Ás de Paus

domingo, 31 de agosto de 2014


Bom dia! :-)

Ao contrário de ontem, hoje eu falei pelos cotovelos e joelhos...rs Afff... É só a tosse melhorar que eu começo...rs

Pois bem, então não vou ficar falando aqui também não. Peço apenas que peguem caneta e papel, porque eu vou mostrar um livro fantástico para as meninas comprarem. Então é legal já deixar anotadinho.

Acho que é isso...

beijo-beijo

Ótimo domingo!

A imagem veio daqui






6 de Paus

sábado, 30 de agosto de 2014

Bom dia! :-)

Gostaram? Eu adorei!

Então nem vou ficar de trelelê... Vamos ao que interessa! vídeo postagem!

Ótimo sábado para todos nós! :-)

A imagem veio daqui













7 de Paus

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Bom dia! :-)

Como a carta não era o primor do romantismo, resolvi caprichar na imagem ;-) Esta é uma das imagens mais lindas do 7 de Paus que eu já vi! E sua beleza reflete a influência venusiana da sexta-feira.

Bem, o 7 de Paus é uma carta um tanto agressiva demais para pensarmos em amorzinho. Por outro lado, possui uma voracidade ritualística típica de uma batalha épica ou de uma grande noite de amor. Alguém já pensou nisso?

O 7 de Paus é a carta da coragem, do "coração de leão" e - por favor - me digam se um dos momentos em que mais precisamos de coragem não é, exatamente, quando nos apaixonamos? Claro que sim! O amor é um processo louco de entrega e envolvimento. Sem garantias e com todos os riscos, mas ainda assim é tão difícil negá-lo. Ignorá-lo. O que há no amor que nos encanta tanto? E que nos engana quando jovens, mas mesmo quando a maturidade vem e já sabemos dos riscos e dores, ele nos dá uma piscadela amiga, como quem diz "você sabe que poderá sofrer... você sabe que pode não durar pra sempre... mas você também sabe que será único, como sempre é..." E lá vamos nós de novo, não importa se com 15, 40 ou 75...

Retorno à pergunta: o que há no amor que nos encanta tanto? *Pensando... Pensando...* Eu creio que é esta sensação de humanidade... Esta fragilidade que é toda força, esta coisa ilógica que faz todo sentido e faz tudo sentir. Não sei vocês, mas quando estou amando e sou devidamente alimentada de amor, costumo manter um sentimento de felicidade calma, um sorriso constante, uma sensação de plenitude... Eu crio melhor, trabalho melhor, durmo melhor, vivo melhor. Eu entendo todas as incoerências humanas e sou mais generosa e compreensiva com elas... Claro que não estou falando da paixão, que costuma agir como um maremoto no meu ser...rs Mas estou falando no amor, aquele sentimento macio e quentinho que vem, depois que o maremoto passou... ;-)

O 7 de Paus é a carta da coragem, do desafio que surge e somos convidados a enfrentá-lo, superá-lo. Fico pensando que em uma sexta-feira de amorzinho o desafio pode ser amoroso, pode envolver um relacionamento ou um sentimento. E como lidar com isso? Bem, com o coração aberto e a entrega que somente os corajosos são capazes.

Sigamos pois... amorosamente, mesmo quando parecer batalha, mesmo quando exigir coragem.

Ótima sexta de amorzinho!

A imagem veio daqui





A Justiça

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Bom dia! :-)

Gente, ontem fui atacada por uma sensação que não tenho desde a adolescência, algo como uma TPM fora de época (eu só tive TPM na adolescência, depois dos 20 anos parei com isso): uma irritação sem fim, uma inquietação, como se meu corpo fosse explodir ou dar choque.

Aí, sim, eu entendi o real significado da palavra disciplina...rs Haja disciplina para parecer normal, trabalhar direitinho e conseguir voltar pra casa sem arrumar confusão. Mas em casa o problema continuava: cadê a concentração para fazer os trabalhos que estou devendo há dias? Uma angústia, uma agitação, Senhooorrrr!

Minha terapeuta continua afirmando que é surto do tratamento, absolutamente normal. Eu espero que sim, porque aí tenho certeza de que passa...rs

Enfim, hoje temos a Justiça em uma quinta-feira de Júpiter, em que normalmente, por aqui, falamos dos poderes e autoridades, mas que é um planeta que também está vinculado ao sentido de justiça. Então temos Arcano e regência planetária apontando para o mesmo tema. Isso só reforça o sentido da coisa toda...

Pois bem, hoje é dia de justiça, meu povo! Corram para as colinas! rsrsrsrs

Claro que quem anda fazendo o dever de casa direitinho nada tem a temer... Mas quem é que se garante que está, de fato, fazendo o dever de casa direitinho? Esse é o problema! Portanto, recomendo cautela, sim? Mas o dia não é somente de cobrança... Podemos olhar pra essa Justiça como sendo a ação do karma ou o processo de ação e reação. Então podemos pensar que o que acontecer hoje "estava escrito", de alguma forma (profunda e necessária) era para acontecer.

Então tá, né? rs (já viram que olho pra esta carta meio de banda, né? rs)

Aguardemos pois...

Uma ótima quinta-feira para todos nós! :-)

A imagem veio daqui

9 de Paus

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Bom dia! :-)

No momento em que escrevo esta postagem (20h 35m da terça-feira) posso dizer que começo a retornar ao meu estado normal, agora com total certeza de que o que aconteceu comigo foi resultante de uma profunda limpeza emocional e energética que se fazia necessária.

Por diversas vezes, já comentei por aqui, a nossa mente consegue alcançar e compreender determinadas situações, no entanto, a criança interior esperneia e sofre. Podemos ignorá-la por um tempo, mas haverá uma hora em que ela se fará presente. Ela vai gritar, chorar e, provavelmente, nos deixar doentes. No meu caso, em especial, eu senti a pirraça como sendo: "agora eu não deixo mais você trabalhar! Pronto! Você vai ter que olhar pra mim!" E eu tive mesmo...rs

Precisei dar muito amor e carinho a minha criança interior, que sofria muito. Chorava desesperadamente! Mas depois que esta cura acontece, a sensação de leveza é impressionante! O 10 de Ouros, portanto, foi o dia de gerar proteção e segurança para a Claudinha que mora dentro de mim.

Então, chegamos na quarta-feira com um 9 de Paus. Bem, eu poderia traçar mil teorias mirabolantes, mas na prática, eu creio que essa carta está aqui pra mostrar a trabalheira que vai me dar começar a colocar o trabalho em dia a partir de agora...rs

Mas então vamos seguir a orientação do 9 de Paus: sem disciplina não há salvação! E disciplina não quer dizer sacrifício, nem desequilíbrio, nem correria e nem sobrecarga (lembrem, a sobrecarga está no 10 de Paus e não no 9). Disciplina é fazer mais e melhor com menos gasto de energia.

Se levarmos em conta que hoje é um dia regido por Mercúrio, podemos direcionar esta disciplina também para a fala, ou seja, não gastar palavras desnecessariamente. Instintivamente, por conta do meu estado de saúde, tenho reduzido muuuuito a minha fala, para não gastar energia à toa. Mas hoje serei ainda mais econômica! Esta é uma grande dica, gente: falar gasta energia... Para algumas pessoas, gasta de uma forma absurda! Portanto, olho vivo!

Bem, é isso! :-)

Que a quarta-feira seja benéfica e curadora, disciplinada e sábia. Amém!

A imagem veio daqui

10 de Ouros

terça-feira, 26 de agosto de 2014

Bom dia

Confesso a dificuldade de escrever qualquer coisa. Ontem, tive um tipo de recaída (vou chamar assim porque nem sei do que se trata) e fiquei tão mal quanto estava no sábado, talvez um pouco pior em função de outras coisas, menos físicas e mais emocionais.

