A Força

domingo, 3 de julho de 2016

Bom dia! :-)

O Mago chegou com toda a sua capacidade de realizar coisa por aqui! Saídas para encontro sociais e resoluções importantes para a casa, o filho fazendo acordos e recebendo notícias boas, quadros sendo pendurados pela casa...rs Foi tudo tão rápido que já trouxe um novo ciclo logo no dia seguinte!

Hoje, acordamos com a Força! Saímos de uma energia forte e realizadora masculina (ontem) e entramos em uma energia forte e administradora feminina.

De um modo geral, a Força nos fala muito da capacidade de harmonizar as energias interiores para que elas possam se manifestar exteriormente como poder pessoal. Mas este Arcano também atua de forma mais ou menos intensa em outros setores. Estamos falando de diplomacia? Sim! Mas incrivelmente também estamos falando de impulsos e sexualidade. É porque a base de interpretação passa pela análise dos chamados "instintos mais primordiais" e a capacidade de equilibrá-los ou não.

Hoje, domingão regido pelo Sol, é dia de autoconhecimento e trabalho interior. Algumas boas perguntas para começar a refletir sobre o Arcano do Dia são as seguintes: qual é a minha natureza? Como eu reajo a certas situações ou provocações? De uma forma mais ou menos exagerada? O que me mobiliza? De que forma eu direciono minha energia?

A auto observação costuma ser o melhor método para descobrir quem realmente somos e como agimos e reagimos. Na minha opinião, um dos melhores instrumentos de crescimento e amadurecimento como seres humanos. Vamos aproveitar a claridade do Sol para iluminar aspectos que preferem ficar nas sombras e que, vez por outra, resolvem despertar em forma de crise, conflito, chilique. Vamos colocar esta galera pra pegar um sol, fazer um exercício, respirar ar puro...rs Só assim eles percebem que ficar deboas continua sendo muito melhor do que arrumar tetra. ;-)

Que o domingo seja repleto de energia poderosa, transformadora e realizadora (lembrando os dois Arcanos que vieram antes, a Temperança e o Mago)! 

A imagem veio daqui

2 comentários:

Italo Diego disse...

Olá, Cacau! Boa noite.

Então, tenho tirado o arcano do dia com mais disciplina, isso realmente ajuda a entender alguns processos que ocorrem e que passam despercebidos, mas que somos lembrados, através dos arcanos, que tudo é energia e que ela manifesta-se das mais diversas maneiras nas nossas vidas. Uma coisa que aprendi lendo seus blog é que quando tiramos um arcano maior como carta do dia implica em mudança de frequência. Pois bem, não lembrava-me da última vez que havia tirado um arcano maior e estava ansioso pra descobrir em qual frequência estava alinhado. Surgiu para mim, ontem, A Morte. Hoje saiu novamente o mesmo arcano. Ou seja, algo realmente vai mudar (morrer) ou precisa mudar (morrer), é um duplo aviso. Preciso de um método de leitura que seja indicado pra saber que coisas precisam mudar, entende? Pode me ajudar? Bjoss!

Cacau Gonçalves disse...

Oi, Italo! :-)

Sim, quando um Arcano Maior se repete assim, costumo concluir que algo que ele propõe não foi totalmente trabalhado. No seu caso, ainda tem mais coisa para ser processada, transformada e concluída. Existem diversos tipos de jogos, mas depois de aprender, testar e observar resultados, de um modo geral, utilizo somente os seguintes jogos: mandala (sempre começo a consulta assim), um jogo de cinco cartas que uso para quase tudo (a pessoa, a situação, do desenvolvimento da situação, o conselho e a conclusão); o jogo da decisão (quando há dúvida sobre dois caminhos a seguir) e sequências que chamo de "historinha" (tiro três ou cinco cartas e coloco o foco que quiser, dependendo do assunto a ser tratado). Então, por exemplo, se a pergunta é "que coisas precisam mudar?" eu coloco três ou cinco cartas e vejo o que o tarot diz. Confesso que um jogo em que cada posição tem um significado especifico é mais fácil de ser interpretado quando temos menos experiência de jogo (era o que eu fazia quando comecei a jogar), mas depois de 25 anos jogando tarot, muitas vezes este tipo de "conversa", em que eu vou falando e virando cartas, me parece mais do que suficiente. Uma dica é procurar em livros um jogo que possa te atender. Para isso, recomendo o do Hajo Banzharf "Tarô de Crowley Palavras-Chave".

beijo!