O Louco

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Bom dia! :-)

Pois então... quando tirei as cartas da semana, no domingo, cheguei a comentar com o sócio "se este Louco tivesse saído depois da Torre nem sei o que fazia da vida!" rs Mas Deus é Pai e Deusa é Mãe :-) E o Louco veio como desdobramento da Estrela. Isso nos faz pensar em uma energia mais aventureira e inspiradora, do que em um doido varrido...rs

Então, "é o que tem pra hoje", galera! Particularmente, preferia uma Imperatriz ou um Imperador, algo mais firminho... Ou mesmo uma Força para lidar com as adversidades de forma mais diplomática. Mas o que temos é a Louco. Por isso peguei uma imagem tão colorida, leve e bonita, e com uma água correndo ao fundo, como se ele tivesse se encontrado com a Estrela e nos trouxesse novidades reluzentes.

O Louco é sempre um novo começo, é zerar o que estava acontecendo ou o que estávamos sentindo ou pensando. Esse aspecto será muito positivo para todos que passaram um início de semana meio estranho e pesado. Não há como negar a leveza da energia do Louco. Só não podemos deixar que tudo fique tão leve que saia voando, como um balão desgovernado.

Quais os cuidados que devemos ter em um dia de Louco? Coisas como esquecer a panela no fogo (ando fazendo isso com uma frequência, no mínimo, suspeita), esquecer documentos em casa e compromissos marcados. E como podemos aproveitar a energia dele da melhor maneira? Para quem puder, recomendo atividades artísticas e artesanais, aproveitar que amanhã é dia de Cosme e Damião e resgatar a criança interior... Deixá-la brincar, se divertir, se sentir amada.

Um excelente exercício do Louco, que eu passava quando fazia curso de tarot presencial, é simples e possui efeitos incríveis. É algo que muitos já fizeram na infância (eu fazia muito!): em pé, fechar os olhos, abrir os braços e girar. Para quem não está acostumado com isso é bom ir devagar! Anos mais tarde, descobri que este é um dos cinco Ritos Tibetanos, que tanto andam sendo divulgados por aí... Vou postar o vídeo, abaixo da postagem, para vocês verem.

Outra dica é desenhar. Sim! Desenhar o que se sente, sem preocupação com técnica. De preferência sentados no chão, de preferência pintar depois, com lápis de cor, canetinhas, giz de cera ou tinta mesmo. Tenho certeza de que será uma experiência incrível! O resultado, ou seja, os desenhos que forem feitos, certamente serão reveladores em relação ao processo que cada um de nós está passando. Depois me contem! ;-)

Bem, meus amigos, hoje eu fico por aqui... Estou vibrando na "pororoca" da Estrela com o Louco, ou seja, com a cabeça nas nuvens...rs Se me lembrar de mais alguma coisa, volto e posto nos comentários, ok?

Uma ótima quinta-feira para todos nós!

A imagem veio daqui



6 comentários:

Michelle disse...

Bom dia!
Em muitos Tarôs o Louco é retratado olhando para cima, para o céu. Gosto de pensar que ele caminha olhado para a Estrela...
Abraço!

Fernando Augusto disse...

Bom dia, Via!

O que nos temos até aqui desde 2ª feira? Contato com o inconsciente, com o desconhecido, com a noite, com os nossos medos através da Lua. A destruição daquilo que paraliza, que enrijece, que prende com a Torre. Uma luz que surge, uma misericóridia e um livramento com a Estrela. E agora uma liberdade onde a gama de possibilidades é infinita graças à presença do Louco.

Tudo isto em um dos dias de Cosme e Damião, sim pois existem várias datas, uma para os católicos, outra para os cultos afro e outra para os cristãos ortodoxos. Isto não é louco? Mas tem uma razão de ser, leiam aqui: http://pt.wikipedia.org/wiki/Cosme_e_Damião.

O Louco tem a ingenuidade das crianças. Cosme e Damião certamente seriam vistos como loucos, especialmente pela classe médica, pois curavam sem cobrar, eram inimigos do dinheiro, desapegados, eram chamados por isto de anárgiros.

Seus nomes reais eram Acta e Passio e dizem que tudo não passa de uma adaptação cristã do mito grego de Castor e Pólux. Pode ser, tudo é possível com este Louco que hoje nos visita. Mas há algo que nos permite compreender melhor este Louco de hoje, o passado. Este é o 4º arcano maior seguido desde 2ª feira: Lua, Torre, Estrela e Louco. Só por aí temos a importância deste momento para a egrégora do Via.

