Rainha de Copas

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Bom dia! :-)

Para quem gostou da semana até agora, tenho boas notícias: os próximos três dias são pura delícia! Suaves, estáveis, harmoniosos, fluidos... Teremos três Arcanos do Reino de Copas, o que significa que as emoções serão o nosso foco. Mas dentro de uma certa tranquilidade e estabilidade (amém...rs).

Ter a Rainha de Copas marcando presença em uma sexta-feira de amorzinho, nosso dia da semana regido por Vênus, é algo sempre especial. Temos a energia feminina e temos a energia do amor, aliás Amor... Acho que as regras da ortografia deveriam mudar e fazer do Amor um nome próprio, uma personalidade, uma instituição! (esta moça tá empolgada hoje...rs)

Eu gostaria de falar um pouco sobre, claro, Amor...

Ontem, não por acaso, eu pensava o quanto as pessoas tentam mensurar e explicar o Amor (atitude inútil, diga-se de passagem) e, por outro lado, o quanto que elas deixam de perceber, em termos bem práticos, o "Amor em movimento".

Compliquei? Deixa eu descomplicar então...

De um modo geral, quando tentamos entender ou classificar o Amor, olhamos, equivocadamente, para o nosso objeto do desejo. Tá lá o cidadão falando, rindo, andando, trabalhando e nós ficamos tentando entender o que está acontecendo. Então, podemos perceber que há uma simpatia natural, daquele tipo que faz a gente sorrir ao lembrar da pessoa; podemos encontrar pequenas manias ou atitudes frequentes que seriam capazes de nos irritar em outra pessoa, mas naquela pessoa tudo parece divertido, engraçado, merece, no máximo, um "tsk, tsk, tsk..." rs Começamos a fotografar mentalmente um jeito especial de sorrir, captamos um brilho nos olhos diferente, nos pegamos repetindo certas expressões ou gírias que a pessoa costuma usar. De repente, parece que ele não caminha, mas flutua... Ele não se move, ele dança... Sua voz parece o som mais lindo do mundo (depois do "zzzummm" do sabre Jedi, é claro...rsrsrs) e "quando você me abraça o mundo gira devagar" (com licença, Pitty). Ok, acabei de descrever uma miração, delírio, visão mística de um ser apaixonado, isso todos sabemos (eu espero..rs). Mas esse não é o marco zero desta história, isso já é consequência. Antes aconteceu algo que, muitas vezes, nós não percebemos.

Pois bem, podemos gostar de alguém pelo que a pessoa é. Eu já fiz isso. Por duas vezes isso acabou em casamento. Mas já tem um tempo em que venho matutando se este negócio de gostar de alguém pelo que ele é faz sentido mesmo. Eu acho que não... Creio que seja a construção de um conceito baseado em provas bem frágeis. Até porque as pessoas costumam mostrar o melhor de si quando estão em campanha (ou seja, paquerando alguém), os podres mesmo costumam se revelar mais adiante, mas como já fomos fisgados pelos feromônios, nem ligamos. Depois de uns dois ou três anos, quando baixa a poeira e a gente começa a pensar com a cabeça que tem cérebro, começa um tipo de ressaca sexual em que a gente se assusta com a pessoa que está ao nosso lado, pois o produto entregue é bem diferente do produto anunciado...rs

Eventualmente, esse tipo de experiência resulta em nome de filme: "Dormindo com o inimigo", "Um estranho no ninho", "Atração fatal"... A razão é simples: às vezes, levamos uma vida inteira para conhecer, verdadeiramente, nós mesmos... Imaginem a dificuldade de conhecer o outro! 

