Tarô, um conceito

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

O Tarô é o corpo físico de uma inteligência cósmica que busca estabelecer contato conosco em sua própria esfera para nos transmitir as verdades cósmicas.

É um ser com 78 órgãos e membros, onde cada um tem uma função específica e é como se tocasse um som próprio dentro da sinfonia majestosa que é esta inteligência.

É por isto que na carta do Mundo, que representa a totalidade deste magnífico ser, Ele dança, dança o som de sua própria harmonia.

Quanto mais nós percebermos a presença desta inteligência operando através dos arcanos como um totalidade física e espiritual mais fácil será para nós operar como médiuns, intérpretes e mensageiros desta inteligência cósmica nos diferentes níveis em que ela pode operar em nossas vidas: divinatório (exotérico), psicológico (mesotérico) e espiritual (esotérico).

F.A.

5 de Ouros

Bom dia! :-)

Damos início a esta nova semana e já adianto que não será, exatamente, uma coisa leve, fofa e gostosa... O que também não quer dizer que é algo tão desafiador quanto essa semana que passou. Digamos que seja um meio termo entre o "tudo fluindo, positivo e operante" e "ferrou!" :-)

A abertura da semana é com o 5 de Ouros, uma carta tipicamente problemática, mas que, como todas as cartas chatinhas, é ótima para refletirmos sobre um monte de coisas. Outra informação interessante é que é a primeira vez que esta carta dá as caras por aqui este ano, ou seja, tivemos mais de nove meses sem que esta energia vibrasse por aqui.

Não sei se vocês já perceberam mas são as cartas mais complexas que rendem as melhores reflexões. Por uma simples razão: quando nos vemos diante de uma situação desafiadora, somos mais ativos, colocamos nossos maiores talentos para funcionar. Portanto, vamos aproveitar o 5 de Ouros de hoje para aprofundar certos assuntos delicados que costumamos evitar.

Um dos temas do 5 de Ouros é a perda, o desgaste, seja energético, emocional ou material. Então, a primeira reflexão que devemos fazer é: o que nos faz perder energia? Que tipo de situação cria um desgaste emocional exagerado? De quais maneiras estamos expostos a perdas materiais? Creio que este já seja um bom começo... Descobrindo as causas, estamos mais próximos de descobrir soluções.

Um outro tema que temos no 5 de Ouros é a questão do orgulho, ou seja, é a situação em que, nitidamente, precisamos de ajuda e não pedimos ou ao menos fazemos uma resistência inicial em pedir. A carta fala, claramente, peça ajuda! Caminhe em direção ao 6 de Ouros, buscando uma alma generosa para te ajudar e, ao mesmo tempo, trabalhe também a própria generosidade para ser digno de receber esse apoio tão importante.

Da mesma forma que no 5 de Ouros vemos um momento em que é preciso pedir ajuda, é aqui também que vemos a autoestima ficar mexida... Quem é que gosta de admitir que não deu conta de uma situação? Quem que administra de forma tranquila o fato de não conseguir resolver um problema sozinho? Então, quando esta carta surge somos obrigados a lidar com a autoestima e precisamos nos alimentar, nos nutrir de bons conceitos em relação a nós mesmos. E quem poderá nos ajudar?

Pergunto isso porque, de um modo geral, é difícil que encontremos pessoas capazes de observar nossas qualidades e declarar seu reconhecimento por tais talentos. Em um mundo tão competitivo, o mais comum é que as pessoas coloquem os outros para baixo para se colocarem pra cima. Aí sou obrigada a lembrar da frase que me dizia sempre minha bruxa mestra Dóris: se alguém não reconhece o poder que há em você, é porque não possui dentro de si este poder, porque somente os poderosos se reconhecem. Ela me falava sempre isso quando eu me queixava de muitas vezes não ser ouvida ou respeitada, o que me chateava bastante.

Então, hoje é um bom dia para trabalhar, por um lado, nossos próprios limites, e, por outro, nossa autoestima. Encontrar o equilíbrio entre um ponto e outro é fundamental para o nosso crescimento e empoderamento.

Que nossa segunda-feira seja de aprendizado! :-)

A imagem veio daqui

4 de Paus

domingo, 29 de setembro de 2013

Bom dia! :-)

Depois de uma semana puxada com seis Arcanos Maiores, chegamos ao domingo com um 4 de Paus, que fala claramente que um ciclo está para se encerrar, mas para que possamos entrar no novo ciclo totalmente renovados, é preciso superar toda e qualquer pendência.

Este é o tema central do 4 de Paus: vamos solucionar questões que ficaram mal resolvidas no passado, vamos deixar tudo claro e abrir espaço para o novo. E é comum que nesse processo tenhamos um tipo de bônus, de benefício por tudo que já realizamos até aqui. Pelo menos, até hoje, já observamos isso acontecendo diversas vezes.

Agora pensem comigo, depois de seis Arcanos Maiores, podemos pensar em um bônus relativo a todos eles. Isso quer dizer que podemos absorver os benefícios destas cartas. Querem ver?

