aos medos e inseguranças. Mas a Lua é também o símbolo máximo do amor romântico, do sentimento que é intenso mas se expressa de forma dissimulada. Na Lua encontramos a deusa e suas celebrações, em meio à natureza; na Lua temos os ciclos e a contagem de tempo. São tantos aspectos, tão diversos, e a cada momento é um que se apresenta, dá um passo à frente e dá o tom do jogo.

Hoje, uma quinta-feira regida pelo Grande Benéfico Júpiter, cometerei uma ousadia a mais, relacionando a Lua do tarot com a Lua do baralho Lenormand. É irresistível pensar que Júpiter fala de honrarias (também) e a Lua do Lenormand tem essa como uma das suas interpretações mais tradicionais. Portanto, vejo o regente do dia e do ciclo em seu aspecto mais benéfico, uma suave mistura de poder feminino com romance e mistério, como algo capaz de trazer a magia para esta segunda metade da semana.

Se levarmos em conta que na quinta-feira falamos de poderes e autoridades, é possível usar a magia feminina para conseguir algo que se almeja. O mistério não trará mais medo, mas encantamento. E o tempo, ah o tempo... ele será nosso amigo!

Que a quinta-feira desperte poderes adormecidos!

A imagem veio daqui

9 de Paus

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Bom dia! :-)

Eu diria que o 9 de Paus anda me acompanhando desde quinta-feira passada, porque se não fosse a disciplina, tanto a interior quanto a exterior, eu não teria conseguido vencer tantos obstáculos. Meu trabalho está mais pra gincana do que para secretaria escolar! E seria cômico se não fosse trágico. Mas, enfim, dias melhores virão especialmente a partir da quinta-feira da próxima semana, meu primeiro dia de férias!

Falo constantemente sobre a disciplina e não falo isso porque nasci com este atributo, mas porque venho, no decorrer dos anos, conseguindo desenvolvê-lo de uma forma surpreendente. Quis dizer que eu me surpreendo por conseguir agir de forma disciplicinada levando-se em conta a dificuldade que tenho para fazer isso.

Então, nesta quarta-feira regida por Mercúrio em que temos a presença do 9 de Paus por aqui, convido cada um de vocês a refletir sobre a importância da disciplina, não como a capacidade de organizar, mas principalmente como a capacidade de priorizar o que realmente é importante para o crescimento pessoal.

Vamos aprofundar um pouco mais esta qualidade disciplinadora em nossa comunicação: escolher bem as palavras, evitar falar em demasia, falar o que tem, de fato, importância, não gastar energia em excesso através de falatórios. Se fizermos isso, com certeza teremos condição de efetuar todas as atividades agendadas para esta quarta-feira.

Sigam-me os bons! rs ;-)

A imagem veio daqui

8 de Copas

terça-feira, 23 de agosto de 2016

Bom dia! :-)

Pois bem... Ontem o Carro praticamente me atropelou por aqui... Não foi meio de transporte, foi expressão de velocidade necessária e desempenho além dos limites para aguentar a quantidade de trabalho e a qualidade de encrenca...rs Mas sobrevivi, amém!

Acabei me esquecendo de comentar, na postagem de ontem, o tom da semana. Esta será uma semana bem séria, com uma aliviada somente no final de semana. A correria do Carro dará lugar a um novo ciclo mais sensível, provavelmente resultante dos atropelos automobilísticos. Portanto, amiguinhos, respirem fundo e tentem manter a calma. Em termos de Arcanos Menores, a reflexão de hoje se transformará em energia mais rígida, certinha, depois mais mental. Mas vejo nisso tudo um grande aprendizado que terá seu prêmio no sábado e no domingo, aguardemos.

O que dizer do 8 de Copas, esta cartinha que é olhada, na maioria das vezes, com desconfiança? Sim, tenho algumas coisas a dizer.

De um modo geral, coloco o foco da interpretação na reflexão interior, a necessidade de olhar para dentro e descobrir o porque das nossas emoções estarem se movendo de determinada maneira. Este Arcano nos orienta a olhar para o passado e reconhecer reações emocionais semelhantes que se repetem, porque ainda não realizamos o aprendizado e o amadurecimento emocional que a vida nos propõe. Estou sentindo minha mãozinha levantar aqui e dizer "ok, também tenho responsabilidade em relação a presença desta carta por aqui".

Mas hoje, muito em função do Carro e de algumas experiências que foram vividas com ele, vejo uma outra interpretação do 8 de Copas me chamando a atenção: ele coloca na balança os nossos sacrifícios, questiona sempre se vale a pena, se o que estamos fazendo vale o esforço e a dedicação. A minha resposta, toda vez que esta pergunta é feita, é a seguinte: se eu não tiver o retorno, o agradecimento, o reconhecimento do sacrifício, ainda assim ficarei feliz? O sacrifício só vale a pena se não esperarmos nada dele. Senão, não é sacrifício, é moeda de troca. Vou tentar me lembrar disso no trabalho hoje...rs

Ótima terça-feira para todos nós!

A imagem veio daqui

O Carro

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Bom dia! :-)

Eu adoro analisar o ritmo das coisas! E me pareceu bem interessante o fato de que nosso último ciclo foi de Carro - um ciclo longo, com 11 Arcanos Menores passeando por ele - e hoje um novo ciclo começa... Novamente um ciclo de Carro. Pensem junto comigo: se o Carro continua regendo o ciclo, então porque ele precisou sair novamente?

