O Sol

sábado, 23 de novembro de 2013

Bom dia! :-)

Como eu já havia avisado ontem, hoje viramos o ciclo. Mas percebam que a imagem vem na mesma energia da Rainha de Paus de ontem, ou seja, vem no meu estilo, babies! rs

Costumo dizer que existe uma diferença muito grande entre o que gostamos e o que somos. Às vezes, somos o que gostamos e isso é muito bom! Mas nem sempre isso acontece! Existe a situação em que até gostamos do que somos, mas também nos encantamos com o que não somos e ficamos namorando o que é diferente de nós.

No meu caso, eu sou muito esta energia alegre, entusiasmada, intensa, criativa, falante. Já percebi que passei por várias fases e em um período mais pesado e desafiador, fiquei bem mais introspectiva, isolada e até mesmo meio melancólica. Mas isso não é minha essência. Por outro lado, sempre achei lindo aquela coisa assim suave, delicadinha, absolutamente feminina, vaporosa... Mas não sou assim! Não sou isso em minha essência.

Eu sou do dia e não da noite, sou mais do sol que da lua, apesar de não poder negar que uma parte de mim está associada às deuses negras e a uma energia mais sombria e misteriosa. Então, o Sol me cai muito bem! Tanto quanto a Rainha de Paus! :-)

Bem, hoje é sabadão de Saturno, dia em que vamos pensar em projetos e vida profissional. A presença do Sol é tão auspiciosa que me comprometo, publicamente, a sentar e organizar pelo menos dois dos projetos que tenho em mente: um é segredo (rs) e outro são as consultas de final de ano, que estão atrasadíssimas! Ano passado elas aconteceram no mês de novembro e este ano ainda nem divulguei. Por isso, peço a atenção de todos, pois teremos poucas vagas, elas terão que ser encaixadas junto com as consultas convencionais mesmo e este ano vou me permitir, novamente, aquela paradinha de final de ano. As postagens no Via Tarot continuam, mas as consultas serão suspensas por 15 dias pelo menos. Quem quiser marcar a sua antes da virada do ano, recomendo se adiantar...rs

Mas voltando ao Sol...rsrsrs

Recomendo que todos façam a mesma coisa! Parem tudo, procurem ficar quietos, silenciar a mente, e propor a si mesmo uma reflexão sobre seus projetos e sua vida profissional. Esvaziem a mente e deixem espaço para que novas ideias cheguem, iluminadas pelo Sol! Quando as ideias vierem, anotem, registrem tudo e se organizem para colocar aquilo em prática.

Uma coisa que tenho percebido é que faz muita diferença se propor a receber algo. Às vezes, ficamos por muito tempo pensando que não seremos capazes (de fazer um projeto, desenvolver um texto, executar uma tarefa, etc), mas se simplesmente pararmos tudo e falarmos "agora, neste momento, eu permito que me venha a inspiração necessária para fazer isto"... Ela vem! Ora, se vem! rs Experimentem só...

Que o Sol ilumine nosso dia, nossos passos e nossos pensamentos. Que assim seja! :-)

Aproveito carona para convidar as meninas a curtir a minha nova página no Facebook, algo que estava devendo fazer há tempos! Chama-se Mulheres Plenas Ancestralidade Feminina. Vou resgatar os trabalhos online com mulheres e pretendo reiniciar, depois de 6 anos, os trabalhos presenciais também.

A imagem veio daqui

3 comentários:

Ann disse...

Claudia, ontem eu estava exatamente pensando em como seria otimo ter a energia do sol no dia de hoje e em como eu estou precisando dela, então abrir o via e ver que a carta de hoje é o Sol é uma surpresa muito boa. Espero que o sábado seja ótimo para todos!

Fernando Augusto disse...

Estou sentindo uma clareza tão grande
que me anula como pessoa atual e comum:
é uma lucidez vazia, como explicar?
Assim como um cálculo matemático perfeito
do qual, no entanto, não se precise.
Estou por assim dizer
vendo claramente o vazio.
E nem entendo aquilo que entendo:
pois estou infinitamente maior que eu mesma,
e não me alcanço.
Além do que:
que faço dessa lucidez?
Sei também que esta minha lucidez
pode-se tornar o inferno humano
- já me aconteceu antes.
Pois sei que
- em termos de nossa diária
e permanente acomodação
resignada à irrealidade -
essa clareza de realidade
é um risco.
Apagai, pois, minha flama, Deus,
porque ela não me serve para viver os dias.
Ajudai-me a de novo consistir
dos modos possíveis.
Eu consisto,
eu consisto,
amém - Clarice Lispector.

Clara disse...

É Mesmo!!!
Cresçer, às vezes traz muita Inquietação.
É o Preço da Consciência.
Grata.