Ás de Paus

quinta-feira, 24 de abril de 2014

Bom dia! :-)

Depois de tanta dúvida, de tanta parada pra analisar, esperar, entender melhor, receber mais informações (ufa...) finalmente temos por aqui um Arcano que é direto e objetivo, que é pioneiro e toma decisões, faz o que é preciso, sem pestanejar.

O Ás de Paus é uma carta de decisão e de inspiração, o que quer dizer que não somente estaremos mais aptos a agir, como a tendência será a de agir de forma mais lúcida, brilhante, inspirada.

A mistura que temos aqui hoje é bombástica: temos o Ás de Paus, com toda a sua energia ígnea e vibrante, e temos a regência de Júpiter, chegadinha a um exagero.

Bem, de exageros eu não gosto muito, mas da sorte e dos benefícios que Júpiter nos traz eu gosto muito!

Que tal começar algo novo hoje? Que tal desengavetar um projeto ou mesmo um sonho? Ontem, quando voltávamos pra casa, depois da caminhada, eu e o sócio, eu comentava que achava que tinha me esquecido como é sonhar, como é desejar uma realidade totalmente diferente. Creio que tenha perdido a mão de desejar algo tão diferente da minha realidade. Sei que provavelmente fiz isso, de forma inconsciente, como um escape do sofrimento, para me preservar, mas tenho certeza que sofria menos no tempo em que sonhava.

Sonhemos pois! Porque o dia já começou e em poucas horas o sol vai raiar e nos mostrar que depois da escuridão sempre teremos a luz. Sonhemos pois, porque é tão bom sonhar, que todo o resto vale a pena se ainda pudermos ser sonhadores.

Ótima quinta-feira para todos nós! :-)

A imagem veio daqui

2 comentários:

Fernando Augusto disse...

Saber não é o bastante, é preciso aplicar. Querer não é o bastante, é preciso fazer - Bruce Lee.

Energia permite a ação, mas a ação também gera energia. Ação pura é uma das maiores fontes de energia do ser humano mas estamos tão impregnados de pensamentos e preocupações que esta energia não fica disponível tal quando éramos crianças. Preocupações e excesso de pensamentos não resolvem nada, agravam todo e qualquer problema, consomem energia em demasia, o importante é a ação.

A ação cria o criador. E ela própria revela a sua solução. Mas tem que ser uma ação pura, além de qualquer sistema de pensamento ou doutrina. Estamos muito cheios de teorias, doutrinas, sistemas, nos transformamos em monstros ao estilo alienígena grey: muita cabeça, pouca ação, nenhum coração. Isto é o homem moderno. Ele nem mesmo sabe pensar apesar de tantos pensamentos. Pensar é um ato consciente, mas os pensamentos o atropelam incessantemente. Isto fez com que um dos mestres da ação escrevesse o seguinte para as gerações futuras:

Muitos filósofos estão entre os que dizem uma coisa e fazem outra, e a filosofia que um homem professa é muitas vezes diferente daquela que norteia sua vida. Cada vez mais a filosofia corre o risco de se transformar em algo que é apenas professado - Bruce Lee.

Agir no momento presente com toda a sua presença, eis a disciplina da ação pura.

Onde você está?

Você está vivendo dentro do momento presente, plenamente consciente?

Quem é você neste preciso instante?

Sua mente, seu coração e seu corpo estão alinhados com o momento presente?

Só há vida e energia quando estamos no aqui e no agora, vivendo a vida tal como ela se nos apresenta e devemos seguir este fluxo de energia vital do momento, esta é a verdadeira disciplina, fluir de acordo com o momento buscando aquela sensação de bem-estar que advém naturalmente de nosso corpo quando a nossa mente está silenciosa permitindo uma ação completamente desembaraçada de pensamentos sequestradores na direção do passado ou do futuro.

Este é o único dharma, a única disciplina, a essência da meditação (meio para a ação). Esta é a essência do Ás de Paus, a vara do Mago, o poder que permite uma ação transformadora, pois ancorada na presença, na unidade do ser de cada um, não fragmentada. Ilustro isto com uma maravilhosa história zen sobre um guerreiro sentenciado à morte:

"Um guerreiro japonês foi capturado pelos seus inimigos e jogado na prisão.

Naquela noite ele sentiu-se incapaz de dormir pois sabia que no dia seguinte ele iria ser interrogado, torturado e executado.

Então as palavras de seu mestre Zen surgiram em sua mente:

"O "amanhã" não é real. É uma ilusão. A única realidade é "AGORA. O verdadeiro sofrimento é viver ignorando este Darma".

Em meio ao seu terror subitamente compreendeu o sentido destas palavras, ficou em paz e dormiu tranqüilamente."

Aproveite o momento presente para fazer o que deve ser feito, apenas isto, pois nada garante o viver além deste momento, aja dentro dele, viva. Aventure-se, a vida o convida agora, já.

Sinto muito, me perdoe, sou grato, te amo.

F.A.

Jeferson Paiva disse...

Também estou tentando sonhar mais Cacau, mas não está sendo fácil não! Rsrs
Se bem que com um texto tão inspirador como o do tio Fê, fica muito mais fácil!
Vos amo. Sou grato!

Abs

Jeff