Os Enamorados

quarta-feira, 24 de junho de 2015

Bom dia! :-)

Pois bem... Antes de falar da carta de hoje, preciso falar da carta de ontem. Às vezes, estamos tão felizes, vivenciando algo tão raro e bom, que somos incapazes de enxergar qualquer significado negativo, seja lá no que for. O céu está cinza e relâmpagos riscam o céu e a gente diz "nossa, acho que hoje ainda teremos sol". Bem, não sei se vocês são tão cheios de esperança e amor e positividade quanto eu (aloka...rs), mas comigo acontece, eventualmente, coisas assim. Chamo isso de acreditar demais nas pessoas, acreditar demais que as relações podem ser mais doces, verdadeiras, sinceras, sem controle, sem julgamento, sem imposição de poder de um sobre o outro.

Depois desse longo discurso, eu digo: eu ontem ignorei o significado negativo da Lua. Tudo que escrevi é real e creio (pelo que andei lendo de pessoas que me escreveram) que muitos foram agraciados por essa energia. Mas no meu caso não foi bem assim... Vocês sabem aquele aspecto da Lua que não é bacana? Confusão mental, coisas acontecendo de formas obscuras (sem que você saiba) e você leva o susto quando a informação chega, emoções confusas, intensas, em desequilíbrio... Medos, desesperanças, inseguranças... Eu consegui viver tudo isso durante mais ou menos 50 minutos e posso dizer, do fundo do coração: não recomendo isso pra pessoa alguma! E as lágrimas vieram, o coração apertou e eu só conseguia falar mentalmente: "mas isto é tão injusto!" A gente demora tanto para entender o que está acontecendo e quando a gente entende vira outra coisa.

Mas chega de falar de ontem, vamos falar de hoje!

Hoje, temos por aqui a carta dos Enamorados, hora da decisão! Hora de fazer escolhas, hora de decidir o que realmente se quer. Eu havia feito isso outro dia, mas parece que as regras do jogo foram alteradas...rs Então, façamos de novo... Vamos voltar ao ponto zero e recomeçar. Porque somos brasileiros e não desistimos nunca! rs

O mais importante quando detectamos esta energia, e também mais difícil, é não tentar racionalizar demais as coisas, como eu costumo fazer...rs Eu, definitivamente, não tenho 50 tons de cinza! Não sei como vocês são... Ou é preto ou é branco. Claro que toda situação na vida tem nuances... Lógico! Mas na hora de decidir, a gente precisa se posicionar. Meu maior desejo para todos nós é que saibamos tomar decisões, mesmo as mais práticas, mais duras, mais claras, mantendo o coração cheio de amor e paz. Esse é sempre um bom caminho...

Que a quarta-feira, regida por Mercúrio, seja de diálogos amorosos interiores. Que possamos ser afetuosos e pacientes com nossas tristezas, medos, inseguranças. Porque é preciso mais amor, por favor! A começar de dentro.

A imagem veio daqui

4 comentários:

Maria Clara disse...

Bom Dia!
E como diz o Poeta:


Tocando em Frente
Almir Sater
Compositor: Renato Teixeira


Ando devagar por que já tive pressa
E levo esse sorriso por que já chorei demais
Hoje me sinto mais forte, mais feliz quem sabe,
Só levo a certeza de que muito pouco eu sei
Nada sei.

Conhecer as manhas e as manhãs,
O sabor das massas e das maçãs,
É preciso amor pra poder pulsar,
É preciso paz pra poder sorrir,
É preciso a chuva para florir

Penso que cumprir a vida seja simplesmente
Compreender a marcha e ir tocando em frente
Como um velho boiadeiro levando a boiada
Eu vou tocando dias pela longa estrada eu vou
Estrada eu sou.

Conhecer as manhas e as manhãs,
O sabor das massas e das maçãs,
É preciso amor pra poder pulsar,
É preciso paz pra poder sorrir,
É preciso a chuva para florir.

Todo mundo ama um dia todo mundo chora,
Um dia a gente chega, no outro vai embora
Cada um de nós compõe a sua história
Cada ser em si carrega o dom de ser capaz
E ser feliz.

Conhecer as manhas e as manhãs
O sabor das massas e das maçãs
É preciso amor pra poder pulsar,
É preciso paz pra poder sorrir,
É preciso a chuva para florir.

Ando devagar porque já tive pressa
E levo esse sorriso porque já chorei demais
Cada um de nós compõe a sua história,
Cada ser em si carrega o dom de ser capaz
E ser feliz.

Conhecer as manhas e as manhãs,
O sabor das massas e das maçãs,
É preciso amor pra poder pulsar,
É preciso paz pra poder sorrir,
É preciso a chuva para florir.

Maria Clara disse...

Pois é.
Então:

É Preciso Amor para poder PULSAR,
É Preciso Paz para poder SORRIR,
É Preciso a Chuva para FLORIR.

Lindo Demais!!!

Aldo Luiz Fonseca disse...

Cara Maga

Para quem está severa/mente atado ao ter, em detrimento do ser, esta minha proposta aqui será quântica/mente um total ab/surdo/mudo. O Aldo definitivamente pirou.

Sem perder a ternura jamais. É como querer que um capricorniano e um pisciano se entendam com o requinte de como se não o fossem tão antagônicos. Daí, nesta empreitada, a necessidade da auto faxina de memórias escravistas permanentemente. Afinal, para que servem estas festas juninas?

Uma encarnação vitoriosa está na razão direta da consciência da inadiável faxina dessas memórias escravistas que nos mantem fora da realidade do estar aqui e agora em absoluta paz. Sem o embate de egos atravancando cada vez mais as difíceis comunicações entre as partes díspares nesta arritmia constante que "o sistema matrix" nos impõem para melhor escravizar-nos.

As pessoas estão quântica/mente sendo programadas para não aceitarem as mudanças quânticas que as libertariam. A desinformação (inconsciência) entre as partes desestabiliza a consciência do Todo onde somos imersos e partes.

É por isso que os mais ardentes romances vão para o brejo num piscar de olhos rasos d'água.

Caprichemos no dever de casa
Um beijo de gratidão. Inté!

Cacau Gonçalves disse...

Queridos, como bem disse a Clara, nada de pressa! Andemos devagar, por favor! rs E como disse o Aldo, façamos o dever de casa caprichado! Creio que o maior desafio que o ser humano tem a enfrentar está nos relacionamentos, de variados tipos, com outras pessoas. Cada um tem seu universo/infinito particular e é preciso ter muita generosidade, paciência e compreensão para que uma pequena discordância não vire uma guerra! Eu quero paz... Cada dia mais! E é preciso buscar todo o amor que temos dentro de nós para não entrar em guerras e espalhar a paz.
Por aqui as coisas se tranquilizaram e, aparentemente, a paz voltou a reinar. Amém.
beijosss