Acredito firmemente que tudo isso seja resultado de uma limpeza emocional feita pelos florais alquímicos somada a uma série de outros fatores, inclusive o clima absurdamente seco e poeirento que anda fazendo por aqui e uma estranha oscilação de energia no lugar onde eu trabalho, levando-se em conta que desde o início da outra semana eu estava bem em casa e quando ia trabalhar passava a tarde toda mole e com sono (lá vamos nós levar sálvia branca pra queimar na escola).

Não sei ao certo o que é isso, mas o resultado é tenebroso! O corpo inteiro dói, sendo que a cabeça parece que vai mesmo explodir. Mas é no peito, na altura do timo, que uma dor não tão física se instalou e ficou, a todo instante, me lembrando coisas que eu não lembro. Alguém sabe o que é isso? Quando você lembra de algo que não se lembra? É que você não acessa o fato em si, mas o seu corpo parece absorver aquela informação de forma não racional.

O fato de ter sido um dia de Sacerdotisa e de eu estar passando por tudo isso absolutamente sozinha (a amiga enfermeira já tinha ido embora e o filho está viajando), também me fez lembrar a frase que, vez por outra, eu repito: nascemos sozinhos e morremos sozinhos, apesar de, eventualmente, termos boas companhias entre um momento e outro. Para quem já ouviu a expressão "noite escura da alma", eu posso dizer que ontem eu vivi uma noite escura da alma que não foi somente uma noite, mas também uma manhã e uma tarde. Não me lembro de ter chorado por tantas horas seguidas em toda a minha vida... E sem nem ao menos saber direito pra que ou pra quem fiz muito Ho'oponopono.

Pois bem... Passada a tormenta (espero que tenha passado mesmo), hoje acordei com menos tosse, consigo respirar bem, o corpo dói menos, apesar de a cabeça continuar doendo bastante. Ah, sim, e já não tenho mais aquela vontade de chorar compulsiva, apesar de estar meio difícil tirar um sorriso de mim... Mas sei que essa é a parte mais fácil de consertar.

A presença do 10 de Ouros aqui é a minha esperança de uma energia de estrutura, é a energia que eu preciso para ficar mais forte, me sentir mais segura e estável. O 10 de Ouros é também uma carta que fala de proteção e é importante perceber que às vezes precisamos de proteção em relação a nós mesmos ou a uma parte de nós. Precisamos abraçar nossa criança interior e mostrar pra ela que muitos fantasmas foram criados pelo caminho, mas eles são somente fantasmas, não são uma realidade.

O 10 de Ouros aparece na terça-feira de Marte para dizer claramente: agora é possível tomar decisões sólidas, agora já se obteve a visão com a Sacerdotisa de ontem e é possível seguir em frente, concretamente, com os pés bem firmes no chão, na terra, elemento do naipe de Ouros. Também será possível entrar em acordos amigáveis em situações que, até então, não estavam bem resolvidas.

Como vocês veem, o 10 de Ouros chega para nos acalentar... em meio à guerra marciana, temos uma estrutura firme, temos um castelo nos envolvendo, temos braços e abraços capazes de nos dar o aconchego necessário para seguirmos em frente. Que assim seja!

Ótima terça-feira para todos nós!

A imagem veio daqui




A Sacerdotisa

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Bom dia! :-)

Depois de dois dias quase muda, nada mais coerente do que aparecer uma Sacerdotisa por aqui. Seria até engraçado, não fosse a dor na garganta (e no resto do corpo todo)...rs Mas, enfim, nada como um dia depois do outro pra gente ir se curando.

Hoje, temos a energia do dia em perfeita sintonia com a energia do Arcano. Na segunda-feira, a regência lunar nos traz o aspecto mas misterioso e sombrio das coisas, traz também a magia e caminhos femininos. Enquanto isso, a Sacerdotisa contribui com a introspecção, a mediunidade e a sua incrível capacidade de transitar entremundos.

Bem, vamos começar pela parte mais delicada. Quais são os riscos desta overdose de espiritualidade e sensitividade? Ficar um pouco fora do ar, ficar que nem uma parabólica, captando tudo que passa em volta, inclusive o que não nos pertence.

E qual a parte bacana da história? Bem, hoje é um dia que, para os que podem, o ideal é buscar sossego e isolamento. Para os que não podem, procurem no decorrer do dia priorizar o silêncio e a introspecção. Hoje não é o melhor dia para falar, as coisas ainda estão instáveis demais, em função da influência da Lua, e ainda existe um processo interno a ser completado na Sacerdotisa. Deixemos para amanhã, dia de Marte e com um Arcano mais prático, as tomadas de iniciativa e decisão.

Por enquanto, mantenhamos o "modo bromélia" de ser, como diz meu amigo Manu. ;-)

Uma ótima segunda-feira para todos nós!

A imagem veio daqui

A Temperança

domingo, 24 de agosto de 2014

Bom dia! :-)

Para quem está doente, nada melhor do que uma carta da Temperança para trazer energia de cura. Mas vou aproveitar este período logo que acordo, que tenho um pouco mais de forças, para contar para você uma história...

Ontem, passei o dia de cama. Mas de cama mesmo. Eu costumo brincar sempre, dizendo que as pessoas usam a expressão "de cama" como sinônimo de "não fiz trabalho pesado", ou seja, ficam assistindo TV, sentada numa poltrona lendo, etc... Bem, eu só funciono em dois modos: 1) estou bem e não paro um minuto, e preciso colocar na agenda a hora de lazer 2) eu estou acabada e me largo na cama, durmo e não consigo nem me mexer direito, de tanto que o corpo dói. Ontem, só tive a opção número 2. E se ainda consegui comer alguma coisa foi porque minha amiga Katharina estava aqui e fez almoço, trouxe a comida na cama (porque eu não conseguia nem me arrastar até a mesa!)

Passei o dia tomando meus chás, meus florais, muito própolis, muita água e passando meus óleos medicinais. Quando foi de noite, me lembrei que haveria trabalho no meu grupo de Daime e decidi participar à distância. Para quem não sabe, o Daime não é somente uma bebida sagrada, usada em rituais, para expandir a consciência, ele é uma medicina da floresta, ele cura, efetivamente. Então, comecei a tomar doses muito pequenas de Daime (foram três no decorrer da noite e já tomei a primeira de hoje, logo cedo), e senti meu corpo reagindo e se transformando.

Uma das teorias que carrego comigo é que quanto mais o Daime tem coisas para resolver no corpo físico, mais suave é seu efeito na expansão de consciência. E, ontem, eu que sou tão sensível ao Daime, não senti absolutamente nada de diferente, a não ser meu corpo se fortalecendo. Se fosse em outra situação, provavelmente, eu teria mirações. Mas não tive. Apenas fui sentindo a energia vital voltando a fluir pro corpo.

O feitio do Daime é uma poderosa alquimia. Duas plantas diferentes, representando o masculino e o feminino, se unem e se transformam em uma terceira coisa, diferente, e com potencial de cura e transcendência enorme! Então, por aqui, eu fiz alquimia, eu mexi com a energia da Temperança quando me aproximava da virada para o domingo. E hoje pretendo continuar alquimizando as coisas por aqui!

Aproveito e convido todos vocês a desenvolverem seus processos alquímicos internos neste domingo de regência solar, em que costumamos focar no autoconhecimento e no trabalho interior. Tenho certeza de que os resultados serão os melhores! ;-)

Ótimo domingo para todos nós!

A imagem veio daqui

Princesa de Ouros

sábado, 23 de agosto de 2014

Bom dia! :-)

Para quem  estranhou a ausência da postagem de hoje, cá está ela e uma explicação: depois de um ano e meio sem ter nem uma gripinha, ontem cheguei em casa me arrastando! A garganta inflamada, o corpo moído e um febrão que não tenho há mais de duas décadas!

