Rainha de Ouros

terça-feira, 29 de outubro de 2013

Bom dia! :-)

Hoje, recebemos a visita desta mulher muito prática e muito firme. Ela aguenta coisas que poucos seriam capazes de aguentar! Mas a primeira pergunta que fazemos é: isso é mesmo necessário? É justo? Faz sentido?

Há tempos eu venho refletindo sobre dois caminhos, dois movimentos que acontecem: o primeiro é o movimento consciente, quando nos vemos diante de uma escolha, quando as coisas claramente se apresentam e podemos decidir o que queremos. O segundo é o processo no qual nos vemos envolvidos sem que tenhamos consciência. São as atitudes que algo dentro de nós escolhe fazer, sem que tenhamos consciência disso.

Estamos no ciclo da Justiça e a Justiça costuma falar de questões que estão acima e além do nosso racional e do nosso consciente. Alguns chamam de karma, mas não o karma tal qual se fala por aí, com conotação de castigo, de "vingança divina", mas o processo invisível e silencioso que organiza as coisas, que faz com que pessoas se encontrem, se desencontrem, situações se concretizem ou não.

Por isso que este talvez seja um momento em que coisas estranhas aconteçam, sem que tenhamos ideia dos porquês. Aí vem a primeira pergunta: somos escravos desses movimentos? Ontem, talvez, hoje, creio que não... A presença da Rainha de Ouros por aqui mostra que existe um certo controle (sempre relativo, né?) em relação à concretização das coisas em nossa vida.

Hoje, a consciência é bem maior do que ontem. Ontem, estávamos entregues ao tempo certo de cada coisa que não é ditado por nós. Hoje, já temos em mãos a capacidade de realizar coisas, definir coisas.

A presença desta carta em um dia de Marte também nos mostra a importância da firmeza e decisão das nossas atitudes. Agir, aqui e agora, de forma ágil e pragmática, para resolver questões pendentes. Não é momento de empurrar com a barriga, é momento de ação com objetivo de concretizar.

Aproveito carona na postagem para avisar aos clientes que fizeram contato por email que desde sexta-feira que estou meio afastada da net, dando prioridade somente à postagem do blog. Mas se todos deuses assim permitirem, amanhã retorno e coloco o trabalho e a correspondência em dia.

Ótima terça-feira para todos nós! :-)

A imagem veio daqui

4 comentários:

Clara disse...

Bom Dia Via!!!
É a Colheita!!!

Fernando Augusto disse...

"Abençoado seja o Filho(a) da Luz que conhece sua Mãe Terra"

3ª feira, dia de Marte e onde o guerreiro celeste está travando a sua batalha? Na casa de Virgem. Virgem quer ordem, exige perfeição, é exigente, perfeccionista e dedicada. Assim o nosso guerreiro ou guerreira comporta-se como os antigos samurais, buscando a perfeição e a impecabilidade em tudo o que fazem para assim poderem servir melhor ao seu propósito, ao seu dever.

A Rainha Dourada trabalha exatamente dentro deste estilo, por isto mesmo ela tornou-se a Rainha de Ouros, soube acumular riquezas diversas pela sua dedicação e força de trabalho, sua praticidade e pragmatismo. Ela se pergunta:

Isto funciona? Para serve isto? Como isto pode melhor servir ao nosso propósito? O que preciso fazer para alcançar determinado objetivo? Ela prefere agir, colocar a mão na massa, moldar a realidade pois isto a faz sentir-se viva.

A presença da Rainha de Ouros mostra que a Justiça tem se mostrado favorável a nós, pois a sequência de cartas que se segue indicam o resultado de nossas ações antes da carta da Justiça. O arcano de hoje vem bem na sintonia do arcano de ontem, 7 de ouros, operando dentro de um naipe de realização e materialização.

Pessoas com a energia do elemento terra e com alto nível de praticidade e de realização podem nos ajudar bastante a vencer os nossos desafios. Neste tipo de pessoa encontramos firmeza, estabilidade, confiança e um afeto maternal. Ela encontra-se em sintonia com a Terra e manifesta as dádivas deste elemento.

Ela nos faz lembrar da belíssima oração dos Essênios, iniciados que receberam em seu seio o mestre Jeshua Ben Pandira, Jesus:

Abençoado seja o Filho(a) da Luz que conhece sua Mãe Terra

Pois é Ela a doadora da vida

Saibas que a sua Mãe Terra está em ti e tu estás Nela

Foi Ela quem te gerou e que te deu a vida

E te deu este corpo que um dia tu lhe devolverás

Saibas que o sangue que corre nas tuas veias

Nasceu do sangue da tua Mãe Terra

O sangue Dela cai das nuvens, jorra do ventre Dela

Borbulha nos riachos das montanhas

Flui abundantemente nos rios das planícies

Saibas que o ar que respiras nasce da respiração da tua Mãe Terra

O alento Dela é o azul celeste das alturas do céu

E os sussurros das folhas da floresta

Saibas que a dureza dos teus ossos foi criada dos ossos de tua Mãe Terra

Saibas que a maciez da tua carne nasceu da carne de tua Mãe Terra

A luz dos teus olhos, o alcance dos teus ouvidos

Nasceram das cores e dos sons da tua Mãe Terra

Que te rodeiam feito às ondas do mar cercando o peixinho

Como o ar tremelicante sustenta o pássaro

Em verdade te digo, tu és um com tua Mãe Terra

Ela está em ti e tu estás Nela

Dela tu nasceste, Nela tu vives e para Ela voltará novamente

Segue portanto as suas leis

Pois teu alento é o alento Dela

Teu sangue, o sangue Dela

Teus ossos, os ossos Dela

Tua carne, a carne Dela

Teus olhos e teus ouvidos são Dela também

Aquele que encontra a paz na sua Mãe Terra

Não morrerá jamais

Conhece esta paz na tua mente

Deseja esta paz ao teu coração

Realiza esta paz com o teu corpo.

Evangelho dos Essênios

Clara disse...

AMÉM Tio.
MUITO LINDO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Oi Claudinha. Um Abraço Fraterno

MJuchM disse...

Curioso como ontem, terça, foi o dia q consegui "andar" com certos inícios postergados por tanto tempo. Resolvi coisas q estava, travadas, atravancando outras. E outrem.

Inclusive E principalmente, com as máquinas. Ha!

---
E sobre o comment, eu sou de terra, rs, talvez isso tenha facilitado as coisas.
E é visível o prenúncio desta energia nos dias anteriores...

... e postei a oração do Jêi Cí.