6 de Copas

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Bom dia! :-)

Nosso ciclo de Imperatriz chega a esta quarta-feira com um belo 6 de Copas!

Costumo enfatizar o aspecto da alegria e dos prazeres desta carta, mas, desta vez, vou ampliar um pouquinho mais a análise e falar também de um lado mais sonhador.

O 6 de Copas pode nos falar de uma sensação de nostalgia, em relação a uma situação agradável do passado. Pode também surgir como a famosa (imortalizada pelo Renato Russo) "saudade de tudo que eu ainda não vi". 

Confesso que esses dois sentidos são mais raros de serem detectados em termos práticos, mas existem e devem ser levados em conta nesta quarta-feira de Mercúrio. Por que? Ah, porque eu quero, uai! rsrsrsrs

Talvez, hoje seja um bom dia para fazer contato com aquela pessoa que você não vê há muito tempo. E se, por acaso, se pegar em determinada hora do dia sonhando acordad@ já sabe que são os efeitos 6 de Copas!

Minha dica especial para o dia de hoje é facilitar a vida do 6 de Copas e fazer a sua parte. Isso quer dizer, em termos práticos, expressar-se de forma carinhosa, amorosa, ser um 6 de Copas para alguém! Afinal de contas, coisas inimagináveis se escondem dentro da imaginação alheia... E é uma boa ideia ser no mundo real melhor do que um sonho. :-)

Boa quarta-feira para todos nós!

A imagem veio daqui

3 comentários:

Tayná disse...

Interessante... Me senti esse arcano hoje e ontem... Me lembrando das coisas agradáveis do passado... Dá aquela nostalgia, vontadezinha de chorar, por lembrar de tudo que ficou na alma...

Cyntia Tagliatelli disse...

Oi Claudinha!!! Oi Via!!!

Então....essa carta...rs...vc colocou a imagem do Tarot de Osho que amoooo mas que tem alguns significados diferentes do habitual....essa é uma que sempre me intrigou pq a mocinha ta triste e desolada enquanto vislumbra um sonho....quase um 7 de copas já..rs...e nunca entendi direito, pq o 6 de coaps é sempre tão leve em outros taros e pq nesse é tão tristonho..rs...

É....já dizia Cazuza/Adriana Calcanhoto (regravou recentemente) naquela música "mulher sem razão":
"Sonhar só não dá em nada, é uma festa na prisão..."

Bjão
Cy

Fernando Augusto disse...

Bom dia, Via!

A lembrança daquilo que foi bom é um sentimento capaz de gerar o perdão, a gratidão, o amor, um sentir que tem tal poder que gira a roda do tempo de maneira tal que nossa vida se transforma naquilo mesmo que deve ser: um fluxo perfeito de felicidade, um desafio perfeito de equilíbrio, uma arte sutil de viver impecavelmente.

Há uma magia na nostalgia a partir do coração de cada um de nós.

Sinto muito, me perdoa, te amo, sou grato.

F.A.