Claro, eu não posso querer aguentar uma sobrecarga de trabalho (físico e mental) por tempo indeterminado, né? Chega uma hora em que a corda arrebenta E pra quem pensa que estamos falando somente de um trabalho em termos concretos, no caso de uma pessoa como eu, com alto nível de sensitividade, ainda temos a demanda energética... Ou seja, a energia que eu gasto, especialmente quanto mais desesperada está a pessoa...rs

O resultado é: agora vou ficar de molho o final de semana todo! A celebração do aniversário de uma amiga foi por água abaixo! Aqueles dois dias de descanso e renovação do final de semana também... :-(

Tudo isso me fez refletir bastante sobre a forma como eu ando administrando o meu trabalho. Preciso ter bem clara a noção dos meus limites, preciso respeitar meu corpo. Eu vivo falando sobre a importância disso para todo mundo e não sigo meus próprios conselhos.

Enfim... Tudo isso tem muito a ver com a Princesa de Ouros, já que esta mocinha costuma trabalhar feito louca, acreditando que não há limite. Ela acredita que como faz o seu trabalho com amor, estará isenta das consequências da sobrecarga de obrigações. Mas, como vimos, não é bem assim que acontece.

Hoje é dia de sermos práticos, sem muito preciosismo nas atitudes. Apenas fazendo o que deve ser feito. No meu caso, ficar deitada, debaixo das cobertas, tomando própolis e muita água. 

Ótimo sábado para todos  nós!

A imagem veio daqui

Rei de Espadas

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Bom dia! :-)

Temos mais visitas... Os personagens resolveram passar por aqui nesta semana. E são muito bem vindos.

Hoje, temos a energia do Ar manifestada da forma mais concreta. Isso quer dizer, antes de tudo, que é um ótimo dia para estudar, aprofundar conhecimentos, pesquisar e escrever.

Mas como estamos em uma sexta-feira que sofre influência venusiana, podemos pensar também em uma conversa produtiva com pessoas com as quais nos relacionamos e que são importantes na nossa vida. Isso também pode acontecer aproveitando a tecnologia, ou seja, troca de emails ou conversas online.

Como vocês já devem ter notado, o Rei de Espadas não é, exatamente, um exemplo de romantismo. Portanto, dificilmente teremos uma conversa que seja amorzinho... Ok, tudo bem... É conversando que a gente se entende ;-) Mas podemos ter, sim, conversas esclarecedoras. E este é um bom começo.

Infelizmente (pelo menos na minha opinião), nem sempre a vida é assim tão amorosa, delicada e romântica. Mas se fomos constituídos a partir de quatro elementos, é porque todos eles são importantes para o nosso desenvolvimento. E devemos aprender a usá-los da maneira mais sábia possível. Há momento para água e para fogo, claro! Mas também há momento para ar e terra. Somente quando alcançarmos o equilíbrio entre eles e a capacidade de saber o melhor momento de usar cada um deles é que poderemos construir, de verdade, o ser que nascemos para manifestar nesta vida.

Tudo isso que acabei de dizer vem de um aprendizado longo e árduo, e que ainda tem muito para se desenvolver. Mas o mais importante é colocarmos os dois pés neste caminho e para começar a trilhá-lo.

Vamos? Quem me acompanha? :-)

Ótima sexta feira para todos nós!

PS: peço desculpas pela ausência em comentários e alguns atrasos em respostas por emails. Depois de uma semana difícil e com sobrecarga de trabalho, nesta semana que comecei a colocar as coisas nos eixos. Espero que a partir de segunda-feira tudo volte ao normal. beijos

A imagem veio daqui

Princesa de Paus

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Bom dia! :-)

Sim, sou eu mesma! Olá! :-)

De um modo geral, costumo de identificar com esta carta. No momento em que escrevo esta postagem, um pouco mais! E, talvez, penso eu, justamente esta capacidade de me identificar com várias faces de vários personagens que me faz tão parecida com ela.

A Princesa de Paus é aquela idealista, entusiasmada, criativa, apaixonada (por pessoas, projetos, situações). Gosta de falar e escrever, mas também gosta de largar tudo pra lá e ir pro meio do mato, subir morro, praticar um esporte ou dançar. A inspiração é uma constante na sua vida, mas ela não é uma teórica, ela gosta de realizar!

Quando esta mocinha aparece aqui no Via, costumamos ter novidades! Portanto, preparem-se!

Em uma quinta-feira, podemos pensar que a nossa relação com as autoridades será pontuada com alegria, de modo simpático e espontâneo. E nosso poder interior será expresso através de criações nossas, que possuam nossa "assinatura energética".

Além disso, a Princesa de Paus pode muito bem ser um excelente caminho para descobrirmos, assumirmos e externarmos o nosso poder interior. Ele pode estar "ali" o tempo todo sem que tenhamos nos dado conta. Esta Princesa pode representar nossa criança interior, a centelha divina que anima nosso corpo e reflete a nossa origem, "aquilo do qual fomos feitos"

Creio que a quinta-feira será bem animadinha! Aproveitemos pois!

A imagem veio daqui

Ás de Espadas

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Bom dia! :-)

Quem entende de tarot, já deve estar rindo pra tela do computador...rs

Se ontem, dia de Marte, o 2 de Espadas segurou as palavras, as decisões e os ânimos, hoje, em dia de Mercúrio, quando o foco é mesmo a comunicação e a palavra, o Ás de Espadas fala, a plenos pulmões.

Mas fala o que? É a pergunta que não quer calar!

Bem - longo suspiro - podemos pensar em várias coisas. Em primeiro lugar, a comunicação do Ás de Espadas costuma ser reveladora, decisiva. Se algum assunto estava pendente ou em cima do muro, ele vai se resolver.

Uma outra coisa sobre a qual podemos pensar é em uma comunicação rápida, objetiva e esclarecedora. Lembrem-se estamos em Espadas, o naipe que entende bem de palavras, sejam elas escritas ou faladas.

E por que não pensar no poder das palavras? Hoje, as palavras terão ainda mais poder do que normalmente têm. Portanto, cuidadinho com elas, sim? Pensar bastante antes (pensar também é ação de Espadas) e quando for falar medir, equilibrar.

Um Ás de Espadas em dia de Mercúrio é harmonioso, combina, mostra a importância que a comunicação e a interação possuem na nossa vida. Não vivemos sós. E buscar esta união e entendimento através de palavras bem faladas ("benditas") é sempre uma saída sábia.

Falemos pois...

Ótima quarta-feira para todos nós!

A imagem veio daqui

2 de Espadas

terça-feira, 19 de agosto de 2014

Bom dia! :-)

Em um dia de Marte e com a presença da energia do 2 de Espadas, creio que só com muita meditação e transcendência...rs Por isso achei esta imagem perfeita!

Se Marte corre e quer tudo pra anteontem, o 2 de Espadas afirma que este ainda não é o momento de tomar decisões. A razão? Muito simples... Ainda não se sabe detalhes importantes, ou seja, ainda não temos as informações suficientes para tomar a melhor decisão.

Peço licença a todos para falar algo para mim mesma: "leu isso direitinho ou preciso desenhar?" rs

Pois bem, como lidar com tudo isso então? Com calma, tranquilidade, juízo e meditação. Não é tão fácil, mas é simples (amo essa frase).

E sei que estou falando aqui pra várias pessoas que têm me contato e que estão com a energia em total sintonia com o Via Tarot.

Hoje é um dia para ser administrado, o que já estava planejado segue... O que já está em andamento, anda. Mas tudo que for novo ou exigir tomada de decisão deve aguardar. Trabalhar a respiração consciente e procurar esvaziar a mente de tensões e, especialmente, de pensamentos negativos. 

