3 de Copas

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Bom dia! :-)

Estão surpresos? Eu, Maryssol e Mônica, não...rs Passamos o final de semana vibrando e falando do 3 de Copas. Nada mais lógico do que ele aparecer por aqui como resultado desta chamada que demos nele.

Como vocês podem ver na foto, nosso brinde foi saudável e sóbrio, com limonada suíça. Mas a alegria foi "excessiva" durante todo o final de semana... Se é que existe excesso na alegria. Acho que ela é sempre boa. :-)

Para analisar o 3 de Copas vou começar falando sobre a imagem, como faço sempre. Reparem que existe um entrelaçar das três personagens nas cores... Existem as diferenças clássicas de cabelo: uma loura, uma ruiva e uma morena. E todo o ambiente está vibrando na gama do vermelho: roupas, toalhas, até a moça que está ao fundo. Tudo isso nos fala sobre a unidade na diversidade.

Fora a questão visual, vivenciamos momentos de alegria, compartilhamento, celebração e gratidão. Até pedimos as bênçãos de Yemanjá, dando um bom mergulho na praia. Subimos escadarias para ver como estava a festa no "Cardosão", almoçamos na casa da Mônica (uma massa divina!). E, vejam vocês, foram três brindes... Três brindes feitos por três mulheres: um de vinho, na sexta... Um de cerveja, no sábado de tarde e um de limonada, no sábado de noite. E em todas as vezes eu falei "olha o 3 de Copas!" :-)

Tenho vivido dias de alegria e gratidão, apesar de todos os sustos de uma semana pra cá... A vida me ensinou a importância de ter gratidão, que quando agradecemos primeiro, a razão da gratidão surge em seguida... Nós podemos, de verdade, transformar o que está dentro de nós e o que está em volta. Quando confiamos nisso, tudo se manifesta!

E é esta a vibração de hoje: a celebração da vida! A manifestação do que é capaz de nos trazer alegrias! A gratidão e o amor a cada minutinho de vida. Isso é capaz de mudar o nosso estado de ser de uma forma intensa e mágica. Experimentem! ;-)

Ótima quarta-feira para todos nós!

A imagem veio do celular da Moniquinha! rs

6 comentários:

Capricorniano disse...

Analisar uma foto como se fosse uma carta de Tarot... QUE MANEIRO!!! =D

Liliana disse...

Cláudia, quando eu estudei na
faculdade havia uma matéria chamada *Seminários Integradores* e hoje ao ler tua publicação lembrei da mesma. És Pós Graduada em integração, perfeita.

Cacau Gonçalves disse...

Bom dia! :-)

Que o 3 de Copas esteja presente no dia de todos que passarem por aqui!

Liliana, gostei disto... seminários integradores! :-)

beijosss

Fernando Augusto disse...

Bom dia, Via!

Cada dia tem uma energia completamente diferente, conforme vemos pelo Tarot do Via, com suas tiragens virtuais diárias, pois hoje a energia é completamente - 3 de copas - diferente da energia de ontem: 7 de espadas.

Por outro lado podemos nos perguntar se não podemos e não devemos celebrar a vida apesar de e por causa de.

Celebrar a vida faça chuva ou faça sol depende de apenas uma coisa:

Olharmos a vida da maneira correta.

O olhar pode ser cego se não olhamos da maneira correta.

Este é um ensinamento sobre a natureza da mente.

Tudo o que nos acontece é antes de tudo de ordem mental, ocorre em nossas mentes e nossas mentes processam os acontecimentos da forma como está preparada para interpretar, em função dos programas e memórias que ali rodam. A mente é um sistema operacional com uma série de aplicativos. Chamemos este sistema operacional de E.G.O.

Para ilustrar a importância da mente e do olhar nada melhor que uma história:

Havia em uma aldeia uma velha chamada "mulher chorosa" pois todos os dias, chovendo ou fazendo sol, ela sempre estava chorando. Ela vendia bolinhos na rua, e um monge sempre passava por ela quando ia ao grande templo para os ritos. Um dia, curioso, ele lhe perguntou:

"Sempre que passo, seja em belos dias ensolarados, seja em suaves dias chuvosos, vejo a senhora chorando. Por que isso acontece?"

"Tenho dois filhos," ela respondeu, "Um faz delicadas sandálias, o outro guarda-chuvas. Quando faz sol, penso que ninguém comprará os guarda-chuvas de meu filho, e ele e sua família vão passar necessidades. Quando chove, penso no meu filho que faz sandálias, e que ninguém vai comprá-las. Então ele também vai ter dificuldade para sustentar sua família."

O monge sorriu e disse:

"Mas... a senhora deveria ver as coisas de forma correta. Veja: quando o sol brilha, seu filho que faz sandálias venderá muito, e isso é muito bom! Quando chove, seu filho que faz guarda-chuvas venderá muito, e isso é também muito bom!"

A velha olhou-o com alegria e exclamou:

"Tem razão!"

Desde então a velha passa todos os dias, chovendo ou fazendo sol, sorrindo feliz.

Sinto muito, me perdoa, te amo, sou grato.

F.A.

Michelle disse...

Que lindo 3 de copas!
Achei super original colocar uma foto no lugar de uma carta.
Abraço!

Élis Bruxa disse...

Cacau, que lindo seu blog, suas palavras, sua existência.
Cheguei aqui e aqui fiquei.
Feliz por encontrar um local tão cheio de magia.
Gratidão.
Élis Bruxa

P.S.: Desejo que veja que estive aqui.
Caso não perceba minha presença, é porque tem que ser assim mesmo ;)