Príncipe de Ouros

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Bom dia! :-)

Ele não é uma graça? É todo coragem, foco, perseverança e sem dúvida ele sabe o que quer! Quantos de nós gostaríamos de ser assim? E quantas de nós gostaríamos de ter um cavaleiro ao nosso lado assim? É claro que amorzinho é bom (estamos na sexta-feira de Vênus, inclusive), mas é fato que é bem melhor ter uma casinha no chão do que castelos no ar.

Ah, a minha Lua em Touro...rs

O Príncipe de Ouros é um jovem que sabe unir o dinamismo típico dos Príncipes, aos pés no chão característico do elemento terra. Então, ele se lança corajosamente ao seu objetivo e lá permanece até conquistar os resultados positivos.

Isso, pelo menos para mim, é uma grande lição. Digo isso porque, apesar de ter muitos planetas em terra no mapa natal, sou leonina e também tenho um bom número de planetas marcantes em fogo. O fogo é lindo, encantador. Amo ser de um signo solar de fogo e além de tudo com o regente sol, que é puro fogo. No entanto, isso, por um lado, me dá muita energia, mas por outro, uma velocidade interna muito grande que nem sempre consegue se externalizar em realizações concretas igualmente rápidas. E isso acaba gerando uma certa frustração. De uns anos pra cá, comecei a reparar, com alegria, que tenho conseguido juntar as ideias criativas a um certo pragmatismo e por isso comecei a realizar e não somente idealizar. Nutro profunda admiração por pessoas práticas, que concretizam vários projetos, mesmo que não haja, assim, exatamente, um brilhantismo nas suas ideias. Aprendi que ideias maravilhosas só se tornam reais quando se concretizam.

Olho para o Príncipe de Ouros com olhos esperançosos... Como uma promessa de grandes feitos. Ele sabe plantar, cuidar e colher. E olha que cuidar exige tanta paciência... E persistência e disciplina. Pode parecer fácil, assim falando, mas na hora da ação oferece desafios.

Todos os personagens de terra são muito trabalhadores. Mas também possuem uma característica maravilhosa! Eles valorizam os prazeres sensoriais, também conhecidos como "as coisas boas da vida". Com isso, eles trabalham, produzem, mas não se sentem esgotados, porque sempre haverá um momento para a alegria! Boa comida, boa bebida, namorinho do bom, contato com a natureza, boas gargalhadas com amigos. Um excelente exemplo para os amigos do ar e do fogo, que muito criam e muito pensam e muitas vezes acabam esgotados na subjetividade. Ou os amigos da água que podem se perder nas emoções, que nem sempre são positivas.

Um Príncipe de Ouros em sexta-feira de amorzinho vem nos lembrar que o trabalho é essencial. Não o trabalho escravo e torturante, mas o trabalho que se faz com prazer ou ainda o trabalho que pode não ser tão prazeroso, mas que alternado com momentos de lazer e prazer, são menos stressantes e mais realizadores. Hoje, este Príncipe vem aqui para nos mostrar a importância do prazer. E também para nos lembrar que por mais que tenhamos aspirações espirituais profundas, estamos vivendo no mundo da matéria e dela devemos usufruir.

Este equilíbrio entre o visível e o invisível costuma ser assunto delicado. Normalmente, quem muito se desenvolve na matéria, deixa um vazio espiritual e sutil pelo caminho. E quem muito se dedica às coisas do espírito, acaba se esquecendo que está vivo aqui e agora, no mundo concreto.

Haverá um caminho evolutivo que nos levará a atingir estágios incríveis em termos mágicos e espirituais e ainda assim viver na Terra, realizando coisas bem físicas, materiais? Particularmente, creio que sim. Se não fosse assim não precisaríamos vir para cá, ter um corpo físico e enfrentar desafios da matéria. Ficaríamos em uma realidade sutil e cuidando somente do reino das ideias. Sempre que buscamos a evolução espiritual sem o crescimento material (e não estou falando aqui de ficar ricos, heim?), estamos querendo ser copa sem ser raiz. E uma árvore sem raiz forte tomba ao chão.

Na numerologia, minha missão é o número 8, que expressa exatamente isto: o caminho vitorioso do equilíbrio entre o espírito e a matéria. E é isso que venho procurando fazer, pelo menos nos últimos 10 anos. Espero conseguir cumprir minha missão. :-)

Que a sexta-feira seja assim... Uma mistura equilibrada de trabalho e prazer. Porque nascemos, todos, para sermos feliz neste mundo de meu Deus. Eu estou fazendo a minha parte. Hoje estou viajando para o interior de São Paulo, para participar de uma vivência de sexualidade sagrada feminina. Estarei em um lugar cercado de natureza por todos os lados, compartilhando experiências com outras mulheres, buscando este encontro com a essência e o prazer. Estou programando antecipadamente as postagens dos próximos dias, pois não terei acesso à internet. Então, vejam vocês: o prazer e o trabalho em equilíbrio! ;-) É isso que eu quero para a minha vida. E desejo isso a vocês também. Até a volta! :-)

A imagem veio daqui


5 comentários:

Juliana disse...

