5 de Espadas

sábado, 22 de março de 2014

Bom dia! :-)

Já dizia eu mesma :-) Quando a situação parece realmente ruim, abstrai! Porque não existe nada que seja tão bom que não tenha defeitos e nada tão ruim que não se possa tirar algum proveito! Nem que seja o aprendizado para nunca mais passar por aquela situação.

Tenho usado isso no meu dia a dia. E tenho tido excelentes resultados! Eu recomendo!

Quem vem acompanhando o meu processo de mudança e de retorno ao serviço público, já deve ter percebido que em momento algum eu fiz drama. Não tenho reclamado. Não tenho me vitimizado. Ao contrário, tenho administrado a situação da melhor maneira, de forma tranquila e confiante.

Isso não é milagre e nem um talento herdado de berço. Isso é resultado de trabalho interior, algumas práticas, algumas disciplinas, algumas terapias complementares, mas principalmente uma vontade imensa de ser feliz.

Ah, todo mundo quer ser feliz?

Não... Não mesmo! Ou então querem mas não fazem por onde.

E eu digo para todos vocês: é possível! Pode não ser fácil em certos momentos, mas é plenamente possível! E é este caminho que procuro mostrar para meus clientes durante as consultas: mostrar em que ponto da história que o querer não anda de mãos dadas com o sentir, pensar e agir. E as possibilidades de realizar uma reconciliação entre eles.

Hoje, temos aqui um 5 de Espadas. Uma daquelas cartinhas que considero enjoadas. Não é das piores, mas dá um certo trabalho... Mas é, exatamente, pelo fato de eu acreditar que as soluções estão sempre dentro de nós que não dou muito cartaz pro 5 de Espadas. Porque o processo enjoado dele está dentro e não fora. Está em nossas mãos superar esses desafios.

Quando esta carta aparece, normalmente estamos diante de situações em que a nossa autoestima está em baixa. Estamos duvidando de nossa capacidade. Estamos nos sentindo perdedores. Quando as previsões corriqueiras falam de "fracasso" relativo a este Arcano, o fracasso é mais anunciado do que já concreto, afinal de contas "no balanço das horas tudo pode mudar". Mas se não mudar dentro de cada um, aí larga mão! Não muda em lugar algum!

Então, a pergunta que não quer calar é: o que é que precisa mudar dentro de nós para que o que está parecendo perdido lá fora seja resgatado?

As coisas não acontecem por acaso. Cada dia mais tenho certeza disso. A situação concreta que se enfrenta é sempre resultante de atitudes (ou falta de atitudes) do passado. Ou ainda, se for algo mais sutil, resultante de pensamentos e sentimentos que se repetem e condicionam o ser a vibrar sempre aquela energia negativa.

Como hoje é sábado e temos nosso amigo Saturno na regência, creio que os olhares devem se voltar para a vida profissional e os projetos, as responsabilidades e tudo aquilo de mais concreto, sério e material com o qual nos relacionamos. O que está errado? O que está limitando? O que precisa ser transformado para que o resultado mude?

Pois bem, o convite está feito! Olhar de frente situações que nos incomodam e pensar, primeiramente, no que estamos fazendo de errado ou não estamos fazendo. Depois, pensar em como transformar isso em atitudes mais eficazes. Vamos?

Ótimo sábado para vocês! Aliás, a partir de agora todas as minhas sextas, meus sábados e meus domingos serão ainda mais lindos! Por que será? rs ;-)

A imagem veio daqui




Um comentário:

Fernando Augusto disse...

Com este arcano nós descobrimos o óbvio incrível ululante: as dívidas e pendências não desaparecerem com o fechamento do ciclo de Saturno. E em seu dia isto fica bem estampado com o 5 de espadas em pleno sabadão do pai do tempo, do senhor do carma.

O senhor do carma sempre cobra suas dívidas e aqui, com este 5 de espadas, as dívidas ligam-se a forma como pensamos as questões práticas, profissionais e de ordem material. Saturno não permite sonhos, projeções fantasiosas, expectativas exageradas, ele vem nos mostrar o que é frente aquilo que gostaríamos que fosse.

E por causa disto, apesar de nosso aparente sucesso social numa empreitada material o sabor interior desta vitória é por vezes amargo ou sem sabor o que exige uma revisão de nossas expectativas, pois as esperanças de algo aconteça de uma determinada maneira caem por terra, temos que lidar com o mundo como é. Assim o problema não é o mundo ou as pessoas mas a forma como lidamos a partir de nossa própria mente.

O auto-engano é uma palavra para o 5 de espadas.

A mente que mente para o próprio sujeito.

Se percebermos isto podemos alcançar a clareza da mente (6 de espadas) pela compreensão do que nos levou a este auto-engano que culmina numa sensação de derrota. É importante não transferir culpas nem responsabilizar outrem, mas assumir integral responsabilidade por tudo o que diz respeito ao nosso destino, afinal planta-se e colhe-se. Com o 5 de espadas revela-se que temos usado os poderes da mente de forma inadequada.

Saturno está ainda retrógrado em Escorpião junto com o nodo norte, bem juntinho de Marte também retrógrado. Temos Mercúrio, Netuno e Quíron em Peixes. Há um peso no céu em signos chamados de cármicos pela Astrologia cármica.

As vezes nós nem nos damos conta de como utilizamos a mente de forma negativa, pois a negatividade é a essência desta cultura predadora onde estamos inseridos, pois ela estimula a vitória a qualquer custo e isto tem sempre um preço. E aqui a vitória consiste em termos uma compreensão mais clara de certos processos de auto-sabotagem de nossa própria mente. É preciso executar uma faxina mental, deletar arquivos, apagar memórias, programas antigos que continuam a rodar no grande sistema operacional de nossas mentes.

Sinto muito, me perdoa, te amo, sou grato.

F.A.