A Justiça

quinta-feira, 19 de maio de 2016

Bom dia! :-)

Novo ciclo, nova energia, agora menos cheia de encantamento e mais pontual, correta e certeira. Isto não quer dizer que seja ruim. Quando esta carta aparece, costumo dizer que quem está fazendo o "dever de casa" direitinho não tem o que temer. Já quem não está... Hmmm...

O conceito de justiça é algo por demais complexo. Posso dizer isso com muita propriedade, levando-se em conta meu ascendente em Libra. Penso na justiça e na expressão da justiça desde criança! Sempre que alguém me perguntava qual era a coisa mais terrível do mundo, na minha opinião, eu era rápida em responder: injustiça! Com as décadas que vieram depois, percebi que justiça também é questão de ponto de vista. Aliás, basta olhar para o país neste momento, com sua população dividida entre duas justiças/injustiças que estão acontecendo.

Quando se observa duas pessoas acalentando dentro dos seus corações o amor pela justiça e cada uma grita por uma justiça diferente (e oposta!), já dá pra perceber que a coisa não é brinquedo de criança...

Quando a coisa chega neste ponto, costumo me recolher a minha insignificância...rs Ou seja, exercito a humildade e concluo que a questão não é que eu seja justa e o outro injusto. A questão é que estamos vendo coisas tão absolutamente diferentes, que não podemos concordar um com o outro. A visão de cada um está associada a sua bagagem de vida. Ao que aprendeu em casa, ao que observou na escola, no trabalho, ao que trouxe como experiência espiritual de outras existências ou dimensões. São tantos detalhes e detalhes tão importantes, que de uma hora para outra parece que falamos línguas diferentes, que pertencemos a diferentes raças intergalácticas! 

Esse tipo de observação me levou a desistir da carreira de Direito (para alívio do meu avô paterno, que vivia falando mal dos advogados...rs). Foram poucos meses em que me empolguei com filmes de tribunal e a possibilidade de fazer justiça. Tanto tempo depois, olho para esta lembrança e penso na bondade dos deuses ao me pouparem a vida... Porque, levando-se em conta minha visão de justiça, eu teria conseguido incomodar muita gente, muito poderosa e não estaria aqui tendo esta conversa gostosa com vocês. Gratidão! ;-)

Mas a Justiça que aparece no tarot não é bem este tipo de justiça em relação a qual estamos falando. Aqui, o jota maiúsculo tem um significado bem profundo. A Justiça, o Arcano 8, fala da Justiça Divina, fala daquele caminho que precisamos percorrer por alguma razão (que quase sempre ninguém tem a delicadeza de nos contar qual é). Esta carta tem muito a ver com o destino e a velha lei de causa e consequência. Mas ela também tem um certo mistério, os critérios utilizados no processo costumam ser bem enigmáticos.

Quando esta carta aparece, na verdade, eu costumo pegar os óculos 3D e a pipoca, sentar confortavelmente, e admirar a Obra de Deus em ação... Às vezes, temos comédia, às vezes drama, às vezes romance e aventura, e mais raramente terror. Mas uma coisa é certa: não adianta brigar com o filme! É melhor aprender as lições que ele transmite.

Que o Grande Benéfico Júpiter nos dê uma mãozinha na seleção de filmes que vamos assistir hoje. Amém!

A imagem veio daqui

Um comentário:

Aldo Luiz Fonseca disse...


Que texto lindo, emocionado,justo.
Na paz da gratidão.