A Imperatriz

quinta-feira, 20 de março de 2014

Bom dia! :-)

A chegada da Imperatriz foi tão bem-vinda que estou sorrindo enquanto faço esta postagem! Para que vocês entendam a razão, vou contar um pouquinho o que anda acontecendo por aqui...

Desde que decidi retornar para o trabalho na prefeitura, tenho procurado administrar a situação da melhor maneira possível. De fato, não era o que eu desejava... Mas, citando os xamãs toltecas, quando um guerreiro toma uma decisão ele segue em frente, sem olhar para trás e sem se arrepender da decisão tomada (ou mais ou menos isso...rs)

O universo anda conspirando a meu favor, mas de uma forma meio estranha...rs

Logo que fiz contato com a coordenadora do meu setor, solicitei trabalhar em uma escola que fica a três quadras da minha casa e ela concordou. Tudo parecia ótimo! No entanto, no dia em que fazia minha mudança, ela entrou em contato dizendo que eu iria para outra escola e trabalharia no horário da tarde (sendo que sempre fiz questão de trabalhar no horário da manhã, para ter mais tempo disponível para trabalhar com o tarot e as terapias).

Ao invés de brigar, entrei somente em acordo para trabalhar de meio-dia às 18h, ao invés do tradicional horário das 11 às 17h (pois este horário "corta" o período da manhã e ocupa a tarde toda). Ela concordou. Não era 100% o que eu queria, mas entendi que era o que tinha que ser.

Comecei a trabalhar na segunda-feira e logo me apaixonei pela escola: pequena, tranquila, com crianças mais novas (maternal ao quinto ano) e com um auxiliar de secretaria tão chato quanto eu em termos de organização...rs Minha "alma gêmea", como eu disse pra ele...rs E fiquei muito satisfeita de ter ido pra lá, apesar de precisar ir trabalhar de carro e de trabalhar na parte da tarde.

Ontem, a pessoa responsável me disse que eu ficaria lá somente por um mês e meio e depois iria para tal outra escola que eu havia pedido inicialmente, porque um outro secretário (que já havia negado várias vezes ir para lá) tinha que trabalhar lá. Fiquei tão triste que, mesmo sem ter muita intimidade com a diretora da escola, entrei na sala dela e desabafei, dizendo que tinha adorado a escola, a equipe e que não queria sair mais. Para meu espanto, ela na mesma hora passou a mão no telefone e ligou para uma chefona da prefeitura para pedir que eu ficasse.

A chefona não estava na secretaria de educação, mas no final do dia foi na escola participar de uma reunião. Então, minha diretora me avisou que ia levar a chefona para conversarmos as três juntas. Eu expliquei a minha situação e depois a diretora falou que gostaria imensamente que eu ficasse, pois nos poucos dias de trabalho ela estava me observando e fez vários elogios :-) A chefona disse que levou em conta o meu pedido e mais ainda o fato de eu já ter agradado tanto à direção, mas não poderia tomar uma decisão sozinha, teria que levar isso para uma conversa com a secretária de educação.

Enfim... Estou até agora aguardando uma resposta e, apesar de não ter boa experiência passada em relação à boa vontade do povo da secretaria de educação, estou esperançosa.

Bem, além disso, estava observando há alguns dias, desde a mudança, que em determinadas horas do dia, quando estava em casa, sem razão alguma começava a me sentir cansada, triste, quase deprimida, algumas vezes até com vontade de chorar... E comecei a me questionar se não seria alguma energia da casa que precisava ser limpa. Então, ontem de noite eu fiz um defumador caprichado em toda a casa e mais algumas coisinhas e o resultado foi imediato! Fiquei muito bem!

Então, olhando esta Imperatriz aqui, fico pensando que "ela sou eu" :-) Determinada, com otimismo, boas energias e vontade de fazer frutificar seus planos mais sinceros. O fato de retornar à prefeitura não pode atrapalhar esta grande missão que eu tenho trabalhando com o tarot e as terapias. Sei que é isso que eu tenho que fazer! E vou fazer! Viver em um mundo físico exige de todos nós um senso prático, uma capacidade de lidar com a matéria e o dinheiro, mas eu me recuso a abrir mão do que eu amo fazer, simples assim! Então eu preciso conciliar este emprego na prefeitura, que ainda é necessário, mas ao mesmo tempo continuar a minha missão.

Assim é a Imperatriz: ela é boa profissional, ela é próspera, mas também é criativa, divertida, dedicada ao que faz seu coração bater mais forte, à natureza e à frutificação de tudo de bom que se possa manifestar neste mundo. Meu mantra do momento é: que o amor dê frutos! E amor eu tenho bastante! ;-)

Desejo um ótimo dia para todos nesta energia tripla: da Imperatriz, de Júpiter (o grande benéfico) regente da quinta-feira e à entrada do ano novo astrológico, com o Sol entrando no signo de Áries.

A imagem veio daqui

4 comentários:

Cátia disse...

Cláudia, a Imperatriz! Dou a maior força para essa fase viu?! Confia que tudo se alinhará.
Bj
K_line

Aldo Luiz Fonseca disse...

