Princesa de Espadas

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Bom dia! :-)

Hoje é um dia muito (muuuito) especial para mim. Há 24 anos nascia a pessoa que mais amo no mundo, meu capricorniano querido, que foi planejado para ser aquariano, mas veio quando quis e veio para me ensinar tanta coisa que ficaria horas fazendo a lista...rs

Um grande amigo me disse um dia: "a nossa vida se divide em antes e depois de termos filhos". Ele dizia que a experiência da maternidade/paternidade, quando vivida plenamente, expandia a nossa consciência a um ponto inexplicável! Havia alguém no mundo que era a continuação de algo em nós, havia alguém no mundo a quem amávamos de uma forma visceral e absolutamente sagrada. 

Eu nunca consegui sentir nada neste mundo que se comparasse ao amor que sinto pelo meu filho. Mesmo hoje, em que ele já é um homem, um adulto, às vezes, enquanto conversamos, fico olhando pra ele e pensando "deuses! Eu fiz esta criatura! Como pode?" rs E fiz tão bem feitinho... com tanto amor... que não podia ser de outra maneira mesmo o meu "menino", lindo por dentro e por fora! Sério demais em certos momentos, um "velho" (como ele mesmo se descreve), bobo demais em outros, sensível. de uma sensibilidade rara e especial... nada piegas, nada superficial... Capaz de se emocionar com coisas simples, dar um sorriso meio sem jeito, porque sabe que foi pego expressando essas coisas do coração. Mas ao mesmo tempo assume, assume com gosto vergonhas sociais da juventude, como sair com a mãe, ir para a casa dos avós ficar conversando e ajudando na manutenção do jardim, usar aquela roupa velha que é mega confortável, dispensar a faculdade porque não quer ser mais um diplomado infeliz, se profissionalizar no que realmente o coração pede, preferir ficar sozinho enquanto não encontra uma garota especial. Tenho tanto orgulho dele! Da sua maturidade, inteligência, sensibilidade e da construção gradual da autoconfiança, entremeada, vez por outra, com as conversas profundas que temos, em que ele me diz "por que fiz isso? Foi tão idiota!" É quando eu normalmente respondo que a gente continua fazendo coisas idiotas pela vida afora e até a idade avançada, mas que nem por isso somos idiotas em essência. Somos seres humanos em eterna construção. É lindo ver um bebê virar menino, um menino virar rapaz, um rapaz virar um homem... tudo ali, diante dos meus olhos! Com todas as alegrias e angústias que as mães costumam viver. E uma certeza muito grande de que, apesar de todos os meus medos de errar, de não ser a mãe exemplar e perfeita que tinha em mente, existe algo muito maior e invisível que conduz este processo... Em certos momentos parece que fui apenas brindada com a oportunidade de apreciar a construção de um homem muito incrível. Não fiz nada tanto assim, apenas acompanho, de mãos dadas, a sua caminhada. Uma grande honra, um grande prazer. Só posso ser imensamente grata!

Creio que a Princesa de Espadas veio hoje somente para explicar estas palavras que brotam, borbulham do coração desta mãe aqui. É uma desculpa para o longo discurso de amor, para justificar aquilo que não precisa de justificativa. E se o regente da quinta-feira é Júpiter, que o meu poder seja o da palavra e que ela abençoe o meu filho, abençoe todos os filhos e todas as mães da nossa família Via Tarot. Costumo dizer que desejar saúde, amor e prosperidade a alguém é uma síntese muito boa de bons desejos. Mas hoje eu desejo a você, João Pedro, além disso, todas as coisas mais preciosas que a vida é capaz de te oferecer e que eu sequer consigo imaginar. Porque o Universo é muito mais sábio do que a sua mãe. Te amo, meu filho.

Quinta-feira de boas falas para todos nós!

A imagem veio daqui

2 comentários:

Aldo Luiz Fonseca disse...

Cacauzíssima!
Você me encheu o olhos de lágrimas em gratidão.

João Pedro, feliz aniversário! Eu sou um "Pãe" e, justo por isso, posso afirmar que quem tem uma mãe como a sua tem tudo. Então, só me resta lhes desejar saúde infinita para que possam usufruir desta bendita felicidade muito além do inimaginável.

Com carinho da paz da gratidão.
aldoluiz, o "pãe" do Fabiano.

Flora Maria disse...

E as suas falas, Cláudia, foram magníficas, lindas, emocionantes, pois mostraram -e de maneira soberba - o que as Mães sentem !
JP é mesmo motivo de alegria e orgulho. E eu, como avó, assino em baixo!
Lembro 0 que "disseram" sobre esse ser que viria ao mundo por seu intermédio? Pois é...
Parabéns para o João Pedro!
Parabéns por sua linda postagem!!!
Beijos
Flora Maria