Confesso que fiquei um bom tempo matutando aqui sobre esta questão. Confesso também que não cheguei a uma conclusão final, algo que tenha me convencido de verdade, mas fiquei entre duas possibilidades: 1) a energia do Carro precisou ser renovada 2) o processo de mudança, deslocamento e desenvolvimento agora está voltado para outro setor da vida, diferente do que era antes.

Por aqui, o Carro amanheceu dando umas rateadas, sem querer pegar...rs Apesar de a noite de sono ter sido boa e com horas de sono razoável, acordei me arrastando... Os olhos com dificuldade extrema de ficarem abertos. Muita coisa precisa acontecer para eu entrar no ritmo do Carro!

Mas vamos lá, pensar o Carro em segunda-feira de regência lunar!

Isto me parece mais uma mudança de ares, destas que aparecem da mesma forma que desaparecem: sem explicação. O mais comum é imaginar que uma mudança venha como resultado de todo um processo muito elaborado. Mas muitas vezes ela acontece simplesmente porque o vento bateu diferente, amanheceu com sol depois de um final de semana chuvoso... A isso chamam de acaso, que no fundo não é bem acaso, mas se eu for pensar que nem a maioria, aconteceu porque aconteceu. E hoje aconteceu uma nova mudança. Pra onde ela vai nos levar ainda não se sabe, mas ela chega como um sopro suave, em dia de espiritualidade e magia.

Que as mudanças sejam auspiciosas! 

A imagem veio daqui


Príncipe de Ouros

domingo, 21 de agosto de 2016

Bom dia! :-)

Toda vez que eu olho para personagens de Ouros, especialmente a Princesa, em lembro da frase histórica da minha avó "eu sou uma mulher muito prática". Parece que eu herdei a frase e a postura diante da vida. E isso é engraçado, porque eu não era assim antes... Parece que ela foi transferindo esta característica para mim a partir dos meus 35 anos, até que, com sua passagem para o outro lado este seu "poder" se incorporou em definitivo no meu ser. Mas se a Princesa de Ouros prima por ser uma mulher muito prática e muito trabalhadora, o Príncipe de Ouros é o cara mais pragmático do planeta e muitas vezes parece mesmo atropelar tudo e todos para cumprir a sua agenda.

Numa primeira olhadela, parece que este moço é um troglodita, um cara que atropela quem entrar pelo caminho para cumprir o seu roteiro de trabalho. O que poucos percebem é que ele passa, inclusive, por cima das suas próprias vontades nesta maratona rumo à conclusão de uma responsabilidade. Enquanto a Princesa de Ouros trabalha muito porque gosta do que está fazendo, o Príncipe de Ouros trabalha feito louco porque tem uma obrigação a cumprir, tem meta, tem objetivo.

Esta carta traz embutida nela mesma um alerta para reduzir este rigor, este exagero em termos de cumprir de forma sistemática um determinado objetivo. Ser responsável, sim! Ser eficiente, sempre! Mas é preciso ter cuidado para não pegar pesado demais em relação a própria saúde e aos próprios limites, porque isso teria outro nome: burrice! rs

Pois bem... Hoje é domingo e não faz muito sentido pensar tanto em trabalho, se é que este trabalho é o profissional. Mas como o regente Sol vai sempre nos chamar a atenção para o precioso processo de autoconhecimento, a pergunta que não quer calar é: o que você anda buscando, de forma rígida, exagerada e sem limites, dentro de si mesma (o) e não está encontrando? Existe um "ponto cego" que parece sempre manter uma parte de você guardada no sotão e inacessível?

Olha, gente... Isso tudo aí me representa. Não sei vocês... Então, minha proposta para o dia de hoje é: vamos tentar encontrar este "elo perdido" aí, mas sem stress e sem sobrecarga. Acho que a gente merece receber esta resposta.

Que o domingo seja produtivo!

A imagem veio daqui

Rei de Paus

sábado, 20 de agosto de 2016

Bom dia! :-)

Pois bem... A sexta-feira foi intensamente produtiva no trabalho e lindamente agradável na celebração de um ano de namoro, incluindo fogueira no quintal, fotos divertidas com o namorado, yakissoba vegetariano e espumante. O 10 de Ouros é mesmo assim, ele tanto fala do resultado positivo do trabalho quanto do aconchego do lar e do prazer de estar com quem se ama.

Mas hoje a energia deu uma agitada e uma mudada geral. Saímos do elemento Terra, do naipe de Ouros, e despencamos no Fogo transmutador de Paus. A percepção inicial é de que tudo que foi construído, assegurado e reconhecido agora parte para uma segunda fase, muito provavelmente uma expansão.

Também é bom lembrar que o Rei de Paus é um sujeito muito criativo, intenso e apaixonado pela vida. Ok, também costuma ter um gênio difícil e ser um tanto mandão. Mas nós sabemos que todos têm defeitos, então vamos olhar para este rei com bons olhos, porque é ele que pode trazer mais vida, energia, ideias e sucesso para a nossa vida.

Como o sábado é regido por Saturno, fico pensando aqui na possibilidade de surgir uma nova proposta de trabalho, um negócio promissor, um contato com alguém importante/influente capaz de abrir caminhos para os nossos projetos. Tudo isso pode ser traduzido como: mais poder pessoal e mais realização. E creio que todos vamos agradecer bastante por isso.

Aproveitemos, pois, o sábado com uma influência tão impulsionadora. Sim, eu creio que o elemento Fogo seja a base da alquimia, da transmutação, e sempre que ele aparece está no ar a possibilidade de surgir algo novo. Que venha então!

Ótimo sábado para todos nós!

A imagem veio daqui