A Estrela

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Bom dia! :-) :-) :-)

Todos respirando aliviados? Nesta quarta-feira teremos o bálsamo e o alimento para nos nutrir até o final desta empreitada que será a semana dos Arcanos Maiores.

Tive um cuidado muito especial na escolha da imagem, para que ela pudesse irradiar toda a beleza, harmonia e leveza da nossa querida Estrela. Eu sempre gostei muito desta carta, mas nunca ela foi vista com tanto amor.

Ontem, em conversa com queridos amigos, eu contava como é complicado para mim esta coisa de lutas e batalhas. Sei que a vida não é feita somente de lazeres e prazeres (adoraria que fosse), mas apesar do que diz a oposição, sou uma pessoa profundamente pacífica...rs Aquela que quando a seleção brasileira ganhava de goleada, ficava com pena do adversário, que em situações em que teria armas e justificativas para detonar alguém prefere se calar, que apesar de todos os conhecimentos mágicos, nunca moveu um dedo para atacar alguém.

Não faz parte da minha natureza ferir e magoar os outros. E se já fiz isso (e claro que fiz, porque sou humana) nunca foi com consciência, de propósito. Meu coração é muito a expressão da Estrela, ele quer paz, amor e beleza. Por isso, muitas vezes, a sensação de ser alienígena é absurda!

Podemos associar a energia da Estrela à energia de Oxum... Bela, amorosa, fértil, uma fonte de água doce. Portanto, podemos dizer que o dia hoje trará frutos se fluirmos nesta direção. Aliás, a palavra fluir é a cara da Estrela! Sem máscaras, entregue à Natureza e a sua própria natureza ela simplesmente é, simplesmente se permite ser. Nada de bater continência, empunhar espadas ou criar estratégias.

Isso me faz pensar o quanto devemos ser gratos por cada minuto de paz da nossa vida. Saúde e paz são coisas que só costumamos perceber na ausência. Passamos o resto do tempo achando que isso é normal, comum e, portanto, ignoramos solenemente. Isso também me faz pensar no ser humano e sua tendência de só perceber algo importante quando não está mais ali. Nossos talentos parecem bobagem porque já nascemos com eles... Nossas conquistam parecem sem graça porque já foram conquistadas... Que estranho é o ser humano! Parece um cachorro correndo atrás da roda e quando o carro para ele não sabe o que fazer.

A Estrela faz a opção de ser feliz... Por si só! E espero que seja esta a escolha que façamos, ainda e apesar de todas as adversidades e desafios. É certo que existem pessoas que não são felizes e se irritam com a felicidade alheia. Mas isso não nos pertence! Eu sinto muito, me perdoa, eu te amo, sou grata! :-)

Ótima quarta pra nós! ;-)

A imagem veio daqui

4 comentários:

Cátia disse...

Claudinha, Fernando, também eu estou no The Game of the Boxes, em mudança! Acho que a Torre de ontem foi relacionada com isso, ppelo desbloqueio da situação de instalação de gás na nova casa. Hoje a Estrela vem alegrar a 4ªfeira de Mercúrio :) Óptimoooo!
K_line

a.mar disse...

E hoje ouvi, no sonho, o cântico dos monges tão lindo! Que Paz!
Esta Paz tão importante para mim, que seria tão bom para o Mundo que todos encontrassem.
E tive aquela visão das coisas que me alteram a minha Paz.
Neste momento até tenho os pés sobre uma estrela azul.

Um Abraço Atlântico!

Fernando Augusto disse...

Bom dia, Cátia!

Força aí na mudança, o jogo das caixas!

Bem haja!

Bom dia, A. Mar!

Esta percepção do que tira a sua paz é uma típica percepção de Estrela, é o brilho da consciência que percebe divisar exatamente aquilo que precisa ser superado para alcançarmos uma paz verdadeira.

Vos amo, sou grato.

F.A.

Fernando Augusto disse...

A Humanidade poderia, por suas próprias forças, orientar-se nos labirinto dos turbilhões a impelirem-na e prever os perigos astrais que a ameaçam, se não tivesse negligenciado sua capacidade inata: a intuição.

y = f(x)

O destino é uma função da consciência.

Quanto mais consciente mais tenho poder sobre o meu destino.

Portanto quanto menos consciente menos poder tenho sobre o meu destino.

Consciente das possibilidades do destino posso melhor conduzir-me diante dos perigos.

A consciência é consciência de si mesmo, pois aquilo que sou resulta no meu destino.

"O caráter do homem é o seu destino" - Heráclito.

Quando o homem não controla o seu destino é por que o homem não controla a si mesmo.

Se um homem não controla a si mesmo outras forças o controlam.

O homem inconsciente diz assim: - Este é o meu destino.

Ele não consegue perceber e compreender que o seu destino é o seu caráter, como disse Heráclito.

O destino do homem não está necessariamente nas estrelas ou nas cartas. O próprio homem é uma estrela. O brilho desta estrela é a consciência que guia o seu curso. Dentro da alma do homem estão os arcanos do Tarô.

Dentro de nós está tudo o que é necessário para nos guiarmos pelos caminhos da vida.

Nosce te ipsum.

Conhece a ti mesmo.

Esta frase é a essência da verdadeira Psicologia, a psicologia que busca a evolução e o desenvolvimento da consciência humana e não a mera adequação do homem a um modo de vida doente, medíocre, socialmente condicionado por interesses de classe.

Nosce te ipsum é um provérbio aplicado àqueles que tentam ultrapassar o que são, nos diz a Suda, enciclopédia grega do século 10. Muito antes de Freud os antigos tinham uma Psicologia real, efetiva, a serviço da consciência e não da manipulação das massas, como nos revela o documentário Século do Eu, onde vemos a teoria freudiana servindo para os propósitos do mercado capitalista.

Este paradigma da psicologia dominante que serve como ideologia de escravização das mentes tem que ser vencido, superado, quebrado. A Psicologia real é revolucionária, é a revolução da consciência e não a conformação mental que é a psicologia oficial.

O brilho da Estrela que é cada um de nós é a consciência. Consciência é consciência de si e conhecimento direto, sem a intervenção do intelecto. O intelecto não sabe nada, só administra informações. Informar é formar dentro de si a verdadeira luz, o conhecimento real. Conhecimento direito é intuição.

Intuição é uma das palavras-chaves do arcano 17 do Tarô: A Estrela.

Um amigo taxista semana passada recebeu uma intuição que não deveria ir pela Grajaú-Jacarepaguá e mesmo assim foi pois tinha marcada com um despachante das redondezas. Então ele recebeu mais uma intuição: deveria trafegar pela faixa da direita com bastante cuidado, devagar. Em certa altura do trecho um carro daqueles grandes, 4 por 4, sai da pista da esquerda, roda em sua direção e bate de frente. Estrago apenas material, graças a Deus. Típica situação de Torre com a salvaguarda da Estrela.

Moral da história:

Siga a sua intuição, não importa o que outros digam ou mesmo o que sua razão diga, a intuição é o conhecimento direto, é o brilho da consciência, é a voz da Divindade dentro de você e a salvaguarda contra os perigos do mundo.

A Humanidade poderia, por suas próprias forças, orientar-se nos labirinto dos turbilhões a impelirem-na e prever os perigos astrais que a ameaçam, se não tivesse negligenciado sua capacidade inata: a intuição.

Sinto muito, me perdoa, te amo, sou grato.

F.A.