Rei de Copas

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Bom dia! :-)

Lá vem nosso Rei de Copas, com sua taça na mão, mostrando a importância de se ter espaços vazios para receber a energia renovada. Ele também mostra o quanto vale ter um coração generoso, capaz de acolher, perdoar, transmutar, transcender.

Como estamos em uma quarta-feira, regida por Mercúrio, vou direcionar nossas reflexões para o setor da comunicação. A maestria de um Rei de Copas pode se expressar pelas palavras. Ele não é mais um Príncipe sedutor, que mantém o seu foco somente na conquista, no encantamento, ele sabe expressar seus sentimentos de uma forma artística através das palavras.

Ontem, assisti uma palestra online que muito me chamou a atenção. Quem quiser pode assisti-la na minha nova página no Facebook Mulheres Plenas Em determinado momento, a palestrante que é minha xará fez o seguinte questionamento: "de que barro a gente é feito?" Isso levou minha mente e demais sentidos para uma verdadeira viagem!

Às vezes, passamos uma vida inteira brigando com nossa essência ou simplesmente desconhecendo a nossa essência. Saber de que barro somos feitos nos dá a capacidade de saber o que podemos esperar de nós mesmos sempre que o bom senso ou o equilíbrio nos faltar. Isso, longe de nos fazer escravos deste barro originário, nos dá condições de tentar moldar este barro e fazer algum bom utilitário ou uma peça artística que possa expressar a beleza guardada dentro de nós.

Eu, por exemplo, sei que meu barro tem amor, muito amor. Então, apesar de ter outras características não tão legais, sei que quando o amor é a motivação, sou capaz de ser muito melhor, sou capaz de transcender e ir além, coisa que não seria capaz se a motivação fosse uma outra qualquer. Quando conhecemos aquilo do qual somos feitos, podemos compreender certas atitudes, reações, pensamentos e sentimentos que não fariam sentido algum, se não soubéssemos a nossa origem. E quando sabemos, compreendemos o que nos move, o que nos anima, o que nos dá forma, temos a possibilidade de expressar melhor isso através das palavras.

Hoje, eu fico pensando o que seria de mim sem o tanto que já me olhei, analisei, vasculhei! E olha que tenho mais uma vida inteira (e outras vidas também) para continuar fazendo isso, porque não se trata de um trabalho que possa ser concluído em vida. É a famosa casca da cebola com várias camadas, várias e várias fases, igual um videogame...rs Mas com o que eu consegui observar até aqui, já consegui minimizar de forma significativa os chiliques, o stress, a taquicardia, a irritação. É tão notório isso, que mesmo em uma situação em que eu "deveria" sentir isso tudo, não sinto. E me pego, meio assombrada pelo fato de não reagir mais do mesmo jeito. Só posso agradecer!

Mas voltando ao nosso queridíssimo Rei de Copas, criatura de quem sinto muita falta! Ele possui em si uma sabedoria e uma sensibilidade profundas, talvez pelo fato de conhecer profundamente o que sente. Um coração trancado, um coração que possui uma couraça rígida, dificilmente permite que sejam acessados os sentimentos mais profundos ali existentes. Então, as dores ficam trancadas, as mágoas, os rancores, as carências, vai tudo se acumulando lá silenciosamente, até que pareça que não existe mais nada. Mas está tudo lá, como que congelado. Somente com a energia do Rei de Copas será possível descongelar essas memórias emocionais, somente com a sua sabedoria doce e sutil.

A voz do Rei de Copas é como som inimitável das ondas quando chegam na areia em forma de espuma. Ele é o homem que aprendeu a amar, respeitar e admirar as qualidades femininas de tal forma que acabou absorvendo algumas para si, o exemplo típico de um homem bem curado em seu aspecto feminino, em sua relação com as mulheres importantes de sua vida. Nada está separado... Tudo faz parte do todo! Nós somos uma teia e nossa vida também, estamos interligados com os que vieram antes e os que virão depois.

Então, aproveito a presença do Rei das Águas por aqui para pedir esta cura tão importante das nossas palavras. Peço isso especialmente para mim, que andei expressando negatividade dia desses, e não é o que eu quero pra minha vida. Que possamos nos compreender melhor para nos expressar melhor. Que possamos curar nosso coração para vibrar palavras de amor. Que possamos perceber que o amor é a melhor forma de comunicação que existe. Não adianta todo o trabalho interior, religioso, filosófico, se dentro não há amor, se não se consegue expressar amor.

Uma ótima quarta-feira para todos nós! :-)

A imagem veio daqui

Um comentário:

Aldo Luiz Fonseca disse...

Lindo! Perdoe-me, Te amo, sinto muito, sou grato. Muito grato.