Recado dado? ;-)

Então, tenhamos uma ótima terça-feira... Ooommmm...

A imagem veio daqui

Rei de Ouros

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Bom dia! :-)

Nossa, gente! Vocês não ficaram satisfeitos com dois Imperadores na semana que passou, não? Ainda quiseram mais um Rei de Ouros de quebra, hoje? rs

Pra quem ainda não sabe, o Rei de Ouros é um ótimo representante do Imperador entre os Arcanos Menores. A energia é a mesma, só que não tão amplificada... Não estamos lidando com um Arcano Maior, um grande arquétipo, mas com um personagem da corte, que representa um aspecto da energia masculina ou, mais propriamente um homem.

Antes de começar a falar dele, vou apenas fazer um comentário sobre a nossa semana... Se na semana passada foram os Arcanos Maiores que dominaram, nesta semana são os personagens da corte. Em sete dias, serão quatro personagens nos visitando.

Bem, mas e aí? O que nos diz o nosso convidado de honra desta segunda-feira de regência lunar?

Ele é bem prático, trabalhador, organizado... E aí vem aquela pergunta: nós somos assim quando o assunto é a magia e a espiritualidade? Algumas pessoas não conseguem ser assim nem na vida profissional, não é mesmo? Imagina na vida espiritual!

Mas é com isso que vamos lidar hoje: com a vida espiritual de uma forma concreta. E isso não quer dizer somente que hoje vamos acender uma vela ou fazer uma oração... quer dizer que vamos olhar para a nossa vida prática e tentar perceber onde está a espiritualidade. Onde?

Existe espiritualidade na forma como tratamos as pessoas da nossa família? Nossos companheiros ou companheiras? Nossos colegas de trabalho ou as pessoas que eventualmente atendemos? Desempenhamos nosso trabalho com espiritualidade? Cuidamos do nosso corpo com espiritualidade?

A essa altura deve ter gente pensando: mas o que é, exatamente, espiritualidade? rs

Estou usando o termo espiritualidade como algo que transcende, algo que está além do concreto e material, a energia invisível que a tudo anima e o fluxo mágico e misterioso da vida. Colocar a espiritualidade na vida prática é tornar sagrado cada ato, da hora em que acordamos até a hora em que vamos dormir. E eu tenho certeza que isso é algo desafiador para todo mundo!

Portanto, o moço aí veio nos visitar para nos lembrar disto: a vida é sagrada... Espiritualidade não é só na hora de rezar, é a todo momento.

Ótima segunda para todos nós! :-)

A imagem veio daqui

O Imperador

domingo, 17 de agosto de 2014

Bom dia! :-)

Olha que aparece por aqui de novo!

Nem vou comentar nada além por aqui... A vídeo postagem está enooorme! Já falei de mais! rs

Um ótimo domingo para todos nós!

beijo!

A imagem veio daqui











O Enforcado

sábado, 16 de agosto de 2014

Bom dia! :-)

Sim, sim... Hoje temos o Enforcado. Para quem torceu o nariz recomendo assistir o vídeo. Pra que não torceu, também...rs

Tudo nesta vida tem vários ângulos e, particularmente, prefiro as interpretações menos óbvias, especialmente na análise do Arcano do Dia, quando temos uma possibilidade de interpretação mais flexível.

Pois bem, chega de papo aqui e vamos ao vídeo!

Ótimo sábado!

A imagem veio daqui







4 de Ouros

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Bom dia! :-)

Confesso que os dois últimos dias (ambos de Sacerdotisa) foram um tanto desafiadores para mim. Isso é interessante, pois sempre tive muita facilidade em lidar com a energia deste Arcano. Por outro lado, creio que foi justamente o fato de ter um tanto da energia da Sacerdotisa dentro de mim que me possibilitou driblar as dificuldades e, apesar de todo o stress (de ontem, principalmente), encerrar o dia calma e tranquilamente.

Pois bem, hoje temos o único Arcano Menor desta semana e também de uma sequência de nove dias. Vou me permitir uma interpretação mais livre do 4 de Ouros em uma sexta-feira de Vênus, afinal de contas "até que enfim é sexta-feira"! ;-)

Vamos seguir por duas vias.

A primeira via é a da fartura, muito bem representada pela imagem que escolhi para representar o Arcano. O 4 de Ouros algumas vezes vem nos trazer o retorno de algo anteriormente trabalhado ou construído. Em termos bem práticos e concretos, ele traz a concretização material de algo, normalmente, dinheiro; mas como estamos em dia de Vênus, podemos pensar em um retorno mais voltado para os assuntos de Vênus: amor, relacionamento, autoestima, beleza, arte, sensibilidade.

A segunda via fala sobre o erro que se comete ao, encantados com alguma conquista, seja ela material ou não, nos tornamos apegados a ela. Passamos a vincular o nosso bem estar àquilo e, portanto, queremos guardar e carregar essa conquista bem perto de nós. Não aceitamos a distância e nem cogitamos a perda.

A grande questão é: o que é que é, de fato, propriedade nossa nesta vida? Creio que a resposta fique muito restrita a itens interiores de nós mesmos e, ainda assim, estamos falando muito mais de uma construção do que de uma posse já oficializada. Temos que batalhar para conquistar nosso poder da Vontade, alguns dizem que temos que "ralar" muito pra conquistar nossa própria alma. Por aí vocês já percebem que a coisa não é bolinho não...rs

E ainda existem pessoas que carregam a ilusão de possuir outra pessoa, vejam vocês! rs

O 4 de Ouros pode estar nos visitando hoje para nos lembrar de algo muito incrível e profundamente mágico: quanto mais queremos, desejamos ardentemente, possuir algo, mais esse algo nos escapa das mãos. E, por outro lado, quanto mais estamos em harmonia e equilíbrio, quanto mais compreendemos visceralmente que não possuímos nada, mas devemos nos tornar polo de atração daquilo que está vibrando a mesma energia existente em nós, mais o que queremos vem em nossa direção.

Eu olho para esse movimento e fico admirando a sua beleza. A sabedoria das energias! :-)

Uma sexta-feira de amorzinho muito linda para todos nós!

A imagem veio daqui

A Sacerdotisa

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Bom dia! :-)

Sim, não é miragem, é ela de novo que veio nos visitar. Talvez nem tenha ido embora... talvez tenha continuado por aqui, simplesmente...

Ontem, foi um dia difícil. E difícil do tipo: está tudo bem, mas estou me sentindo estranha. Sentia uma energia pesada no ar. Isso vinha acontecendo desde a segunda-feira, mas ontem se agravou. Só melhorou depois que, ao final do expediente na escola, encarei a aula de dança. Foram duas horas de ritmos variados e calientes...rs Saí de lá outra!

Creio que hoje a Sacerdotisa está mais à vontade. Se ontem ela e Mercúrio estavam meio em conflito, hoje, com Júpiter, ela pode exercer todo o seu poder espiritual e mágico, distribuir bênçãos e ainda ser o veículo das benesses do Generoso.

Se na quinta-feira prestamos atenção na nossa relação com o poder, hoje este poder está bem claro: é o poder espiritual. Quem está há tempos querendo encontrar um caminho de práticas mágicas e espirituais pode receber sinais bem claros em relação a qual caminho seguir e todos nós devemos abrir nossos canais intuitivos aproveitando carona com esta dobradinha Sacerdotisa-Júpiter.