Para passarmos para um novo ciclo, vamos abrir espaço para a emoção, ao invés de racionalizarmos tudo (Lua). Vamos aprender a desconstruir aquilo que não nos serve mais e a partir daí exercitar o desapego (Torre). Existem talentos que ainda não despertaram, ainda não foram devidamente utilizados, está na hora de brilhar, está na hora de assumir nossas próprias belezas e preciosidades (Estrela).

Vamos nos lançar em novos caminhos, de coração leve e tranquilo, repletos de intuição (Louco). Percebemos que é um bom momento para olhar para dentro e buscar a própria luz (Eremita). E que a palavra é de prata e o silêncio é de ouro, não vamos contar tudo a todos, mas vamos selecionar com muito cuidado aqueles com quem compartilhamos nossos sentimentos e pensamentos mais íntimos (Sacerdotisa).

Viram como é simples? Somente pegar uma característica positiva de cada Arcano e introjetar. Assim temos dentro de nós a síntese desses últimos dias. No mais, aproveitemos o domingão para relaxar desta maratona estafante e profunda. Recomendo praia pra quem é de praia... Sono pra quem é de sono... Reunião de família pra quem é de reunião de família. Não importa qual é a sua tribo, usufrua!

Quero parabenizar todos os queridos amigos que participaram deste importante processo espiritual e concreto que rolou esta semana aqui no Via. Fomos todos muito bem, viu? Parabéns pra nós! :-) Sigamos, pois, para um novo ciclo, uma nova fase. Amém nós todos!

A imagem veio daqui


A Sacerdotisa

sábado, 28 de setembro de 2013

Bom dia! :-)

Meus queridos, chegamos ao final da Maratona Arcanos Maiores de Primavera...rs Pelo menos arrumei um nome bem bonito para o nosso desafio! ;-) Não sei como será a próxima semana, mas já adianto que amanhã tudo estará em paz! rs

Os observadores e detalhistas vão notar que busquei uma imagem em que tentei aproximar a Sacerdotisa da Imperatriz. Basta notar a quantidade de animais, plantas e elementos da natureza que cercam a nossa personagem principal, trazendo para perto uma energia de fertilidade e abundância.

Ok, tentei "imperatrizar" a Sacerdotisa! Mas também há outra maneira de interpretar isso... Podemos falar que todas as capacidades espirituais, mediúnicas e sensitivas serão utilizadas de forma bem concreta, bem prática. Eu acho isso ótimo! É comum que se faça esta segmentação: material para um lado e espiritual para outro lado. É comum, mas não é correta!

Matéria e espírito coexistem, estão interligados, aliás, se completam. Imaginem se nós tivermos condições de pegar tudo de melhor em termos sutis, espirituais, intuitivos e trazer para a matéria? Imaginem que coisa maravilhosa! Pois esta é a minha proposta neste sábado: qual é o seu aspecto Sacerdotisa mais forte? Hoje é dia de colocá-lo pra fora! :-)

Tenho percebido, a cada dia desta semana, a influência tão grande dos Arcanos na hora de escrever a postagem, que no dia do Louco estava dispersa e com preguiça de me concentrar para escrever e agora, fazendo a postagem da Sacerdotisa, confesso que não tenho a mínima vontade de falar e nem de escrever. Estou tirando palavras das minhas entranhas...rs (credo! rs) Estou com uma incrível dificuldade de transformar todas as minhas impressões interiores - e elas são muitas - em palavras escritas. É como se houvesse um movimento intenso fazendo com que eu somente sentisse, captasse, ficasse em uma atitude mais passiva do que ativa, exatamente como funciona a Sacerdotisa.

Estão entendendo agora porque eu considerei tão importante colocarmos nosso aspecto Sacerdotisa pra fora? Este é um desafio e um aprendizado. Creio que encerraremos nossa sequência de Arcanos Maiores de forma primorosa se conseguirmos isso! Uma sequência de Arcanos Maiores que nos visitam e nos colocam diante de situações tão intensas e que ao final nos pede para trazer para o concreto o aprendizado sutil de sincronicidades pelo qual passamos.

Ontem, fui reunindo dados e informações, joguei pra dentro e processei com o Eremita. Algo está acontecendo... Algo em termos maiores, não somente da egrégora do Via Tarot. Existe um movimento forte rolando por aí e fazendo com que as pessoas sintam coisas, pessoas que não se conhecem sentem coisas semelhantes. Vou colocar aqui alguns sintomas para ver se vocês reconhecem isso em vocês ou em pessoas conhecidas: enxaqueca (e outros tipos de dor de cabeça), tontura, dores no corpo, principalmente nas costas, zumbido no ouvido, cabeça confusa, desânimo/sono e irritação/agitação, sintomas aparecendo e desaparecendo algumas vezes durante o dia, sem que haja razão aparente. Pois bem... Localizei várias pessoas que não se conhecem sentindo isso, amigos relataram que alguns de seus amigos também vivenciavam isso, até que a coisa se ampliou o suficiente para que eu deduzisse que a coisa não é somente resultante da nossa sequência de Arcanos Maiores aqui, mas, talvez, seja justamente o contrário: a sequência de Arcanos Maiores é que foi resultante desta energia que está rolando por aí e até então não tínhamos captado. Who knows?

