A Torre

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Bom dia! :-)

Sentiram o tom de ironia no "bom dia"? rsrsrs

Ela já estava se anunciando desde o sábado, virou, pulou, mexeu, voou... Hoje, finalmente, apareceu. Não que estivesse sendo aguardada ansiosamente, aliás, não que fosse esperada de alguma forma, mas, fato é que eu já estava pressentindo isso.

E quando a coisa acontece, não há como fugir, não há como negar, não há como fazer de conta que não está vendo. Temos que encarar esta Torre de frente, com força, coragem e disposição para realizar essa transformação.

Sempre que pensamos em Torre, pensamos em quebra, rompimento, queda, em coisas que se desfazem, mostram sua fragilidade, mostram que já era hora de terminar ou ainda que aquilo nunca teve suas bases muito sólidas.

Quando conseguimos perceber o aspecto educativo da Torre, podemos receber seus benefícios. Saber abrir mão das coisas, saber superar apegos, regras inúteis ou restrições impostas. Tudo isso faz parte do aprendizado da Torre.

Como estamos em uma quarta-feira, dia de regência de Mercúrio, quando temos como tema central a comunicação, a carta da Torre pode representar algo como brigas, rompimentos através de discussões ou mesmo a quebra da máscara de alguém, através da sua forma de se expressar.

Peço a atenção especial ao fato de termos uma sequência de Arcanos pesados e/ou sérios - Justiça, Hierofante, Diabo e Torre - entremeados somente pela alegre Princesa de Paus... O momento é para refletir, observar e ter muita cautela no falar e no agir.

Que a quarta seja tranquila para todos nós!

A imagem veio daqui

7 comentários:

melldda disse...

Eita! Omeu dia de diabo foi tão pesado que eu desejei que chegasse logo um outro arcano maior. Aco que não dá mais tempo de me arrepender, né? rs

Essa semana tem tudo para ser especialmente desafiadora. Hoje essa Torre me acompanha na entrada de um ciclo de Roda da Fortuna...
Cuidado com as palavras... para mim, que vivo escorregando nos atos falhos...

Mas algo me diz que essa mudança mais do que necessária, é desejada. Bem que poderia ser mais suave, mas, se é o que tem pra hoje...

LUZ AZUL disse...

Bom dia povo do via, temperança e torre...putzz
Estou num momento bem torre, a procura de outro local para trabalhar...meio que desanimada e vem vc torre p/ bagunçar ainda mais meu coreto...rsss
Sai fora, que a tempreança fale mais alto e eu possa dosar a paciencia e a sabedoria que necessito para sair desta situaçao...
Mas ja que não da pra devolver a carta, que ela venha pelo menos trazendo o aspecto de fim deste ciclo e começo de outro bem melhor...
Ja to legal de diabo e torre, da pra aliviar , tarot?
Quem sabe a força ou o carro, o mago, hein, hein, hein...
Que o arcanjo miguel e sua espada de luz azul nos proteja e que estejamos firmes, bambeando até, mas não caindo.
Sou filho do pai, o mundo é meu.
Eu te amo, sinto muito, me perdoe, sou grato.
Muita luz azul a todos.

Juliana disse...

Saturno, vem ni mim. rsrs
Beijos!
Ju

Cacau Gonçalves disse...

Por aqui, por enquanto, positiva e operante...rs

Mas, desde segunda feira que não estou no meu normal... Diria o sócio, rindo de mim: "quando vc foi normal?" rsrsrs Mas vcs sabem do que estou falando, né? ;-)

beijos

melldda disse...

Vez por outra eu fico me perguntando se todas as "coincidências" que aparecem pelo caminho são sinais ou se é apenas a nossa atenção que se volta para aquilo que sempre esteve ali...
Como seria estar acima das oscilações como aquele ser que está ali em cima da Roda da fortuna empunhando uma espada? Será possível para nós também?
Esta noite, eu vi um filme sobre um advogado que começa sem nada a lutar por uma causa que está fadada ao fracasso. Mas ele acaba dando sorte e ium juiz corrupto acaba sendo varrido para fora do caso (o que me pareceu algo como a atuação da Torre). No final, ele consegue uma indenizção milionária, muito acima do pedido. E aí, a roda passa outra vez: a empresa vai a falência e a indenização não é recebida. Mas o jovem advogado ganhaa reputação e conclui com algo como "Eu estou por cima. Tão por cima que o único lugar para onde poderia ir é para baixo"...
E a roda não para de girar...

Fernando Augusto disse...

Oi, Melldda!

Interessei-me pelo filme! Qual o nome?

Abraço,

F.A.

melldda disse...

Oi, Fernando,

O filme é "O homem que fazia chover".