A Estrela

sábado, 12 de abril de 2014

Bom dia! :-)

Olha, vamos fazer um combinado: vocês não reclamam, muito menos eu... Aliás, vamos fingir que nem estamos reparando que saímos de um ciclo de Sol e entramos em um ciclo de Estrela. Quem sabe se a gente fizer de conta que nem notou, eles continuam visitando a gente para todo o sempre amém? :-)

A Estrela é minha queridinha desde sempre! Nem sei dizer, ao certo, se gosto mais dela ou do Sol! Mas ela tem um encantamento todo especial! E traz consigo esta feminilidade e doçura, que são tão sedutoras! Não é à toa que ela representa o orixá Oxum e não é à toa que aparece por aqui em um sábado, dia de Oxum.

Na Estrela temos o sonho, o desejo, a beleza, e mais do que a esperança, temos aqui a confiança, a certeza de que tudo vai dar certo... E vai!

Nossa bela moça brilhante também é a inspiração, a arte, a conexão com a essência mais pura e profunda que existe dentro de nós. A Estrela nos ajuda a acessar o Deus Interior.

Como estamos no sábado de Saturno, com todo o foco voltado para a vida profissional e os projetos, a primeira coisa que temos que pensar é: o que diz nossa inspiração? Que caminhos profissionais e que projetos podem ser colocados em prática e expressar a nossa essência?

Eu e o sócio aqui já andamos pensando algumas coisas... E essas coisas, sem dúvida, são um bom exemplo de Estrela em sábado de Saturno. O que, aliás, é engraçado... Porque Saturno é todo sério, maduro, sisudo... Enquanto a Estrela é alegre e saltitante! rs

Creio que o equilíbrio entre esses dois lados seja muito produtivo. Vamos experimentar?

Ótimo sábado para todos nós!

A imagem veio daqui

5 comentários:

Vanessa disse...

Quando abri meu face encontrei um verdadeiro primor.
Pensei que era um sinal, pois por aqui hoje tem trabalho.
Pensei que era a Rainha me preparando... Ou meu Beija-flor.
Quando vi o post de hoje pensei que tinha que dividi-lo com vcs!
Então lhes dou esse presente. A vcs que já me deram tantos outros!

http://www.radio.uol.com.br/letras-e-musicas/cassia-maria/leve-ar/2204355?cmpid=cfb-rad-ms

. disse...

Por toda essa sincronicidade de hoje eu só tenho uma coisa a declarar: sou grata, muito grata, gratíssima.
(Desculpaê, mas não deu pra manter a empolgação só por aqui!)

Orà Yè Yé Ofyderímàn
Oraiêieo Oxum

Axé!

Fernando Augusto disse...

"Ele é luminoso mas não busca brilhar."

Cada pessoa precisa de alguma coisa: amor, dinheiro, saúde, sorte, sabedoria..

Do que você precisa?

Há aqueles, muito poucos é bem verdade, de que nada precisam, pois eles não são feitos pela necessidade que gera a sorte, são feitos pela sorte gerada a partir da antevisão, desenvolveram um estilo de vida e um caminho através do qual puderam pensar, sentir e perceber como a vida é completa, auto-suficiente em si mesma e cada dia traz a sua benção e a sua própria sorte, pois a sorte é como mulher, gosta de esconder-se e quando você olha para ela, ela olha noutra direção. E você diz: "Você me dá sorte, meu amor."

Quando há tranquilidade e harmonia tudo flui bem e não percebemos. É como quando estamos saudáveis e não nos damos conta de como é bom estar bem, mas quando ficamos doentes e saramos temos a consciência do prazer que é estar bem.

O jogo dos opostos cria a dialética da consciência como nos ensina a filosofia do Tao e do próprio Tarot, que é um Tao imagético, pois o arcano da Estrela é antecedido pelo arcano da Torre.

Poucos podem incrementar sua própria sorte, bem-estar, saúde e prosperidade a partir de uma condição já positiva ou benéfica por causa da questão da zona de conforto, tendemos a nos acomodar. Para podermos crescer, desenvolver e prosperar continuamente, sem nos acomodarmos ou dormirmos sobre os louros precisamos de uma sabedoria específica, de um caminho ou estilo de vida, de uma ideologia que nos sustente e nos liberte de nossas zonas de conforto, um caminho para guerreiros e guerreiras que fazem a sua própria estrela brilhar sempre mais e mais.

Termino citando diretamente o Tao Te King, de Lao Tsé, pois esta citação explica por que no Tarot a Estrela (sorte) sucede a Torre (destruição):

Quando os governantes terrenos regem em tranqüilidade e harmonia, as pessoas também estão tranqüilas e pacíficas. E elas não aspiram a nada mais fora deste bem-estar.
Ao invés, quando os governantes terrenos atuam com excitação e agressividade, as pessoas começam a sofrer. Então as desgraças e calamidades vêm em lugar do bem-estar. E as pessoas começam a pensar, a buscar a saída, e algumas a encontram, chegando a não ação e mergulhando-se na Luz do Tao Infinito. Ao final das
contas, a sorte e a felicidade são as que nascem da aflição.
Como temos visto, a felicidade e a infelicidade geram uma a outra.
Mas o sábio sempre está tranqüilo, brando, carinhoso e justo. Ele não quer tomar nada dos outros. Ele é desinteressado e não faz mal a ninguém. Ele é veraz e vive em harmonia com Tao, com a natureza e
com os demais. Ele é luminoso, mas não busca brilhar.

Sinto muito, me perdoa, te amo, sou grato.

F.A.

lilith disse...

Bom dia, queridos do Via!

Salve a Estrela, salve o nosso guia, salve Oxum!

Ora iê iê, ô!
_/\_

Cacau Gonçalves disse...

Boa tarde quase boa noite! :-)

Espero que o dia de Estrela tenha sido ótimo para todos! Pra mim, foi um primor! Passear com o marido na feirinha de orgânicos, comprar delícias saudáveis... preparar um almoço gostoso tomando um vinho e conversando com o filho que foi me fazer companhia na cozinha... responder clientes, dar aquele carinho e atenção que tenho tido pouco tempo para dispor durante a semana... Ajeitar mais um pouquinho a casa e fazer planos de arrumação para quando os móveis que estão consertando no marceneiro chegarem...

São coisas tão simples, mas que me fazem muito feliz!

Sou grata mesmo...

beijossss