Rei de Copas

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Bom dia! :-)

Nada melhor do que Poseidon para representar o Rei de Copas, por isso que hoje eu substituí a imagem tradicional de cartas de tarot por uma ilustração mitológica! ;-) Assim começamos esta semana que se destaca pela quantidade de personagens da corte. São três Reis, uma Rainha e um Príncipe, uma carta numerada e um Arcano Maior. Não havia pensado nisso ainda para o Via, mas quando isso acontece em um jogo, eu costumo ver a influência e/ou o encontro com muitas pessoas.

O Rei de Copas costumeiramente é visto como um homem maduro (como todos os Reis), sensível, com gosto artístico refinado ou alguém com talentos artísticos, pode ter dons mediúnicos ou ser alguém que trilha um caminho espiritual. Em algumas situações ele se mostra como um conselheiro, orientador. Mas em outras situações ele aparece somente como uma referência de um homem apaixonado.

O olhar para uma carta do dia é diferente do olhar para uma carta dentro de um jogo, dentro de um contexto. Este Rei de Copas pode ser um homem que vai cruzar nosso caminho hoje? Sim... Até pode... Mas não necessariamente. Caso ele apareça mesmo, é bom prestar atenção no que ele vai fazer ou dizer, porque certamente será um diferencial para o nosso dia.

Eu sou suspeita pra falar porque esta é a minha semana de recesso (ah! uh! yeah!) então, começar assim, com o Rei de Copas é delicinha pura! Eu posso interpretar como a energia doce, que aquece o coração, traz a gostosura de ficar em casa (gente, é claro que eu gosto de passear, encontrar amigos, viajar... mas como eu gosto de ficar em casa!), Mas também posso aproveitar a carona da regência lunar de segunda-feira para interpretar este Rei de Copas de uma forma mais mística, que tal?

O Rei de Copas pode ser um protetor espiritual e seria interessante realizar alguma prática de conexão com ele. Muitas vezes a gente se sente só, acha que ninguém ouve nossas preces, mas a gente se esquece de colocar os "ouvidos espirituais" pra funcionar, né? Dica: momento de relaxar, esvaziar a mente, respirar profundamente e OUVIR :-) Uma coisa simples mas que pode ser um desafio, levando-se em conta que o hábito é muito mais falar do que ouvir. E muitas vezes quando achamos que estamos ouvindo o que os outros falam, estamos apenas ouvindo o que queremos (ou podemos) ouvir. Já pensaram nisso?

Que Poseidon nos guie e que a segunda-feira seja uma delicinha! ;-)

A imagem veio daqui

2 comentários:

Aparecida Soares Silva disse...

Bom dia Via, bom dia Cacau :)

Adorei o que disse com relação aos contextos...Isso acontece muito e a gente fica esperando que "literalmente" as figuras da corte apareçam na nossa vida, ou melhor, na nossa frente. E isso me fez lembrar de quantos jogos que fiz em minha adolescência que falavam do tal "homem de farda" que ia aparecer na minha vida...E to até hoje esperando ele (tudo bem que moro do lado de um quartel, mas mesmo assim nadinha...rsrs). Porque na verdade(com um pouco mais de conhecimento), percebi que nesses jogos aparecia alguma figura da corte e que elas associavam a este homem, mas não necessariamente ele faria parte da minha vida amorosa. Entra o contexto, a análise e a técnica que fazem grande diferença na leitura, feita por aquele que vai além das figuras e associam prática, teoria e experiência.

Vamos viver a energia do Rei de Copas! Personificado ou não, seja sempre bem-vindo. Boa segunda para todos! :)

Aldo Luiz Fonseca disse...


O rei (este aí) passou por aqui ontem. Bom (cheio) de papo. Hoje deu 5 DE ESPADAS

Sinto muito, me perdoe, te amo, sou grato.