Claudinha, muito obrigada por esse presente de texto no dia de hoje.
Beijos mil, bom final de semana!
Ju

Fernando Augusto disse...

Para o homem, a mais alta realização é ser capaz de fazer. Lembre-se de você mesmo, sempre e em toda parte - Gurdjieff.

"Fazer" para Gurdjieff, um dos maiores mestres do século passado, implica numa ação consciente onde não somos tangidos pelas circunstâncias, antes criamos as circunstâncias, assim fazer é uma ação criativa e não meramente reativa.

Por isto ele disse mais esta frase que nos parece a primeira vista tão estranha:

"Para o homem a mais alta realização é ser capaz de fazer".

E o fazer vincula-se para Gurdjieff ao ser, para se fazer é preciso ser, pois alguém que não sabem quem é torna-se incapaz de lembrar de si mesmo continuamente e não pode de fato realizar. Dai uma outra frase intrigante dele:

A vida só é real quando Eu Sou.

A maioria da humanidade vive a vida de forma mecânica, num comportamento rotineiro e preso a uma série de paradigmas, incapaz de ser. E como nasce um paradigma?

Um grupo de cientistas colocou cinco macacos numa jaula, em cujo centro havia uma escada e sobre ela, um cacho de bananas.

Cada vez que um macaco subia a escada para apanhar as bananas, os pesquisadores lançavam um forte jato de água fria sobre os que estavam no chão. Não custou muito para que cada vez que um macaco ameaçava subir a escada, os demais o enchessem de pancadas.

Em pouco tempo nenhum macaco subia mais a escada, apesar da tentação das bananas.

Os cientistas substituíram então um dos cinco macacos.

A primeira coisa que o novo macaco fez foi tentar subir a escada, dela sendo rapidamente retirado pelos outros, que o surraram.

Depois de algumas surras, o novo integrante do grupo não mais subia a escada.

Um segundo macaco foi substituído, e o mesmo ocorreu, tendo o primeiro substituto participado, com entusiasmo da surra ao novato.

Um terceiro foi trocado, e repetiu-se o fato.

Um quarto e, finalmente o último dos veteranos foi substituído.
Os cientistas ficaram então, com um grupo de cinco macacos que, nunca tendo tomado um banho frio, continuavam batendo naquele que tentasse chegar às bananas.

Se fosse possível perguntar a algum deles porque batiam em quem tentasse subir a escada, com certeza a resposta seria: “Não sei, as coisas sempre foram assim por aqui..”

O Cavaleiro de Ouros que surge aqui hoje no Via Tarot tem o poder de superar paradigmas e a capacidade de fazer como nos ensina o Sr. Gurdjieff.

Para este Cavaleiro os obstáculos não são vistos como obstáculos mas como estímulos ao crescimento. O desejo pulsa com força! A energia encontra-se em alta! Não me surpreenderia se hoje cada um de nós conseguisse superar seus próprios limites seja em termos físicos, emocionais, mentais ou espirituais. A sequência da semana é altamente energizante, estimulante, nos inclinando para a ação e para a realização: Imperador, 6 de ouros, Ás de Paus, Cavaleiro de Copas e Cavaleiro de Ouros. Quem segura esta turma? Ninguém!

Sabe aquilo que você sempre pretendeu FAZER? Então este é o momento e saiba que se as circunstâncias nos favorecem é porque fomos capaz de criá-las, pois de alguma forma em vez de estarmos vivendo o caminho dos outros estamos seguindo o nosso próprio caminho e conquistando uma maior autonomia de ser, tornando a nossa vida algo real pela afirmação de nossa verdadeira natureza, pois a vida só é real quando EU SOU.

Sinto muito, me perdoa, sou grato, eu te amo.

F.A.

Sabrina disse...

Eu realmente CONSEGUI essa semana. Esperei por esse resultado por 18 meses. Consegui.
Sem mais, amigos, um excelente dia a todos nós.
Sinto muito, me perdoem, amo vocês, sou grata.

Aldo Luiz Fonseca disse...

Infinito Fernando, sinto muito, me perdoe, te amo, sou gratíssimo.

Fernando Augusto disse...

Vos amo, sou grato, Aldo e demais amigos (as).

ERRATA:

"...para se fazer é preciso ser, pois alguém que não SABE quem é torna-se incapaz de lembrar de si mesmo continuamente e não pode de fato realizar".