A Sacerdotisa

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Bom dia! :-)

Alguém falou em mudança de ciclo? Pois é... Vocês acreditariam se eu dissesse que já sabia? Ontem, pude sentir com muita intensidade novos ventos chegando. Ontem, aliás, foi um dia estranho... Bem estranho... Acima da estranheza normal que é a minha vida...rs Dia em que fiquei mais quieta, calada, cercada de pessoas que eu amo (10 de Copas), mas ainda assim mais quieta. Um daqueles momentos em que pareço ser outra pessoa e não consigo descobrir, exatamente, porque.

Quando se lê ou ouve algo sobre as tais transformações planetárias, tudo parece muito ficção científica, mas eu garanto a vocês que não é. Tenho visto e vivido coisas muito intensas, que me provam que estamos em transição, de verdade! E quem sente esta transição internamente e externamente, certamente está se preparando para um novo tempo e uma nova energia. É desafiador? Sim! Mas é o tipo de coisa que só vive quem tem potencial e capacidade para viver.

Em função de muitas coisas que tenho escrito, sobre esse tema, várias pessoas me escrevem, aliviadas, concluindo que não estão loucas e nem doentes (ou pelo menos se estiverem, não estão sozinhas...rs). E tenho exercido uma das minhas funções/missões que é acalmar quem passa pelo processo, mostrar que estamos muito mais perto da realidade do que os humanos que vivem suas vidas mecânicas e condicionadas. Tem horas que eu questiono a minha sanidade? Sim! Creio que o tempo todo! rs Mas duas coisas me tranquilizam: 1) quem é louco mesmo nunca acha que é louco, se eu tenho lucidez para questionar minha sanidade, é sinal de que não sou tão louca...rs 2) a vida tem me dado respostas positivas sempre que me permito fluir neste caminho.

Tudo isso que estou dizendo aqui, lógico, é como a fala da Sacerdotisa em dia de regência lunar. E cada dia sinto mais e mais a Sacerdotisa se manifestando em mim. Sinto que estou resgatando coisas que tinham ficado perdidas pelo caminho, sinto que estou me abrindo para outras coisas, sinto que estou encontrando o fio da meada. E sou muito grata por isso!

A maior dica que posso deixar por aqui hoje é a seguinte: muitos ainda não perceberam, mas uma estranha união entre o tempo que está acelerado e a linha tênue que separa o mundo material do mundo espiritual está criando uma nova realidade, uma realidade flexível e mutável, que depende muito do nível de consciência de cada ser e dos pensamentos e sentimentos que ele vibra. Vou explicar melhor: o que se pensa e sente, ou seja, o que se vibra é o que define o que se vive. Estamos mais soltos em relação ao destino, estamos mais maleáveis em relação aos fatos concretos. Se alguém vibra e crê que é feliz, será cada vez mais feliz e terá cada vez mais fatos em sua vida que trazem felicidade. Se alguém vibra e crê na infelicidade, estará manifestando infelicidade. E tudo isso cada vez mais rápido! O que pode, por um lado, trazer mais confusão, mas, por outro, dá a possibilidade de modificar todo o processo, de uma forma igualmente rápida.

A pergunta que não quer calar é: o que estamos esperando para sermos mais e mais felizes? :-)

Que a segunda-feira seja de pura magia transformadora!

A imagem veio daqui

Um comentário:

Maria Clara disse...

Sacerdotisa em um Dia de Magia?
Tem Tudo a Ver.
Tantas coisas que as vezes podemos fazer, para ter um Pouco de PAZ.
O Pior é que as vezes Sabemos e não Fazemos.
De qualquer Forma está dado o Recado.
Grata