Está muito claro aqui nesta sequencia de arcanos maiores um movimento de rompimento com o passado, um corte do cordão umbilical, guiado pela parte espiritual (influência da Estrela).

Todo o processo de ruptura com o passado pode ser mais ou menos difícil a depender do nosso apego e do carma individual de cada um. Uma emoção a ser trabalhada aqui, em função da Lua que deu início ao processo é o medo. Medo gera apego, apego gera dor, tensão, ansiedade frente as mudanças.

Me vem à mente uma passagem do livro Duna, de Frank Hebert, que pode ser usada como uma verdadeira oração ou mantra e que traduz com perfeição esta sequência de arcanos do Via Tarot:

Não devo temer. O medo é o assassino do Real, é a pequena-morte que oblitera o Ser. Eu enfrentarei o meu medo. Permitirei que ele passe através de mim e quando se for, eu olharei, com a minha visão interna, o seu rastro. No espaço vazio que ele deixou, nada existe afinal... Só eu permaneço!

O nosso Louco foi precedido pela Estrela. Como disse a Michelle, o Louco olha para a Estrela. Na maioria dos Tarôs o Louco é iluminado pelo Sol, mas não é o sol uma estrela?

Então fiquemos com uma música que traduz também bem tudo isto:

Ei dor...eu não te escuto mais,
Você, não me leva a nada.
Ei medo...eu não te escuto mais,
Você, não me leva a nada.
E se quiser saber pra onde eu vou,
Pra onde tenha sol, é pra lá que eu vou
E se quiser saber pra onde eu vou,
Pra onde tenha sol, é pra lá que eu vou

Ei dor...eu não te escuto mais
Você não me leva a nada
Ei medo...eu não te escuto mais
Você não me leva a nada
E se quiser saber pra onde eu vou
Pra onde tenha sol, é pra lá que eu vou
É pra lá que eu vou
E se quiser saber pra onde eu vou
Pra onde tenha sol, é pra lá que eu vou
É pra lá que eu vou

Yeah
Caminho do sol baby
Lalalalala
Caminho do sol baby

E se quiser saber pra onde eu vou
Pra onde tenha sol, é pra lá que eu vou
E se quiser saber pra onde eu vou
Pra onde tenha sol, é pra lá que eu vou
É pra lá que eu vou
E se quiser saber pra onde eu vou
Pra onde tenha sol, é pra lá que eu vou
É pra lá que eu vou
E se quiser saber pra onde eu vou
Pra onde tenha sol, é pra lá que eu vou
É pra lá que eu vou
E se quiser saber pra onde eu vou
Pra onde tenha sol, é pra lá que eu vou
É pra lá que eu vou

Lalalalalalala
É pra lá que eu vou
Lalaralara
Onde tenha sol, é pra lá que eu vou

Link: http://www.vagalume.com.br/jota-quest/o-sol.html#ixzz2g0PKBAbQ

Cacau Gonçalves disse...

Bom dia, pessoas queridas! :-)

Como a Michelle disse, vamos, como o Louco, seguir nosso caminho guiado pelas estrelas (da esperança e da confiança).

Um ótimo dia para todos!

beijos!

Clara disse...

Hoje é Meu Niver, deve ser por isso que saiu o Louco.
"dIZEM QUE SOU lOUCO...

Cacau Gonçalves disse...

Parabéns, Clara!!!! :-)

É isso aí... Mais louco é quem me diz! ;-)

beijão

Fernando Augusto disse...

Parabéns, Clarinha! Muito amor, muita prosperidade, muita saúde, muita alegria e a dose certa de loucura para Ti! Vai este pensamento de presente:

Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais amargas, das drogas mais poderosas, das idéias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes… tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos. Você pode até me empurrar de um penhasco que eu vou dizer:

- E daí? Eu adoro voar!

Não me dêem fórmulas certas, por que eu não espero acertar sempre. Não me mostrem o que esperam de mim, por que vou seguir meu coração. Não me façam ser quem não sou. Não me convidem a ser igual, por que sinceramente sou diferente. Não sei amar pela metade. Não sei viver de mentira. Não sei voar de pés no chão. Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma pra sempre - Clarice Lispector.