Ás de Espadas

sexta-feira, 6 de maio de 2016

Bom dia! :-)

Acredito que tem um monte de gente olhando para esta imagem e pensando "mas uma carta de Espadas em plena sexta-feira de amorzinho? Isto não é justo!" Tenham calma, não entrem em pânico e nem fujam para as colinas. Tia Cláudia vai explicar porque esta carta é boa e ainda, de quebra, vai contar uma historinha pessoal.

O Ás de Espadas, assim como todos os Ases, fala de começos, de energia renovada ou nascente. Ele também nos lembra que temos o poder em nossas mãos e com sabedoria e discernimento somos capazes de fazer excelentes escolhas.

Só isso? Não só... Como estamos falando de uma carta de Espadas e uma carta de decisão, é preciso ter em mente (mente = Espadas = elemento Ar) que para se fazer escolhas é preciso cortar ou eliminar opções. A escolha é o ato de eliminar aquilo que não nos convém ou que tem menor importância para que reste somente aquilo que é a opção escolhida, a razão da decisão, o mais importante.

Vamos trazer tudo isso para o universo de Vênus, regente da sexta-feira. Quando escolhemos alguém para nos relacionar, estamos eliminando as demais opções. Este jogo de perde-ganha resultante de uma escolha é, talvez, a parte mais difícil da vida, porque o ser humano costuma querer tudo, o tempo todo, para si. Bem, não é assim que a banda toca...rs

Fazer escolhas é sempre um sinal de maturidade. Fazer escolhas bem feitas é sinal de sabedoria. Conforme o tempo vai passando, conseguimos perceber como é bom não ter tudo, até um dia em que percebemos que é ótimo não querer tudo e, mais divino ainda, não precisar de absolutamente nada. Isso quer dizer estar pleno em si. A partir daí, as escolhas, e vamos focar aqui nas escolhas amorosas, começam a acontecer por razões bem menos egoístas e mais como um sinal de entrega aos sinais que o Universo nos oferece. A vida flui e esta fluidez nos leva a alguém, que também chegou até nós porque se permitiu fluir.

Percebem o que o Ás de Espadas está nos mostrando hoje? É tão profundo e tão incrível...

Pois bem... Então conto uma breve historinha pessoal. Minha bruxa mestra Dóris me chamava de Morgana, obviamente ela era a Viviane. Quando perguntei para o meu namorado qual personagem ele era na história, ele me respondeu "a espada! Excalibur!". E neste exato momento me lembrei que na história, depois da morte de Arthur, a guardiã de Excalibur foi Morgana. E acabou a história... Ou está só começando.

Ótima sexta-feira de amorzinho para todos nós!

A imagem veio daqui



2 comentários:

Samara Morais disse...

Nossa, ontem mesmo eu tava pensando que gostaria que fosse a Justiça aqui hoje, que é uma carta que muita gente não simpatiza pra sexta tb, rs. Fiz uma escolha muito dolorosa e estou trabalhando com ho'oponopono pra curar o coração. Acho que esse ás foi pra mim. Beijos.

Aldo Luiz Fonseca disse...


"E acabou a história... Ou está só começando.

Foi o que eu disse para ela: "se fosse para estarmos juntos não estaríamos separados..."

No via, "às de espadas". Aqui é "o sol".

Ótima sexta-feira de amorzinho para todos nós!