Princesa de Espadas

sábado, 26 de abril de 2014

Bom dia! :-)

Bem, não sei se todos já repararam, mas andamos por esses tempos cercados de Princesas! As Princesas (de todos os naipes) estão muito associadas a novidades, situações que se iniciam, além de poderem representar uma pessoa mesmo, uma personalidade, uma forma de ser.

A Princesa de Espadas, juntamente com a Rainha de Espadas, são criaturas meio mal vistas, mal faladas e já abordei por aqui, algumas vezes, esse tema. Creio que seja sempre difícil respeitar uma mulher que possui atributos masculinos (considerados masculinos na nossa sociedade), no entanto, isso nem sempre foi assim ou nos meios mais herméticos nunca foi assim.

Um dos conceitos da alquimia que considero mais polêmicos, em função do que se apregoa por aí, é o fato de o elemento Ar ser associado à mulher, ao feminino, e o fato de que aprendemos na escola de alquimia que a mulher pensa, a mulher é pensadora, ela faz isso melhor que o homem.

Caras de espanto??? rs

Bem, já falei sobre isso por aqui... Eu acho a mulher muito mais prática (Terra) e o homem muito mais cheio de teorias (Ar). Mas tenho mantido a mente aberta para lidar com um conceito diferente, levando-se em conta que a alquimia efetivamente funciona em vários sentidos. Sou assim... Nem mudo de opinião com o vento e nem me acho dona da verdade. Simplesmente vou observando...

Mas vamos falar da dita cuja? rs A Princesa de Espadas costuma trazer novidades, notícias, informações. Ela pode ser uma carta, um email, um telefonema, um encontro surpreendente em que conversamos e ouvimos coisas sobre as quais não sabíamos. Creio que já há algum tempo está nos rodeando um certo mistério, algo que mostra e esconde, como se uma informação surpreendente e reveladora (ciclo de Julgamento, oi?! rs) estivesse para surgir a qualquer momento. Que ela venha, então! Porque sinto, do fundo do coração, que é notícia boa!

Como estamos na vibração de Saturno, da vida profissional e dos projetos, é bem possível que as novidades sejam relativas a esses setores. Por aqui, o filhote começou a trabalhar esta semana. E eu ando maquinando uns projetos (dai-me tempo, Senhor! rs). E por aí? O que rola?

Ótimo sábado para todos nós! :-)

A imagem veio daqui

5 comentários:

Vinícius Dalí disse...

Tenho uma relação especial com esse arcano.

As cartas da realeza são associadas com os 16 tipos psicológicos baseados na teoria do Jung. E o meu tipo, Pensamento Introvertido com Intuição, é relacionado com essa princesa. A descrição dela no Livro de Thoth é bem interessante, também.

Fiz um poeminha para ela no meu blog essa semana, aqui vai:

A boa filha à casa torna.

Depois de tantas Copas
Só espero que dessa vez Ela traga algo mais construtivo
Algo com razão de ser

Essa minha Anima que mais tem cara de Animus
Ou quem sabe seja um Animus um tanto quanto travesti

Que com sua Espada possa fazer algo mais útil
Que simples e puro harakirí.

. disse...

Oi Cacau,
Como uma simpatizante do reino das espadas acho que já comentei por aqui outras vezes em que você levantou a questão dessas figuras femininas, sobre as descrições que mais encontramos a respeito da Rainha de Espadas é da megera, solteirona e amarga, como se o único aspecto que ela contém em toda a sua complexidade fosse a racionalização. Muito louco isso.


Bem, bons ventos para nós do Via,

Abraços,
Marina.

Cátia disse...

Ora, 1)eu tou pondo em prática uma ideia de ser guia turística em Lisboa, que eu tanto amo mostrar, e me associando a um brasileiro que estuda cá fotografia para gravarmos um vídeo. 2) tirei uns dias de férias para descansar e meter a mão na massa na minha tese de mestrado.A ver se é desta.

Valeu para a Princesa com Saturno?

K_line

Fernando Augusto disse...

O homem é dono do que cala e escravo do que fala.

Sempre que eu vejo o Valete de Espadas ou a Princesa de Espadas eu me lembro do primeiro compromisso exposto pelo xamã Don Miguel Ruiz:

Ser impecável com a palavra.

Quem for impecável com a palavra será impecável com tudo, pois ser impecável com a palavra é honrar suas palavras com seus atos, é um compromisso consigo mesmo, onde não há distância entre a palavra e o ato, o verbo torna-se assim poder e o exercício contínuo desta prática num conduz ao modo guerreiro de ser e pode levar até aos níveis mais altos do poder, o poder de kriya-shakti, o verbo criador, a palavra do xamã que realiza pelo intento.

O poder da palavra impecável transforma o desejo em uma ordem do espírito, torna a oração um decreto, a afirmação realiza-se como ação.

No princípio era o verbo, e o verbo estava com deus e o verbo era Deus.

Se hoje for dito para a nossa humanidade decaída que a garganta é um útero onde se gesta a realidade de cada um muitos rirão, não entenderão ou acharão fascinante sem poder realmente compreender o enorme poder da palavra.

Este poder já está comprovado pela ciência da cimática, pelas pesquisas de Masaru Emoto e pela ciência sagrada da Ioga.

Mas a nossa humanidade decaída expressa o poder da palavra de uma forma deturpada pela fofoca, pela crítica, pela maledicência, pelo falso testemunho, pela acusação sem provas e depois não sabem por que razão contraem um câncer de garganta, de laringe ou na boca. A rede de intrigas em que se transformou o mundo da política, dos negócios, das religiões espelha bem o lado mais perverso do Valete ou da Princesa de Espadas, pois há pessoas que extraem um estranho prazer da fala pela fala, da fala em detrimento da verdade, da bondade e da necessidade, como nos revela a história já citada aqui das 3 peneiras.

Não se fala de idéias, de fatos, fala-se de pessoas e se esquece completamente o lado positivo, elogioso, agradecido para se focar de forma perversa no negativo, no defeito, na crítica revelando muito daquele que fala, pois quando Pedro fala de Paulo, Pedro acaba por revelar muito de si mesmo para o bem ou para o mal.

Quando Pedro me fala sobre Paulo, sei mais de Pedro que de Paulo - Freud.

Para ter sucesso nos negócios há duas maneiras: pelo logro ou pela confiança. Escolhe, as duas conduzem ao sucesso, mas uma via é fugaz e a outra é segura.

Sinto muito, me perdoe, sou grato, te amo.

F.A.

Fernando Augusto disse...

Por certo que valeu, K_Line! Totalmente na sintonia ;-)

Boa sorte e bem haja!

F.A.