A Sacerdotisa

sexta-feira, 4 de abril de 2014

Bom dia! :-)

Temos aqui o nosso segundo Arcano Maior da semana. Ela chega devagar, silenciosa. Boca fechada, olhos atentos. Ela desliza ao invés de andar. E eu, apesar de ter me tornado mais Imperatriz com o passar do tempos, ainda me sinto muito Sacerdotisa.

Como pode? Alguém tão sociável e falante ser Sacerdotisa? Nem eu sei! rs

Estava pensando em expor um tema e no meio do processo de escolha da imagem aconteceram coisas que me levaram para outro lugar, outro assunto, outra abordagem.

O tarot e sua incrível magia! ;-)

Um dos significados mais tradicionais da Sacerdotisa é o silêncio. Esse simples significado possui vários caminhos e variações. O primeiro deles é o ato de não falar mesmo, não expressar o que se pensa ou sente. Mas podemos olhar para a Sacerdotisa e ver também: o silêncio introspectivo de quem busca dentro de si a resposta... uma atitude mais passiva, de quem não quer impor sua vontade ou não quer gastar energia com um debate... também podemos ter aqui uma postura de responsabilidade com a palavra, porque sabemos que ela é verbo criador (e sabe-se lá o que podemos criar!)

A Sacerdotisa, às vezes, pode parecer desmancha prazeres, mas como ela enxerga mais além do que o óbvio, como ela enxerga o que quase ninguém percebe, como ela carrega em si uma Cassandra de prontidão, muitas vezes ela é mal interpretada. Os que viverem verão...rs Ou não! ;-)

Aqui não há certezas... E nem é esse o objetivo! Aqui há percepção! Aqui há uma inteligência sutil e profunda, quase inacessível. Quem não está habituado com esse tipo de energia, quando sente pode até ter uma reação estranha. Ficar quieto, achar que está esquisito, mal humorado. Como eu estou pra lá de acostumada com essa energia, o mais comum é que eu simplesmente fique na minha. Quem não me conhece ou quem não presta atenção em mim, nem percebe! Mas eu estou lá... Lá mesmo! Muito mais do lado de lá do que do lado de cá.

Mas não vamos nos esquecer que hoje é sexta-feira de Vênus! E em território venusiano a Sacerdotisa vai mostrar seu aspecto mais misterioso, atrativo, sinuoso... E, principalmente, vai deixar claro que a superfície que se mostra é somente a ponta de um iceberg. O que acontece no coração da Sacerdotisa, de verdade, nunca se saberá.

Ótima sexta-feira para todos nós!

A imagem veio daqui

Um comentário:

Fernando Augusto disse...

"É tão difícil falar e dizer coisas que não podem ser ditas. É tão silencioso. Como traduzir o silêncio do encontro real entre nós dois? Dificílimo contar. Olhei pra você fixamente por instantes. Tais momentos são meu segredo. Houve o que se chama de comunhão perfeita. Eu chamo isto de estado agudo de felicidade."

Clarice Lispector tem a frase perfeita para a Sacerdotisa em dia de Vênus, não?

É difícil escrever sobre a Sacerdotisa pois a energia aqui torna-se mais introspectiva. Ela é a voz do silêncio. Os arcanos maiores que a precedem no Via Tarot também possuem esta mesma energia: Eremita e Pendurado. Assim o Tarot nos pede neste período o silêncio, a introspecção, a meditação, o entendimento de seus próprios processos.

Algo está se gestando em segredo, na escuridão, no silêncio, como os grãos de Kefir que realizam seu trabalho de transmutação na obscuridade.

É preciso respeitar este silêncio, esta obscuridade para que aquilo que deve surgir não seja abortado.

Há um poder no silêncio. O mistério é uma necessidade em certos processos da alma. O segredo não é apenas a alma do negócio, mas é o próprio negócio da alma, pois esta se gesta, se cria e se concebe apenas no silêncio. Por isto todos os mistérios da iniciação, por isto o próprio Tarot é um conjunto de mistérios, pois seu rico simbolismo é a linguagem dos iniciados, uma linguagem sem palavras, uma voz silenciosa. Simbolismo é uma outra palavra para ocultismo. A Sacerdotisa é a expressão do oculto, o próprio segredo.

É importante manter segredo, é importante saber se isolar das correntes psíquicas que perturbam a alma, especialmente quando o astral está tão tenso. Ficar na sua. Não deixar-se invadir por aquilo que não te pertence, que não é tua essência. Proteja sua felicidade pelo silêncio.

A Lua em Gêmeos quer comunicar as suas emoções, se for fazê-lo, faça-o de uma forma consciente, deliberada, poética, como uma gravidez e sempre impregnado de amor, gentileza e aquela outra qualidade tão rara, tão difícil e tão necessária: paciência.

Sinto muito, me perdoa, te amo, sou grato.

F.A.