Peço apenas atenção para um detalhe: quem já tiver uma sensibilidade bem aguçada deve buscar tranquilidade e equilíbrio, pois a energia expansiva jupiteriana pode pegar pesado na abertura da mediunidade. Tenhamos os pés bem firmes no chão para não virarmos uma grande antena parabólica (estou falando isso muito pra mim...rs)

Bem, é isso... Continuo reticente com as palavras... Ando com várias inspirações e ideias, mas ainda com vontade de ficar quietinha. Em breve retornamos as nossas transmissões habituais...rsrsrs

Ótima quinta-feira para todos nós! :-)

A imagem veio daqui

A Sacerdotisa

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Bom dia! :-)

Queridos e queridas, não sei se hoje conseguirei ser tão fluente em minhas palavras... A energia da Sacerdotisa - de novo - parece reduzir minha capacidade de expressão... Na verdade, não é a capacidade, é a vontade...rs Sabe aquela coisa de querer ficar quietinha? Estou assim desde ontem de noite.

Eu sei a razão bem prática para isso estar acontecendo: comecei a tomar a nova leva de florais alquímicos na sexta-feira. Eles começam a fazer efeito comigo em torno de três a quatro dias, ou seja, ontem. Desta vez, um deles lida com purificação de antigos padrões mentais, então - tadinho - ele deve estar tendo um baita trabalho! rsrsrs E esta faxina apoteótica dentro da minha cabeça deve ser a causa do desânimo, silêncio, moleza e aquela tristezinha que fica de pano de fundo. O bom de ser terapeuta desse sistema é que já sei como a coisa funciona, então, também sei que daqui a mais uns três dias já devo estar novinha em folha e bem melhor do que estava antes. Tenhamos paciência então.

Pois bem, a Sacerdotisa foi o Arcano Maior que abriu esta sequência, que começou no sábado e já tem cinco dias. Então, me parece óbvio que temos aqui um processo estrutural (portanto Arcanos Maiores) muito fortemente baseado nas questões espirituais, sutis e profundas. Digo mais: a Sacerdotisa ainda sairá mais uma vez esta semana, viu? Sim! Incrível, né?

Aí vem a parte engraçada da história: hoje é quarta-feira, dia regido por Mercúrio, o moço as asinhas nos pés que traz à tona o tema da comunicação. Comunicação com Sacerdotisa imaginem como é...rs Ou temos a ausência de comunicação ou temos uma comunicação mediúnica, profunda, misteriosa. Enfim, eu acredito que o dia de hoje poderá ser bem proveitoso se deixarmos de lado o falatório e nos concentrarmos em conexões mais sutis, um outro tipo de comunicação, compreendem? Podemos acessar vivências bem interessantes, gratificantes.

É isso... Vou ficar por aqui... Podem ter certeza de que quando eu voltar ao meu normal, as palavras vão voltar a pipocar em abundância ;-)

Ótima quarta-feira para todos nós!

A imagem veio daqui

O Carro

terça-feira, 12 de agosto de 2014

Bom dia! :-)

Bem, aí vamos nós! Segundo Arcano Maior da semana Via Tarot (que começa segunda-feira) e algumas várias ideias passando pela cabeça.

Se ontem tivemos a energia estável e segura do Imperador, hoje vamos soltar as rédeas do controle e permitir que o Carro nos leve para passear. O Imperador precisa estar parado para materializar, organizar e concretizar. O Carro precisa de movimento para atingir seu objetivo: o desenvolvimento. Um oferece estrutura e o outro mudança.

Creio que a vida aconteça através de um equilíbrio harmonioso entre uma coisa e outra. Andar e parar. Agir e esperar. É uma verdadeira dança que envolve tempo e espaço.

A presença deste Arcano em uma terça-feira pode nos alertar para as atitudes impensadas, os impulsos desenfreados, a ação sem reflexão. E isso não é muito bom. No entanto, se soubermos administrar essas duas energias tão ativas com sabedoria, podemos tomar decisões pontuais, dar limite e dar asas. Podemos assumir o poder da transformação necessária através do deslocamento, de sair de onde se está preso e amarrado para um lugar mais arejado e diferente.

O aprendizado que se processa com a experiência do novo em nossas vidas pode ser muito enriquecedor! A maior parte das pessoas tem muito medo de mudanças. Eu sempre estive em um território conflitante entre o querer o novo e o me apegar ao que já era. Sempre gostei de surpresas, mas queria ter um nível razoável de controle sobre as surpresas...rs Mais ou menos surpresa, né? rs E como atraímos aquilo que vibramos, acabei com a graça de muitas pessoas adivinhando o presente surpresa que tinha sido comprado, o lugar novo onde me levariam, a atitude inesperada que me deixaria feliz. Além de tudo, com uma mediunidade aguçada, além de ouvir ou ver o que não devia, ainda adivinhava do nada o que estavam planejando...rs

O Carro nos diz: vá! Tenha atitude! Saia do mesmo lugar! Enquanto isso, o regente do dia, Marte ou Ares dos gregos, é o moço que dirige o Carro da imagem acima. Uma energia muito intensa que requer precisão e segurança (que podem ter sido emprestadas do Imperador de ontem).

Portanto, minha primeira recomendação é: equilíbrio das emoções, tranquilidade dos pensamentos e habilidade nas atitudes. Com isso, dá pra confiar que o Carro chegará ao seu destino em segurança. Nada de perder o senso, nada de destemperar, nada de perder o rumo e o mapa de viagem.

Bandeira chacoalhada... Foi dada a largada! Ótima terça para todos nós.

A imagem veio daqui


A Rainha de Espadas e o Amor - Parte 4

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Depois de assistir mais uma comédia romântica e chorar de pura emoção, fiquei refletindo sobre tudo isso... Percebi algumas coisas e resolvi compartilhar com vocês.

Já ouvi muitas pessoas falando que comédias românticas fazem mal à saúde emocional das humanas criaturas, porque elas mostram situações irreais, utópicas, impossíveis de acontecer em termos práticos. Ouso discordar radicalmente.

As comédias românticas mostram o começo e este começo pode ser real, eu mesma já vivi várias situações "de filme" e foram inesquecíveis! A questão é: como é possível dar continuidade a isso?

A primeira pergunta que todos devemos fazer é: o que eu quero de um relacionamento afetivo? Existem pessoas que desejam somente uma parceria, estável e segura. Para essas pessoas, de temperamento mais frio, tudo poderá seguir seu curso sem maiores abalos. Outras pessoas são eternas apaixonadas e só se sentem vivas e realizadas quando vivenciam fortes emoções. Para essas, um relacionamento afetivo estável e duradouro costuma resultar em muita frustração. Eu já fui deste segundo grupo e sei do que estou falando.

O tempo passa, no entanto, e começamos a perceber algumas coisas...

Em primeiro lugar, e talvez nem todos tenham isso bem claro, viver em constante estado de paixão pode ser algo perigoso... para a saúde! Saúde física, mental e emocional... Sério! Aquele desespero, a insegurança constante, o apego, a sensação de que só dá para respirar ao lado da pessoa amada algumas vezes atinge um nível patológico grave. Nessas horas, eu levanto minha mãozinha, relembrando os velhos tempos, e digo "oi, meu nome é Cláudia e fui uma viciada em paixão". Mas o tempo é sábio e parece que eu também...rs Então consegui me livrar disso já há alguns anos.

Em segundo lugar, relacionamentos são construções feitas por duas pessoas. Dizer que relacionamento tende ao fracasso é afirmar que somos uns fracassados afetivos. Eu não gosto de pensar que isso é verdade. É claro que existem desafios e dificuldades, mas tudo vai depender da postura de cada um para lidar com isso. A questão fundamental é: os dois querem lidar com isso? Os dois estão dispostos a dar importância e valor para o relacionamento? Ou a sobrecarga fica toda em cima de um só? Eu tenho arrepios de terror quando ouço aquela velha frase: "eu tenho amor por nós dois!" Prevejo um futuro trágico para isso e sem cartas!