Bom dia Claudia.
Na sequencia... Aceitação (permitir(-se)), prazer e entusiasmo. Então, agora, não estamos em sofrimento nem fazendo alguém sofrer. Fácil assim... rsrsrsrsrs
Sinto muito, me perdoe, te amo, sou grato.

Fernando Augusto disse...

E viu-se um grande sinal no céu: uma mulher vestida do sol, tendo a lua debaixo dos seus pés, e uma coroa de doze estrelas sobre a sua cabeça - Apocalipse.

A Imperatriz marca a entrada do Sol em Áries, revelando para nós qual a energia inicial deste ano de Júpiter que agora começa.

Ontem o Rei de Espadas encerrou o ciclo e podemos ver aqui uma sincronicidade bem interessante, pois o regente do ano espiritual, Saturno, é conhecido em termos astrológicos como o Senhor do Carma e a energia do Rei de Espadas, marcada pelo senso de Justiça, está totalmente em harmonia com o arquétipo de Saturno.

É como se Saturno se despedisse de nós através do Rei de Espadas e proferisse um veredito favorável para o Trabalho executado através desta egrégora que cumpre uma dupla função para a sociedade:

1 - valorizar um dos mais antigos métodos de auto- conhecimento do mundo, uma forma de psicologia imagética, revelando o seu profundo conteúdo espiritual, mágico e esotérico.

2 - servir como veículo para o exercício do perdão, da gratidão, da cura e do amor através do Ho'oponopono, método de cura havaiano que é para nós uma outra fonte de auto-conhecimento e de consciência sobre os nossos processos interiores.

A Imperatriz divulga, revela, traz a luz, inicia, manifesta e representa o poder da trindade, sendo a força geradora de um novo ciclo.

Clarice Lispector traduz bem a Imperatriz nesta frase:

"Sou uma filha da natureza:
quero pegar, sentir, tocar, ser. E tudo isso já faz parte de um todo, de um mistério.

Sou uma só... Sou um ser.
E deixo que você seja. Isso lhe assusta? Creio que sim. Mas vale a pena. Mesmo que doa. Dói só no começo."

Dói só no começo, pois somos o parto da própria Mãe-Natureza, cada um de nós está num processo de nascer de novo e neste nascimento, como qualquer criança que vem ao mundo, sentimos o impacto do surgimento de uma nova realidade existencial. Isto é natural, faz parte dos processos da Natureza e da Imperatriz. É um novo ciclo e ciclo é outra palavra-chave do arcano 3 do Tarot.

Como a mulher grávida, quando está próxima a sua hora, tem dores de parto e dá gritos nas suas dores, assim fomos nós diante de ti, ó Senhor! Isaías, 17; 26.

Feliz nascimento para todos (as)! Hoje o ano começa do ponto de vista espiritual, temos o equinócio de outono e é um momento importante para ritualizarmos e entrarmos em sintonia com este novo ciclo. Façam algo novo que indique seu intento, seu propósito para este ciclo, ciclo fecundo, de amplas possibilidades, marcado pela Imperatriz.

A Terra que aqui se manifesta como Imperatriz abençoa esta egrégora e estende todo o prazer de viver aos próprios frutos da Terra: nós. Que possamos honrar a Mãe!

Deixo aqui como agradecimento a bela oração essênia:

Fernando Augusto disse...

Abençoado seja o Filho(a) da Luz que conhece sua Mãe Terra

Pois é Ela a doadora da vida

Saibas que a sua Mãe Terra está em ti e tu estás Nela

Foi Ela quem te gerou e que te deu a vida

E te deu este corpo que um dia tu lhe devolverás

Saibas que o sangue que corre nas tuas veias

Nasceu do sangue da tua Mãe Terra

O sangue Dela cai das nuvens, jorra do ventre Dela

Borbulha nos riachos das montanhas

Flui abundantemente nos rios das planícies

Saibas que o ar que respiras nasce da respiração da tua Mãe Terra

O alento Dela é o azul celeste das alturas do céu

E os sussurros das folhas da floresta

Saibas que a dureza dos teus ossos foi criada dos ossos de tua Mãe Terra

Saibas que a maciez da tua carne nasceu da carne de tua Mãe Terra

A luz dos teus olhos, o alcance dos teus ouvidos

Nasceram das cores e dos sons da tua Mãe Terra

Que te rodeiam feito às ondas do mar cercando o peixinho

Como o ar tremelicante sustenta o pássaro

Em verdade te digo, tu és um com tua Mãe Terra

Ela está em ti e tu estás Nela

Dela tu nasceste, Nela tu vives e para Ela voltará novamente

Segue portanto as suas leis

Pois teu alento é o alento Dela

Teu sangue, o sangue Dela

Teus ossos, os ossos Dela

Tua carne, a carne Dela

Teus olhos e teus ouvidos são Dela também

Aquele que encontra a paz na sua Mãe Terra

Não morrerá jamais

Conhece esta paz na tua mente

Deseja esta paz ao teu coração

Realiza esta paz com o teu corpo.

Evangelho dos Essênios