O Carro

domingo, 4 de dezembro de 2016

Bom dia! :-)

Mas é o Carro de novo? Sim, é ele de novo, dois dias depois. E ele chega agora com uma energia mais pura, regendo um ciclo sozinho, ao invés de reparti-lo com o Eremita, como foi na sexta-feira.

Não resisti e coloquei aqui minha imagem preferida de Carro. Por mim, devo confessar, colocaria somente esta imagem para as postagens de Carro para todo o sempre. É muito linda!

Então, estamos, novamente, nesta dinâmica de movimento, agilidade, crescimento, desenvolvimento... De quê ou de quem? De nós mesmos, levando-se em conta o domingão de regência solar, dia em que colocamos o foco no autoconhecimento e no trabalho interior.

Eu acordei com uma energia bem diferente da que eu fui dormir ontem. E creio que isso se deva a uma prática que estou fazendo dentro do Sagrado Feminino e que incluiu também uns sonhos diferentes e uma alteração de humor, que estava bem sossegado ontem de noite e que hoje amanheceu mais agitadinho...rs É  velha história do "tudo está interligado, conectado".

O ano está se encerrando e tenho feito minhas reflexões por aqui. Agora há pouco mesmo conversava com uma amiga e dizia que este foi um ano de desafios pessoais que foram bem administrados e concluídos, e de crescimento em termos profissionais e materiais (as duas coisas que sempre foram "Os" desafios da minha vida). Olhando cada detalhe, fazendo uma retrospectiva, percebo o tanto que amadureci nos últimos anos e consegui usar esta maturidade em termos bem práticos este ano. Fui mais disciplinada e organizada, ao mesmo tempo, mais flexível quando as coisas saíram do meu roteiro, como foi o caso da necessidade da mudança de casa. Junto com isso, a percepção de que o mundo vem me respondendo de forma muito generosa, como o fato de ter encontrado uma casa muito melhor e com o quintal dos meus sonhos, ou o fato de ter encontrado um carro usado para comprar no valor que eu podia pagar e em tão bom estado, ou ainda ganhar de presente de aniversário de uma amiga uma viagem nas férias, onde vivemos momentos incríveis, como sentir o vento totalmente aromatizado por uma imensa plantação de lavanda. 

Ao contrário do que eu poderia imaginar, quando os desafios começaram a surgir, 2016 é um ano para agradecer. Mas não creio que ele tenha vindo pronto, sabe? O resultado deste ano poderia ter sido outro se eu tivesse agido de outra maneira. As situações foram surgindo e eu fui administrando, algumas vezes com mais sabedoria, outras vezes de forma mais irritadiça, mas no final eu fui colocando as coisas no lugar ou, ainda, permitindo que elas se colocassem em seus devidos lugares, que depois eu descobri que eram os lugares ideais. A confiança, a aceitação, a entrega, mas também a atitude firme foram fundamentais para que eu chegasse aqui repleta de gratidão. E quero crer que quem seguiu comigo nesta egrégora pode também ususfruir desta energia. Como repito sempre nas consultas: não falo o que falo porque acho fácil... Falo o que falo porque acho difícil, mas já encarei e os resultados foram ótimos. ;-)

Pois bem... Que o domingo seja movimentado e traga desenvolvimento, evolução.

A imagem veio daqui


Um comentário:

Aparecida Soares Silva disse...

Que o dia de Iansã nos traga o movimento necessário que existe no carro! Que sigamos juntos com a espiritualidade, assim como o carro tem presente as estrelas que guiam o caminho! Sejamos impetuosos, rápidos e determinados como Iansã e o Carro! Que venha a vitória!
Salve minha mãe, todo amor do mundo é seu!