Finalmente, este para mim vem sendo o ponto mais importante: ninguém vive só de amor, da mesma forma que ninguém vive só de trabalho, academia, amizades, família... Somos seres completos com uma gama de necessidades e gostos. Continuo apostando sempre no equilíbrio para todas as coisas. Entendo que para que eu esteja bem tenho que ter amor, profissão, vida financeira, amizades, estudos, espiritualidade, família, cuidados com a saúde, trabalho interior - tudo isso! - fluindo de forma harmônica. Conseguimos estar em 100% em cada uma dessas coisas? Dificilmente! Mas a ideia é vivenciar da melhor forma possível, a cada momento, tudo isso.

Hoje, mesmo que eu quisesse, não teria tempo hábil para me lançar em uma paixão daquela que domina a gente 24h por dia, aquele sentimento arrebatador e descontrolado que sequestra nossos neurônios, dificulta o trabalho, tira a concentração dos estudos, nos isola da família e dos amigos. Sinceramente, não quero isso pra mim. Bendita idade! Bendita maturidade! rs

Ontem, assisti uma palestra de um lama tibetano que falava sobre amor e relacionamento que muito me agradou. Eu, que sempre me considerei uma romântica e - segundo teorias intelectualizadas - uma iludida, percebi que estava bem afinada com tudo que ele disse, só uso expressões diferentes. Ele afirmava que não existe cerimônia de casamento no budismo porque é complicado lidar com o conceito de impermanência diante do casamento. Fato. Fatão. Ele também dizia que uma boa forma de se relacionar é ter consciência de que aquilo não ficará ali, imutável e ancorado para todo sempre... e que isso nos desperta para o fato de que pessoas não são coisas que nos pertencem, sem riscos e sem possibilidade de que um dia elas resolvam ir embora, por vontade ou por óbito. 

Há anos eu luto contra esta influência nefasta da lei da inércia que envolve a maioria dos casais... Aquilo que faz com que as pessoas se transformem em móveis da casa, algo que está ali para ser usufruído quando nos dá vontade e descartado quando achamos que temos outras coisas mais interessantes a fazer. Olhe para seu companheiro ou sua companheira "como se não houvesse amanhã" e eu duvido que ele se transforme em móvel da casa. Daí temos todos os ditos populares: "fulano só deu valor quando perdeu". Assim costuma ser... O casamento costuma anestesiar as pessoas a tal ponto, que muitos só dão conta da existência do outro/outra depois que a relação não existe mais.

Ninguém te pertence. Ninguém ficará a vida inteira te esperando. Ninguém vive por você, sem ter seus próprios sonhos, desejos e realizações pessoais. Uma relação para ser feliz e rica para ambos precisa lidar com o incrível processo de transformações individuais somado à transformação da relação em si. Isso me lembra uma outra coisa que o lama falou: a importância de enxergar o outro, ouvir o outro e estar realmente interessado na felicidade dele. Lidar com tudo isso ao mesmo tempo é bem mais difícil do que dirigir ou tocar piano, mas eu ainda gostaria de acreditar que o ser humano pode conquistar essa habilidade.

Conquistemos, pois...

O Imperador

Bom dia! :-)

Bem, depois de um final de semana cheio de riso e alegria, uma leveza curativa que eu e minhas duas amigas de celebração estávamos precisando, cá estamos nós, iniciando a semana com uma energia masculina e bem concreta.

Já adianto para vocês que esta semana será especial. Vocês se lembram quando tiramos uma semana repleta de Arcanos Maiores e tivemos remexidas profundas? Bem, esta semana tem somente um Arcano Menor e seis Arcanos Maiores. Apertem os cintos ou corram para as colinas, podem escolher! rsrsrs

Encerramos a noite de domingo por aqui conversando online... Descobrimos que somos três mulheres com Lua em Touro que se reuniram em uma Lua Cheia para celebrar a vida, a alegria, o feminino. E tenho certeza de que isso poderá trazer coisas boas para as nossas vidas e gostaria de compartilhar isso com a egrégora do Via Tarot.

O Imperador é o cara! rs Ele é forte, seguro, estruturado, ele é hábil nas questões materiais, apesar de precisar de mais criatividade, riso e sensibilidade na sua vida (para isso temos a presença da Imperatriz na vida dele). Quando esta carta aparece, temos situações muito práticas acontecendo. É hora de organizar o que já se tem em mãos... É hora de ter uma visão administrativa e pragmática e assumir responsabilidades.

O que se conquista através do Imperador vem através de trabalho. Como estamos em uma segunda-feira sob regência lunar, creio que o trabalho deve ser espiritual e profundo. Olhar para dentro, analisar o que tentamos esconder de nós mesmos e dar um andamento mais organizado e prático a nossa vida espiritual.

Dicas? Arrumar altares, fazer orações, vibrar boas energias, praticar pequenos rituais de gratidão e perdão. Ho'oponopono pra quem é de Ho'oponopono, trabalho de cura de São Miguel pra quem ama Miguelito, acender uma vela pro anjo da guarda também está valendo!

Que a segunda seja plena, firme e estruturada, amém!

A imagem veio daqui

Os Enamorados

domingo, 10 de agosto de 2014


A Sacerdotisa

sábado, 9 de agosto de 2014

Bom dia! :-)

Bem no estilo Sacerdotisa, vou ficar quietinha...rsrs Já falei demais na gravação! ;-)

Degustem desta energia incrível e mágica!

beijos!

A imagem veio daqui
























2 de Paus

sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Bom dia! :-)

Quando um 2 de Paus aparece em qualquer dia, ele vai falar de planejamento estratégico e de energia que deve ser muito bem administrada para que se aproveite da melhor maneira tudo isso... Mas quando essa carta sai em uma sexta-feira de amorzinho, aí gente, vocês me desculpem, mas não dá para não pensar em um envolvimento amoroso.

Estou viajando? Bem, se estou, certamente é para uma ilha paradisíaca...rs

Hoje, vou sair da interpretação tradicional do 2 de Paus... E vou dar uma ampliada na visão desse Arcano. Na verdade, estou fazendo esta postagem depois da meia-noite porque passei mais de 2h conversando com uma amiga sobre qual tema? Adivinhem? Relacionamento afetivo. Em certos momentos, isso vira dança e em outros vira guerra. Mas não era pra ser assim... Então por que acontece? Ai, ai... Por que?

Se estamos no elemento fogo, temos aqui duas chamas, que se misturam e se transformam em uma fogueira ainda mais potente. Assim somos nós, quando nos envolvemos com outra pessoa, duas chamas, duas centelhas divinas, duas expressões da Divindade, que se unem e se transformam em algo maior. É quando não há soma, há multiplicação e é quando as contas não são, necessariamente, exatas.

Tenho visto tantos relacionamentos prováveis não darem certo por conta de questões de personalidade e, incrivelmente, tenho visto relacionamentos improváveis se mostrarem muito felizes e outros anunciarem possibilidades de acontecer que são animadoras. Uma amiga astróloga já me falou que este será um ano de separações e uniões. Os relacionamentos que não estão em harmonia tendem a se partir e ao mesmo tempo acontece uma incrível atração de almas afins. Fico observando (e participando) desse "jogo das cadeiras" e pensando com meus botões: não há como manipular certos movimentos... Eles simplesmente acontecem! E quanto mais eu sou grata a tudo isso, mais a vida parece me sorrir com possibilidades surpreendentemente agradáveis.

Sei lá... Este 2 de Paus na vibração de Vênus estimula a minha curiosidade... Mas, ao mesmo tempo, ainda estou refletindo sobre o 7 de Ouros de ontem: há um tempo para cada coisa. Que os enamorados consigam compreender a importância sábia e curativa do tempo... para que possamos, então, vivenciar a luz e o calor do 2 de Paus, esta fogueira amorosa e transcendente.

Que assim seja!

