8 de Paus

sábado, 31 de dezembro de 2016

Bom dia! :-)

Qual carta poderia ser melhor que um 8 de Paus para encerrar o ano? No último dia de 2016 temos aqui todos os sinais para nos guiar tanto em relação à retrospectiva de tudo que nos aconteceu quanto em relação ao que devemos trabalhar em 2017. Este é um bom momento para analisar o que construímos de bom e o que não devemos repetir, o que precisa ser superado. Aqui também temos pistas e luzes a iluminar o caminho para o próximo ano.

O 8 de Paus é um dos Arcanos Menores que mais gosto! Ele fornece energia, entusiasmo, positividade e, o mais importante, conexão com a espiritualidade em cada atitude no mundo da matéria. Enquanto o ser humano não enxergar a Unidade ainda estará caminhando com dificuldade no planetinha azul.

O espiritual e o material devem ser vivenciados em equilíbrio e harmonia, porque são uma coisa só, no final das contas. Frases lugar comum que expressam a mais pura realidade: somos seres espirituais vivendo em um mundo material... somos todos um... estamos todos conectados em uma grande teia (e viva Sense8! rs) 

Outra atitude de sabedoria é compreender que o mundo não gira em torno do nosso umbigo e que a nossa visão de realidade ou do que é correto é apenas a nossa visão. Devemos honrá-la, mas também devemos respeitar a realidade e a correção dos outros. O mistério da vida está em não abrir mão do que somos e ao mesmo tempo respeitar o que os outros são. Mas pra isso é preciso trilhar um árduo caminho que é descobrir quem somos, de verdade.

Não somos aquilo que foi implantado, condicionado, não somos aquilo que nos fizeram acreditar que somos. Passamos grande parte do tempo acreditando que somos algo que é apenas resultado de uma construção artificial, baseada nos conceitos que a família nos transmitiu, medos que precisaram ser controlados, exigências sociais, competição, medo do fracasso, medo do abandono, carências, complexo de inferioridade. Existe algo muito mais lindo e luminoso dentro de cada ser humano. É a sua parte divina, é aquela essência que veio aqui com uma determinada configuração e para realizar determinados feitos, ou desenvolver determinadas habilidades. Viver é aprender, experimentar, vivenciar. Não devemos ter medo da mudança, especialmente da mudança interior. Não devemos nos apegar ao que acreditamos que somos, se em determinado momento a nossa alma clama por expressar outra coisa. Não precisamos ser fiéis ao nosso passado e nem ao que fomos no passado. Evoluir é trair o passado. Para crescer e amadurecer é preciso se desapegar do que um dia fomos.

Com esta consciência devemos deixar 2016 para trás, com muito amor, perdão e gratidão, e aceitar 2017 com a confiança de que podemos ser diferentes, melhores, mais maduros, mais evoluídos. Sem pactos firmados com nosso antigo eu, mas totalmente libertos e prontos para viver a aventura de um eu concreto e prático que esteja mais próximo da expressão divina do Eu Essencial. Não vamos deixar que os medos, inseguranças, desejos egoístas, rancores e, principalmente, as memórias negativas do passado nos influenciem. Somos muito mais que isso! Acreditem!

Que 2017 seja a Estrela da confiança e da plenitude, da harmonia com a Criança Interior e a luz que ilumina nosso caminho, apesar de não ser a Estrela que rege o ano para a egrégora do Via Tarot...rs Mas sobre isso falaremos amanhã. Farei o possível para disponibilizar a postagem por aqui meia noite. Quem chega por aqui pelo Facebook, recomendo salvar o link do blog, porque eu não tenho conseguido fazer a programação por lá, somente por aqui. E meia noite estarei brindando e olhando estrelas, desejando tudo de mais incrível para mim e para cada um de vocês... a nossa família Via Tarot.

Ótimo sábado! Ótimo fechamento de 2016!

A imagem veio daqui

Um comentário:

ivanamossmann disse...

Gratidão por + esse ano Doce Cacau <3 Delicioso 2017 (*;*) Bjx!