4 de Espadas

quarta-feira, 6 de março de 2013

Bom dia!:-)

Continuamos em ciclo de Mago, sendo que em três dias esta é a segunda vez que um 4 aparece por aqui. Isso é algo para se notar, já que o Mago empresta uma energia ativa e de realização ao nosso atual ciclo, enquanto o 4 é um número que fala de pausas, de paradas. Podemos ponderar sobre a necessidade de caminhar desta maneira, revezando ação e pausas...

O 4 de Espadas é também chamado de carta da meditação. Sua energia nos traz o ensinamento de esvaziar a mente para que novas ideias cheguem, ou, ainda, eliminar condicionamentos para que novas atitudes e comportamentos possam se estabelecer. O 4 de Espadas é a pausa que antecede a mudança, uma mudança baseada em um novo olhar em relação à vida.

O tema para reflexão de hoje é: na dúvida, pare! Permita que o novo chegue, esvaziando a xícara!

Esta é uma frase que costumo repetir: na dúvida, pare!rs É muito bom seguir esse conselho no trânsito, mas não somente nele, mas em praticamente toda situação. Quanto maior a precisão do que fazemos, mais concentração e, portanto, pausa precisamos.

Olhem só: quarta-feira é dia de Mercúrio e, portanto, de comunicação. O naipe de Espadas está associado à fala, à escrita e à comunicação de um modo geral. Só que no 4 temos uma "não-comunicação", já que é a pausa. Então, hoje é o dia de dar uma parada, silenciar. 

Para quem quiser ir mais além, recomendo fazer uma proposta a si mesmo de disciplina e começar a meditar diariamente. E, por favor, não venham com aquela conversa de "ah, eu não sei fazer isso... Não consigo" Porque eu bem sei o quanto é difícil! rs Mas é possível! Acreditem! ;-)

Para ajudar vocês, vou postar aqui um vídeo com um passo-a-passo ensinando a meditar. Tenho certeza de que será muito útil!

Uma ótima quarta-feira para todos nós! :-)

A imagem veio daqui


Um comentário:

Fernando Augusto disse...

Bom dia, Via!

Comunicar é saber ouvir e falar.

Ser capaz de escutar é tão importante quanto saber falar pois assim compreendemos não apenas os outros, como entendemos melhor as situações e podemos ouvir a voz do silêncio de nosso próprio Eu superior.

Sinto muito, me perdoa, te amo, sou grato.

F.A.