Ótima sexta-feira para todos nós! :-)

A imagem veio daqui

A Rainha de Espadas e o Amor - Parte 3

quinta-feira, 7 de agosto de 2014


Quando batizei esta série de artigos de A Rainha de Espadas e o Amor, a ideia foi olhar para as questões de relacionamento sob uma perspectiva mais mental e analítica, mas ainda assim feminina. A Rainha de Espadas pensa, analisa, elabora e escreve (eu? rs) Mas ela não deixa de ser uma Rainha, ela não deixa de ser uma mulher. Mas é uma mulher que possui o domínio do Ar, dos pensamentos e das palavras.

Depois que escrevi a parte 2, fiquei refletindo sobre algo: talvez, o relacionamento entre homens e mulheres não seja tão desafiador quanto parece e talvez 90% das dificuldades estejam concentradas no setor da comunicação. Quem sabe? Podemos sentir parecido mas expressar diferente e aí começa toda a bagunça.

Existem algumas linhas de análise que associam a inteligência à capacidade de comunicação. Se considerarmos isso como uma verdade absoluta, ficaria comprovado que mulheres são mais inteligentes do que homens...rsrsrs Não... Não quero começar uma guerra dos sexos, apesar de que isso pode ser bem engraçado, se for levado como brincadeira ;-)

Trabalho com consultas há 16 anos. Cerca de 95% dos meus clientes são mulheres. No entanto, sempre tive muitos amigos homens e sempre fui aquela pessoa que, naturalmente, atrai pessoas que começam a contar seus segredos e intimidades, sejam homens ou mulheres. Tudo isso me proporcionou uma bagagem, um acervo de experiências relatadas muito grande. E percebo que sempre se repetem alguns conflitos e dúvidas na relação entre homens e mulheres. Hoje, venho aqui falar do que supostamente chamam de amor romântico e que anda fazendo papel de Geni nos últimos tempos. É tanta gente tacando pedra e outras coisas no conceito de amor romântico, que sempre me pergunto por que tipo de sofrimento essas pessoas andaram passando, que deixou tantas marcas.

Vejam... Não estou aqui dizendo que acredito em Príncipe Encantado (só no de Copas, que já nos visitou quatro vezes nos últimos tempos...rsrsrs), nem estou dizendo que todos temos uma alma gêmea que vai bater a nossa porta e nos pedir em casamento. Não. Não acredito em relações afetivas que dão certo do nada! Vivenciar o amor dá trabalho e quem tem preguiça pra isso, sinceramente, aconselho a desistir de namorar... Arruma um desses jogos virtuais em que se cria parceiros de acordo com nossa divina vontade e faça bom proveito!

Alguém acredita que se não estudar loucamente vai passar em um concurso público federal, daqueles com salários de 5 dígitos? Alguém acredita que se não for correr, malhar na academia ou praticar um esporte vai conseguir ficar em forma, com músculos bem torneados? Alguém acredita que se ficar em casa vendo TV, no final do mês vai ter uma grana alta entrando na conta bancária? Bem, então como se pode acreditar que o simples fato de amar alguém (e ser amada por essa pessoa) vai resultar em um relacionamento afetivo feliz?

Pois bem... Voltando à questão do amor romântico.

Sou, definitivamente, contra o processo de criar ilusões sobre as relações de amor. Mas tenho consciência de que somos nós que criamos nossas relações, então, está em nossas mãos tansformá-las seja lá no que for. E o maior desafio é: para fazer isso, é preciso de dois e não somente de um. Isso quer dizer que não adianta você preparar uma comidinha gostosa para o seu amor, para recebê-lo de volta quando ele viaja a trabalho, nem adianta fazer massagem nos seus ombros quando ele está tenso e nem adianta você compartilhar todas as suas mais novas descobertas intelectuais com ele, se ele não está nem aí pra tudo isso, ou se usufrui de tudo isso, mas não sente vontade de fazer o mesmo por você. Ok, no amor não deve haver cobrança... Mas se não há a vontade legítima de ver o outro bem e feliz, então, creio, não é amor.

E aí vou chegar naquele ponto... O ponto da comunicação. E também o ponto do amor romântico e de todos os alimentos existentes para isso: músicas, filmes, livros...

O que vou falar a partir de agora é expressão do que eu sinto, não ouso representar todas as mulheres, até porque sei que muitas funcionam de um modo bem diferente do meu. Mas a quem interessar possa, cá está a minha visão de tudo isso...

Quando ouço a Adriana Calcanhoto cantar:

"Entre por essa porta agora
E diga que me adora
Você tem meia hora
Pra mudar a minha vida"

Eu fico totalmente encantada! Porque "o meu coração dispara"...rs Dispara em pensar em algo assim, intenso e arrebatador. Sorry, Marte em Escorpião na casa 1 :-) Mas isso é um deleite do coração, da alma, do sonho. Porque, sinceramente, se uma pessoa entrar pela porta da minha casa dizendo que me adora e querendo mudar a minha vida em meia hora, eu acho que vou chamar a ambulância da Saúde Mental!!!! rsrsrs Vocês estão me entendendo? Não é que eu queira isso em termos práticos, exatamente desse jeito... Eu quero a sensação disso... Eu quero sentir que o outro me quer assim, intensamente... Quer estar presente na minha vida, quer trazer mudanças, crescimento, alegrias...

Outra música, do Barão Vermelho, que pode causar polêmica se for interpretada de modo literal:

"Ser teu pão, ser tua comida
Todo amor que houver nessa vida
E algum trocado pra dar garantia"

Como diz meu amigo Manu - Opa! PERA! - não dá pra administrar uma vida assim. Amor não paga aluguel, não paga luz, água, telefone. Um relacionamento inclui responsabilidades bem práticas e materiais. No entanto, que gostosura imaginar o bonitão querendo nos nutrir com o seu amor! Tentador!

Eu adoro esta música da Marisa Monte, mas sempre faço uma ressalva:

"Eu só quero que você caiba
No meu colo, porque eu te adoro cada vez mais
Eu só quero que você siga para onde quiser
Que eu não vou ficar muito atrás"

Como assim, eu quero que você siga para onde quiser? E o encontro que a gente marcou??? rsrsrs Ou seja, é claro que eu quero ser uma pessoa livre, plena, completa em mim mesma e quero o mesmo para o outro. Mas se não há o encontro físico, o que há de relação? Não, já fui mais platônica, hoje não sou...rs É lindo quando os caminhos se cruzam e surge o amor, mas para que o amor se transforme em relacionamento amoroso há que se investir na criação de tempo juntos, compartilhando, interagindo.

Ok, por agora está bom, né? :-) Mas tenham a certeza de que virei aqui fazer uma boa continuação com filmes. Será minha vingança pessoal às pessoas insensíveis que falam mal das comédias românticas! rsrsrsrs

7 de Ouros

Bom dia! :-)

Esta cartinha pouco apareceu aqui pelo Via este ano. Fiquei pensando qual seria a razão. Talvez, porque tivemos até agora mais uma fase de colheita e não de plantio. Agora, se pensarmos, especialmente, no Calendário Maia, a partir de agora, estamos em uma fase de plantio, bem de acordo com a energia do 7 de Ouros.

Basicamente, o que temos nesta carta é o bom e velho trecho bíblico, que fala da importância de se ter um tempo para cada coisa: 

"Para tudo há um tempo, para cada coisa há um momento debaixo dos céus: tempo para nascer, e tempo para morrer; tempo para plantar, e tempo para arrancar o que foi plantado; tempo para matar, e tempo para sarar; tempo para demolir, e tempo para construir; tempo para chorar, e tempo para rir; tempo para gemer, e tempo para dançar; tempo para atirar pedras, e tempo para ajuntá-las; tempo para dar abraços, e tempo para apartar-se.Tempo para procurar, e tempo para perder; tempo para guardar, e tempo para jogar fora; tempo para rasgar, e tempo para costurar; tempo para calar, e tempo para falar; tempo para amar, e tempo para odiar; tempo para a guerra, e tempo para a paz. Que proveito tira o trabalhador de sua obra?"

