Princesa de Paus

segunda-feira, 15 de abril de 2013

Bom dia! :-)

Para quem não se lembra, ainda estamos em ciclo de Temperança! O que dá um significado todo especial à sequência apresentada depois de quarta-feira: 3 de Ouros, 6 de Ouros, Ás de Copas e Ás de Copas. Em primeiro lugar, é bom notar que todas são cartas bastante positivas e que falam de interação, de relacionamento com objetivo de construir algo, de um cuidado especial com as questões emocionais e um destaque para a emanação do amor. Em segundo lugar, tivemos uma boa "lama", terra e água dos elementos, dando forma, moldando um novo ser, transmutado.

Bem, aí hoje vem nos visitar a Princesa de Paus, diga-se de passagem, o personagem da corte com o qual mais me identifico. Esta Princesa possui uma incrível capacidade de se comunicar e transborda criatividade! Talvez ela seja o sinal dos deuses para que eu faça o que o sócio passou o final de semana me pressionando a fazer...rs Gentem! Eu sofri até ameaça de greve de silêncio! rsrsrs Agora o trem é sério, preciso começar (e terminar) um livro... Vou ali e só volto com ele pronto...rs

Aliás, cabe um rápido comentário sobre o final de semana: participamos de um trabalho de Constelação Familiar para casais e olha... Impressionante! Ficamos "mexidos", encantados, foi uma experiência muito forte! Deu pra entender perfeitamente o duplo Ás de Copas do final de semana...

Bem, voltando a nossa querida Princesa, gostaria de falar um pouquinho mais sobre ela e seus significados mais tradicionais. Ela é idealista, possui entusiasmo e força vital, é confiante e luta pelos seus sonhos. Sua ousadia costuma envolver uma dose de paixão e inocência misturadas. Impetuosa, preza muito a sua liberdade e às vezes pode tender ao exagero e a crises geniosas. Fala demais, com certeza...rs Mas não fala besteiras ou coisas inúteis. Aliás, costuma ter um cuidado especial com as palavras, pois sabe que aí está o seu poder. Onde está a Princesa de Paus, está também a ação, pois ela representa a primeira centelha de vida e as primeiras ideias que antecedem um grande projeto. Podemos ter aqui também a semente de um amor ou o fogo de uma paixão. Agilidade mental, inspiração e esperteza também são atributos desta Princesa.

Como estamos em uma segunda-feira da magia e da espiritualidade, ao invés de um tema para reflexão, darei uma grande dica: use sua inspiração para criar um ritual de conexão consigo mesmo ou com as divindades com as quais você possui maior ligação, para criar um campo de força, um gerador de energia para nutrir seu campo. Assim, será possível garantir a proteção espiritual e elevar o nível da energia, ou seja, do poder pessoal.

Para dar uma animadinha geral, vamos pensar numa boa trilha sonora para a Princesa de Paus?

Ótima segunda-feira para todos nós! :-) E aviso a quem me escreveu para que tenha um pouco de paciência, fiquei desde sexta-feira meio distante do computador, mas hoje retorno ao batente! ;-)

A imagem veio daqui



 

 


3 comentários:

Fernando Augusto disse...

Bom dia, Via!

Esta Princesa tem algo da Força (notem o tigre), que pelo que me consta está entre nós nesta semana, ela surge aqui como um arauto, uma mensageira da Força.

Quando falo na Força me surge na mente uma das divindades que expressa bem as qualidades deste arcano com o qual muitas mulheres aqui se identificam:

Durga (em sânscrito: दुर्गा, lit. "a inacessível"[1] ou "a invencível"[2]; em bengali: দুর্গা) também conhecida como Maa Durga ou Ma Durga (মা দুর্গা, "Mãe Durga") é, no hinduísmo, uma forma de Devi, a deusa suprema. Durga é considerada pelos hindus como a mãe de Ganesha, Kartikeya, assim como de Saraswati e Lakshmi.[3] Ela é considerada a forma da esposa de Shiva, a deusa Parvati, como caçadora de demônios.

Durga

é descrita como um aspecto guerreiro da Devi Parvati com 10 braços, que cavalga um leão ou um tigre, carrega armas e assume mudras, ou gestos simbólicos com a mão. Esta forma da Deusa é a encarnação do feminino e da energia criativa (Shakti).

http://pt.wikipedia.org/wiki/Durga

Então temos uma semana cheia de energia, cheia de paixão e com excelentes oportunidades para dominarmos essa energia abundante e bem direcioná-la para as nossas realizações.

Raiva, ira e outros defeitos não são defeitos se a energia for bem direcionada para um propósito construtivo. Defeito é um feito fora do seu lugar, coloquemos a nossa energia naquilo que verdadeiramente interessa.

Há uma expressão intrigante no principal livro sagrado da tradição mística do ocidente: ódio perfeito. Vejamos o final do salmo 139:

Não odeio eu, ó YAOHU, aqueles que te odeiam, e não me aflijo por causa dos que se levantam contra ti?

Odeio-os com ódio perfeito; tenho-os por inimigos.

Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece os meus pensamentos.

E vê se há em mim algum caminho mau, e guia-me pelo caminho eterno.
Salmos 139:21-24

Este ódio perfeito direcionado contra os inimigos de nossa alma é a força de Durga e uma das formas de compreendermos o arcano 11 do Tarot da qual a Princesa do Fogo é a mensageira.

Enquanto escrevo o sol, que também é a força de Durga, por aqui brilha depois de longo período ausente...

Sinto muito, me perdoa, te amo, sou grato.

F.A.

Juliana disse...

Tio Fê!
O Salmo 139 sempre foi o meu preferido - sempre considerei de uma profundidade ímpar... mas nunca tinha compreendido totalmente essa passagem que fala do ódio, pois me parecia destoar da estrutura do texto de forma geral, que é tão desprendido, tão harmonizante. Agora, com sua explicação, ficou tudo bem mais fácil de entender. :)
Obrigada e uma ótima semana a todos!!
da Ju

Fernando Augusto disse...

Grato, Ju, por poder esclarecer este paradoxo da Palavra ;-)))