Rainha de Espadas

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Bom dia! :-)

O tema de hoje é um conhecido nosso: "minha palavra tem poder!" Sim, porque esta é uma síntese bem adequada para uma Rainha de Espadas em um dia cuja regência planetária é de Mercúrio.

Se Mercúrio é o mensageiro, aquele que traz a informação e que reduz distâncias através da palavra, a Rainha de Espadas é a oradora poderosa, é a inteligência primorosa, a mente astuta e a visão estratégica.

Já comentei aqui, por diversas vezes, que existe uma implicância com a Rainha de Espadas, creio, resultante da dificuldade de se aceitar em uma mulher qualidades que mais se admira em um homem. Mulheres inteligentes, astutas e estratégicas costumam ser consideradas por demais perigosas! E esse é o caso da Rainha do Reino do Ar.

E quanto poder existe em uma mulher que sabe se expressar! Sabe argumentar, escrever ou discursar... Mulheres são, naturalmente, detalhistas. Se conseguem ser menos minuciosas na fala e mais nas observações interiores, atingem um nível de perspicácia impressionante! E isso pode ser assustador em uma sociedade em que impera (nesta ordem) a racionalidade fria e a força bruta... Uma mulher, uma representante das sutilezas, da sensibilidade, da delicadeza, de repente se mostra como uma expert nas artes do intelecto e da fala?! Heresia! rs

Em um dia como hoje, a melhor dica que se pode dar é sair por aí e aproveitar para resolver negócios, assuntos pendentes, conversas tortas que ficaram pelo caminho, hora de pedir uma ajudinha, hora de convencer alguém duro na queda...rs Tudo isso com o apoio primoroso da Rainha de Espadas. Vale a pena tentar!

Fiquei aqui pensando em qual historinha eu poderia publicar para ilustrar esta energia que hoje paira no Via Tarot, então me lembrei de uma que o sócio me contou (uma versão um pouco diferente) há muito tempo e que tá valendo para refletirmos sobre o poder da palavra de uma forma menos mística e mais prática, através da forma que falamos ou escrevemos e o objetivo que alcançamos com isso. Mas também encontrei um vídeo sobre uma outra história que também fala sobre a capacidade de usar as palavras corretas para obter melhores resultados. Então, vamos lá, com as duas historinhas.

"Havia um reinado, onde Sua Majestade realizava uma grande festa para seus liderados, ali imperando a hipocrisia, o interesse disfarçado, o riso falso e a bajulação barata. No meio da festa, o porteiro recebe uma visita inesperada: uma linda mulher, jovem, e totalmente nua. Declarava-se chamar VERDADE e desejava falar com o Rei. O porteiro consultou o primeiro ministro que determinou fosse expulsa a incômoda visita, já que jamais poderia receber naquela festa a VERDADE, de vez que ali conviviam com a mentira, a corrupção e interesses outros, que iam da dominação à mediocridade.

Dona VERDADE voltou chateada para casa, mas procurou agora vestir-se como uma mendiga, apresentando-se novamente ao porteiro com roupas em frangalhos, suja, feia, rogando novamente uma entrevista com o Rei. Consultado novamente o primeiro Ministro, ordenou este novamente fosse expulsa a visitante que agora dizia chamar-se REALIDADE, pois que naquele ambiente não poderiam conviver com a realidade, já que viviam de fantasias e ilusões.

Dona VERDADE ficou abatida, mas não desanimou. Meditou durante longos minutos e resolveu voltar ao palácio, agora muito bem vestida, com apetrechos de beleza adornando seu rosto e roupas e ainda acompanhada por batedores, lindos cavalos e numa carruagem de impressionar. Apresentou-se ao porteiro e disse chamar-se FANTASIA. O porteiro, impressionado com a apresentação, nem consultou o primeiro Ministro. Simplesmente abriu os portões e permitiu a entrada de dona FANTASIA. O Rei e seu representante, impressionados com a beleza daquela mulher, interromperam o baile, chamaram os convidados para a apresentação da nobre visitante. Mas, ao tocar nas mãos da visitante para apresentá-la aos convidados, eis que ela se transforma, despindo-se totalmente para apresentar-se como a VERDADE que todos precisam conhecer.

Moral da estória: A VERDADE às vezes precisa vir disfarçada com a fantasia, para não ferir ou assustar. A REALIDADE muitas vezes cria duros embaraços" (essa versão foi copiada de um site espírita e, segundo o autor do artigo que a contém, foi contada por Divaldo Franco)

E agora vamos ao vídeo...


A imagem da bela e oriental Rainha de Espadas veio daqui

4 comentários:

Liliana disse...

Cláudia, simplesmente excelente. Falar a verdade, mostrar que o rei está nu está cada vez mais complicado. O povo quer futebol, fantasia.....

Fernando Augusto disse...

Bom dia, Via!

Não há nada mais sedutor do que uma Rainha de Espadas, pois esta combinação do feminino com a astúcia forma a perfeita sedução, para mim. Que as outras Rainhas não fiquem enciumadas, pois o feminino traz em si todos os outros naipes, é apenas uma questão de ênfase.

A verdade como mulher não pode se impor, apenas seduzir, então ela se traveste e vira fábula, fantasia, conto, lenda, parábola, mito, ficção, símbolo, arcano, Tarot...

Na verdade a Verdade não precisa convencer ninguém, ela é evidente por si, antes somos nós mesmos que precisamos nos despir, nos desfazer dos andrajos da mente (preconceitos, crenças, ideologias, condicionamentos,...) que impedem uma perfeita visão e um claro entendimento.

Que a espada desta Rainha nos permite a inteligência e a verdade que espreita neste mundo de ilusão.

Sinto muito, me perdoa, te amo, sou grato.

F.A.

Clara disse...

Muito Bom este vídeo do Cego e o Publicitário.
Desde que me entendo neste mundo que as pessoas tentam me calar, tanto que meu Refrão é:

"Quem cala a Boca já Morreu
E quem manda na minha sou Eu"

Mesmo assim depois desta, sinto que preciso fazer "Ajustes"
Também já me falaram:
Olhe não é o que se diz, mas como se diz.
Gente, será que foi para mim???
Não é por acaso que no meu jogo ela saiu para mim representando a minha pessoa.
Eita, Eita, Eita...

Cacau Gonçalves disse...

Boa noite, pessoas queridas!

Hoje a Rainha de Espadas baixou em mim e, além de falar bastante em consultas, saí dando opinião em tudo... Afff... Mas com jeitinho, né? rs

beijão!