Achei bem interessante a frase final, porque no 7 de Ouros temos, exatamente, um trabalhador. Um trabalhador que se dedicou ou ainda se dedica a uma atividade e vai precisar esperar o tempo certo para que ela dê frutos, dê resultados. Os resultados, o tarot já antecipa, serão positivos... Valerão todo o trabalho e esforço, mas será preciso esperar com paciência o tempo certo das coisas...

Vivemos em um mundo em que as pessoas não têm mais paciência nem para esperar o outro chegar em casa. O celular foi criado, dentre outras razões, para isto: para localizar uma pessoa em qualquer lugar e a qualquer hora, mesmo as mais inconvenientes! rs

Precisamos compreender da forma mais profunda e transcendente a necessidade de saber aguardar o tempo certo do florescimento e da frutificação. Porque eu não tenho dúvida de que há um tempo para cada coisa debaixo dos céus. :-)

Hoje é quinta-feira, dia em que vamos lidar com o poder, o nosso e o alheio. Creio que estamos falando aqui do poder do trabalho, do poder da dedicação e do poder da paciência também...rs Mas, creio, muito mais do que isso, talvez o poder que devemos desenvolver é o poder de perceber a sutileza, o que determina o tempo de cada coisa? E o que temos que aprender enquanto rola o "tic-tac".

Que tenhamos a sabedoria suficiente para compreender isso... :-)

A imagem veio daqui

A Rainha de Espadas e o Amor - Parte 2

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Para aqueles que não sabem, explico: o Facebook vem sendo fonte de inspiração para vários artigos que tenho escrito e de ilustração para alguns Arcanos do Dia, aquela coisa de "a vida como ela é"...rs

Então, hoje temos mais um desses casos. Meu querido amigo Manu postou uma pergunta (e trecho de uma música do Legião Urbana): e hoje em dia como é que se diz eu te amo?

Dei lá minha resposta, mas isso não bastou... Meus pensamentos ficaram presos lá e começaram a pipocar mil questões, a maior parte delas resultado do meu trabalho com consultas.

Fato é que cada pessoa sente o amor de uma forma diferente e, portanto, expressa o amor de uma forma diferente. E posso afirmar para vocês que isso é ponto de discussão e insatisfação em 11 de cada 10 casais heterossexuais...rs E a insatisfação é sempre da mulher, claro. Existem exceções? Sim! Mas são raras... Muito raras...

Eu poderia ficar algumas horas (dias?) falando aqui sobre a nossa sociedade patriarcal, machista, que condiciona o homem a não ter sentimentos ou pelo menos não demonstrá-los. Homem não chora, homem não se apaixona, homem tem que ser forte o tempo todo. Sorry... "tem-que" não...rsrsrs Homem é ser humano, ok? Homem também chora, tem seus medos, se apaixona, perde o rumo. Da mesma forma que mulher tem vontade de quebrar tudo vez por outra, mulher também quer férias de filhos (e isso não quer dizer que ela não os ama) e em certos momentos ela quer dizer somente o que está dizendo, não existem entrelinhas.

Mas não vou fazer isso não... Vou fazer outra coisa, seguir outro caminho...

O amor que cada um sente só pode ser avaliado por quem sente, concordam? Eu não posso dizer o quanto fulano ama e nem como ele ama... Mas o amor que alguém expressa pode ser avaliado, ok? Então, e este recado é especial para as meninas, vamos parar de querer dizer o quanto os outros nos amam e vamos substituir isso por "o quanto eles expressam o seu amor por nós". Acredito que homens tenham uma capacidade de amar muito boa, de um modo geral, mas eles são péssimos pra expressar isso! Então, se os meninos devem entender as oscilações emocionais femininas, talvez seja hora das meninas entenderem o modus operandi masculino.

Eu costumo fazer uma longa lista e recitar para as minhas clientes: 1) se ele está calado, é mais fácil estar preocupado com o saldo da conta bancária ou com um trabalho que precisa apresentar na reunião de segunda-feira do que chateado com você 2) homens costumam ser bem óbvios, é mais garantido acreditar no que ele diz do que ficar procurando sentido nas entrelinhas (quem gosta de entrelinha é mulher...rs) 3) 70% dos homens que são "galinha" ou traem compulsivamente são facilmente detectáveis, portanto, não há surpresas... o que pode haver é uma negação em enxergar 4) é mais fácil confiar em um homem econômico com "eu te amo" do que num homem que usa "eu te amo" como vírgula 5) homens não compartilham problemas, eles comemoram soluções... não espere que ele venha pedir ajuda ou opinião sobre as coisas que faz (exceções? Sim! Mas são raras) 6) homens têm a péssima mania de fazer planos, que incluem você, sem te comunicar 7) se o cara tem um problema pra resolver, especialmente se ele julga que essa resolução vai ser boa para o relacionamento, ele some (sim, desaparece sem dar satisfação), leva o tempo que precisar pra resolver o problema e depois volta com a certeza absoluta que você está no mesmo lugar (o lance é que, como mulheres costumam ficar histéricas com essa postura, normalmente, estão lá, que nem estátua, esperando ele voltar...rs)

Ou seja, como costumo repetir e repetir e repetir... O fato de homens e mulheres se apaixonarem é uma ironia da Divindade. Somos tão diferentes, especialmente na forma de lidar com o amor, que às vezes chega a ser engraçado. Se tivermos o bom humor necessário, dá para dar gargalhadas! Eu já fiz isso...rsrsrs

De um modo geral, mulheres expressam amor falando, mimando, preparando uma comida especial. A mulher tem uma necessidade impressionante de se expressar através da palavra, falada ou escrita. Reparem como acontece a troca de mensagens entre homens e mulheres: a mulher escreve sete linhas e o homem responde duas...rs É assim que acontece! E não é porque a mulher gosta mais do homem do que o homem da mulher... É porque os bebês meninos andam antes de falar e as bebês meninas falam antes de andar! (sabiam disso?)

Os homens costumam ser mais discretos na hora de expressar o seu amor. Falam, sim, mas de uma forma mais discreta, sem plateia. Mimam, sim, mas normalmente em situações específicas, quando se sentem os protetores ou provedores. Homens gostam de se sentir poderosos e de oferecer os benefícios do seu poder à mulher (desde que o mundo é mundo). Homens possuem mais facilidade de expressar o que sentem quando fazem sexo e isso não tem nada de errado. Sou suspeita pra falar porque sempre disse que depois de uma bela noite de amor eu consigo perceber muito mais claramente e intensamente o que sinto.

Mas existe algo que é incontestável: homens e mulheres expressam seu amor através do olhar. Me aponte um casal andando junto e eu te direi como está aquela relação! Eu detecto de longe, na postura física e no olhar, uma mulher mal amada, mal nutrida de amor... e um homem mal cuidado, desconectado com sua contraparte feminina. Da mesma forma, um homem e uma mulher que não têm um relacionamento amoroso, ainda, podem expressar o seu nível de conexão, atração e interesse através do olhar e da postura: a necessidade de se tocar durante uma simples conversa, os sorrisos, o olhar do homem que costuma ser mais direto e o da mulher que costuma procurar e desviar. Tudo é tão sintomático...rsrsrs

Quando resolvi escrever este artigo estava pensando nas mulheres, sempre mais preocupadas com a relação e igualmente insatisfeitas, pra elas eu deixo um recado: eu sei que sentimos prazer pelos ouvidos, mas procurem olhar nos olhos do homem que vocês amam e busquem compreender as diferentes formas de ele expressar o que sente por vocês. Vocês podem se surpreender! ;-)