Mas alguém pode estar se perguntando sobre a continuação do que comecei a falar há três parágrafos... O que é que acontece antes de começarmos a ficar com cara de bobos e bobas olhando para aquela pessoínha que apareceu na nossa vida? Simples... Ela nos tirou da prisão perceptiva em que estávamos até então. O que isso quer dizer? Que antes víamos o mundo e nós mesmos de uma forma e aquela pessoa mexeu nisso, de alguma forma. É o famoso "o mundo está ao contrário e ninguém reparou". Vou usar aquela palavrinha da moda: esta pessoa, de uma forma que parece meio mágica e misteriosa, resignificou a nossa existência. Você se olha no espelho e parece que vê outra pessoa, normalmente mais jovem, bonita e sorridente; você anda na rua e parece que irradia tanta luz que todos olham pra você! Mas não somente os paqueras, mas todos! Até os cachorros, os gatos, os passarinhos...rsrsrs Você começa a achar que o mundo é um lugar bom de se viver, você faz planos, tem ideias, fica muito criativo (apesar de que pode não conseguir colocar projetos em prática porque não consegue parar de pensar na criatura). Se você for que nem eu, vai praticamente parar de comer, vai dormir feito um anjo, sentir uma disposição incrível para atividades físicas (além daquela mais óbvia...rs) e achar tudo lindo, até aquelas 266 cópias do simulado que te pediram pra xerocar no trabalho! E isso é mágico! E isso é uma experiência transcendente! Porque sem a pessoa estava tudo de um jeito e com a pessoa... Uau! rs

Então, se hoje eu tiver que, assumindo a posição da Rainha de Copas, dar uma opinião para vocês em relação ao Amor e aos relacionamentos, eu diria o seguinte: pensem menos, racionalizem menos... A vida é fácil... Tão fácil que normalmente o mais certo é o mais simples, é o que chega naturalmente, é o que acontece sem sofrência. E prestem muito mais atenção no que a pessoa causa em vocês do que no que ela mostra, como personalidade (personalidade = persona = máscara... pode ser tudo fita...). Normalmente, nas coisas mais bobas temos pistas incríveis! A forma da pessoa olhar, o jeito com que ela pega a nossa mão (e como a gente se sente quando isso acontece), o cuidado e a preocupação com nosso bem estar, como nos sentimos quando ela aparece de surpresa, uma sintonia que faz as sincronicidades acontecerem (estranhas coincidências), que nos coloca falando coisas semelhantes ao mesmo tempo ou telefonando quando o outro acabou de enviar uma mensagem.

Tudo isso que acabei de escrever não é garantia de que uma relação pode ser perfeita ou durar pra sempre, porque o tempo pode ser cruel em sua corrosão de sentimentos, mas, não tenho dúvida, pode facilitar naquela hora em que você pensa: namoro ou não namoro? Porque um homem (meninos sintam-se incluídos com um discurso de gênero inverso ou não) pode ser bonito, inteligente, maduro, sensível, rico e, simplesmente, não te fazer feliz! Não é o que ele é o mais importante, mas o que ele causa em você! Como ele interage com você! No que ele transforma você! Se você se sente mais feliz, mais bonita, mais forte, mais entusiasmada, mais confiante que as coisas na sua vida vão tomar um rumo melhor, então, por favor, não deixe este moço escapar. Mesmo que ele tente! Mesmo que você tenha vontade de mandar ver nos 50 tons de relho no cidadão, porque ele é teimoso, cabeça dura, controlador e quer converter você em vários aspectos... Vale a pena ter paciência, vale a pena trocar a discussão pelo sorriso e os beijos. Porque as coisas lindas são tão mais lindas quando você está, onde você está... :-)

Ótima sexta de amorzinho pra todos nós!

A imagem veio daqui




3 comentários:

Aldo Luiz Fonseca disse...

Querida Maga, de uma olhada nisso: https://www.youtube.com/watch?v=QT9fW0ueqXM

Sou grato, sempre.

Unknown disse...

Querida Cacau, vc é demais!!! Me identifico tanto com vc!!! acho que por ser de leão também!!!
e o que vc do amor, é sublime, mágico e enche os olhos e o coração de emoção!!! Olha eu aqui dando uma de rainha de copas em uma sexta feira de vênus!!!Pois é esta foi minha carta hoje!!! e vc me inspirou amiga!!! queria tanto enviar o que vc escreveu para algum compositor. Se me permitir gostaria de tentar (claro que colocarei seu nome e seu blog)!!! Mas o que vc escreveu hoje deveria virar música! para tocar mais corações!!! o mundo está precisando de amor!!!
Bjs linda e tomara que hoje seja uma ótima sexta-feira de amorzinho!!!
Carla - Cati ( tb tenho um apelido, mas apesar de saber que hoje em dia vc gosta de apelidos, eu sempre quis ter um desde menina).

Unknown disse...

Meu Deus! Que texto lindo! MUITA GRATIDÃO! <3