A Justiça (de nooovo! rs)

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Bom dia! :-)

Olha ela aí de novo! Como costumo comentar sempre por aqui, quando um Arcano se repete dois dias seguidos pode ser sinal de duas coisas: 1) não aprendemos bem a lição no dia anterior ou 2) precisamos aprofundar ainda mais o ensinamento.

Por aqui, somente hoje, algumas fichas caíram. Vou compartilhar com vocês algumas conclusões sobre o momento que estou vivendo e com isso espero auxiliar vocês a interpretar os seus próprios momentos.

Uma das interpretações mais tradicionais da carta da Justiça é o conceito de destino. Não estamos falando aqui daquela coisa tão mística, que envolve um certo grau de fatalidade, mas aquilo que nós, de fato, devemos realizar em nossas vidas e que muitas vezes é razão de uma tentativa de fuga. Quem de nós nunca fugiu de algo assim? Algo que sabemos que devemos realizar, mas o medo, a acomodação ou o gosto pessoal nos faz querer distância daquilo?

Pois bem, desde que voltei a morar em São Lourenço ando tentando escapar (inconscientemente, até anteontem) de trabalhar com consultas por aqui. A lista de razões é enorme e, garanto a vocês, não é aleatória. Na verdade, tem muito a ver com minhas experiências passadas fazendo isso por aqui. Tenho meia dúzia de clientes que são mais amigos que clientes e que atendo em qualquer circunstância, porque são pessoas que fazem parte da minha vida. Mas diante de algumas tentativas frustradas de encontrar um espaço para trabalhar e retornando à opção de fazer consultas na minha casa, tive a sensação de que tudo isso eram os sinais do Universo para deixar esse projeto de lado. Resolvi, então, perguntar para o próprio tarot o que ele achava da ideia. A resposta foi confusa, na verdade, ele me devolveu a pergunta, porque o jogo - resumidissimamente - dizia algo como: isto, por um lado, parece ser o seu destino, mas, por outro lado, a decisão está nas suas mãos. O livre arbítrio é seu. A resposta foi essa... E mais um sinal claro de que seria obrigada a lidar com uma carga emocional maior do que aquela que é minha rotina nas consultas online. Vocês me julgariam por tentar escapar disso? rs Pois é... Mas acho que não terei como escapar, levando-se em conta fatos ocorridos ontem. Fazer o que? rs

Mas a Justiça não parou por aí... Ela também se manifestou no fato de eu ter completado nove meses de namoro ontem (o destino me pegou, por mais que tenha tentado escapar de namorar de novo...rs) e de perceber que, ao contrário das minhas desconfianças prévias, eu consigo, sim, me relacionar com alguém. De uma forma bem diferente, de uma forma cheia de espaço para a individualidade de cada um, e isso está sendo muito bom! Amém! A Justiça também me visitou hoje de manhã, quando um amigo me encontrou na rua e insistiu para que eu criasse um projeto para uma TV aqui da região. Pra quem não sabe, apesar de ser jornalista, sempre adorei a mídia impressa e o rádio, mas sempre fugi da TV...rs E parece que ela está batendo à porta, de novo - já foram várias vezes - e desta vez acho que não tem rota de fuga.

O mais curioso sobre a Justiça é que ela costuma falar de temas e situações que para as outras pessoas parecem o paraíso (arrumar mais clientes... arrumar um namorado... aparecer na TV...) mas que para a própria pessoa parecem razão de reflexões complexas, de dúvidas e questionamentos. É porque, vocês sabem, já dizia o filósofo: cada um com seus problemas! rs

Então, juntei tudo isso e concluí: o Arcano da Justiça também é uma carta de desafio... Uma carta que afirma e reafirma o livre arbítrio, mas que, ao mesmo tempo, também cobra uma postura. E lembrei daquele joguinho de dizer "sim!" pra vida. Pra alguém que aprendeu a dizer "não" há relativamente pouco tempo, talvez seja o momento de entender que existe uma diferença entre dizer "não" para o que briga com a minha essência e a minha vontade e dizer "sim" para o que está bloqueado somente por acomodação e medo.

Cá está a dica de reflexão para este momento de dupla Justiça em nossas vidas!

E o amorzinho da sexta-feira de Vênus? Ah, gente, vive aí... Todo ser humano tem (ou deveria ter) como destino o amor, então façam seus próprios destinos também! ;-)

Uma sexta-feira abençoada para todos nós!

A imagem veio daqui


Um comentário:

Aldo Luiz Fonseca disse...


Querida Cacau

Lá no começo marquei a opção 2 -vá escrever bem assim lá em São Lourenço.
Permita-me terminar com justiça - há um ditado árabe que diz: "A covardia não salva o destino." Tudo o que está em nossas vidas são o resultado de nossas escolhas. Esta é a prova.

Quem escolhe com consciência faz o melhor caminho. Acaba, por fim, se apaixonando pela caminhada, neste Quântico Infinto que chama de Deus.

Na paz da gratidão espero estar contribuindo. Só você pode SER você.

ENTÃO... AVANTE! MÃO NA MASSA...

Bjs