Bem, chega de hipóteses e racionalizações... Vamos sair por aí e vivenciar nossa espiritualidade de forma ampla e realizadora! Ótimo sábado para todos nós! :-)

A imagem veio daqui (recomendo um passeio pelo site, que em ilustrações magníficas!)


O Eremita

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Bom dia! :-)

Depois de um dia de Louco (por aqui tudo ok e por aí? rs) nada melhor que um bem estruturado, maduro e sábio Eremita. Amém nós todos! rs

Ontem, a característica do Louco que mais percebi em mim foi a oscilação. Acordei muito bem, depois fiquei meio deprê, depois fiquei revoltada e antes das 15h já estava no melhor estilo da "loucura mansa". Paz e amor, bicho! :-) Assim permaneci, com a bênçãos da Mãe Antiga, até o presente momento em que escrevo esta postagem.

Muitas coisas passaram pela minha cabeça, fui ao passado e ao futuro, me senti um tanto perdida, até que retornei ao aqui e agora, percebendo que é aqui a fábrica do destino. É aqui que vamos transformar o que já foi e o que será. Portanto, é o melhor lugar para aportar.

Bem, vamos falar deste Eremita, então. Alguém reparou como ele é bonitão? ;-) O que achei mais legal nesta imagem e que condiz com a energia venusiana de sexta-feira é o fato de mostrar um homem maduro, que certamente guarda dentro de si a experiência de vida e sua sabedoria, mas ao mesmo tempo mostra energia ativa, vigor e um olhar que faz qualquer um pensar duas vezes antes fazer qualquer bobagem. Não temos aqui um velhinho caindo pelas tabelas, que tem somente boas palavras para quem o procurar. Temos um homem com uma postura firme e determinada, disposto a usar a sua luz para guiar seus passos.

Pensei, cá com meus botões: creio que este seja um estágio muito bacana de se alcançar. Podemos não ter mais aquele frescor da juventude, mas ainda somos fortes e ativos. Espero chegar lá exatamente deste jeito! E se puder adquirir já boa parte desta sabedoria, ficarei ainda mais grata! :-)

Achei engraçado o fato de ontem tirarmos o Louco e hoje, dia de Cosme e Damião, tiramos o Eremita. E algo me diz que isso tem uma razão de ser... Talvez essa conjunção de maturidade e pureza infantil seja uma boa dica de como devemos ser. O grande desafio é amadurecer e não absorver aquela amargura e ranhetice que a idade costuma trazer consigo. Que felicidade aprender com a vida, ter a ponderação e a sabedoria resultantes disso, e ainda assim a alegria, o entusiasmo e a capacidade de se renovar a cada dia e olhar o mundo com curiosidade! Essa alquimia é o máximo!

Então, a maior dica que posso dar a todos nesta sexta-feira eremítica é: aprendam a rir como as crianças e a silenciar como os anciãos. E se por um lado, o dia pede um docinho, por outro, usem a sabedoria para não exagerar...rs Por que não falar palavras doces e ao mesmo tempo sérias para quem amamos? Docilidade não quer dizer futilidade, fragilidade... E seriedade não quer dizer chatice e amolação. Vamos descobrir o equilíbrio exato disso?

Então vamos lá!

Viva São Cosme e São Damião! Viva os Erês! Viva Lucinha e Joãozinho da Praia! E viva a vida, que apesar de nem sempre ser tão doce, devemos saborear todos os dias! :-)

Ótima sexta-feira para todos nós!

A imagem veio daqui


O Louco

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Bom dia! :-)

Pois então... quando tirei as cartas da semana, no domingo, cheguei a comentar com o sócio "se este Louco tivesse saído depois da Torre nem sei o que fazia da vida!" rs Mas Deus é Pai e Deusa é Mãe :-) E o Louco veio como desdobramento da Estrela. Isso nos faz pensar em uma energia mais aventureira e inspiradora, do que em um doido varrido...rs

Então, "é o que tem pra hoje", galera! Particularmente, preferia uma Imperatriz ou um Imperador, algo mais firminho... Ou mesmo uma Força para lidar com as adversidades de forma mais diplomática. Mas o que temos é a Louco. Por isso peguei uma imagem tão colorida, leve e bonita, e com uma água correndo ao fundo, como se ele tivesse se encontrado com a Estrela e nos trouxesse novidades reluzentes.

O Louco é sempre um novo começo, é zerar o que estava acontecendo ou o que estávamos sentindo ou pensando. Esse aspecto será muito positivo para todos que passaram um início de semana meio estranho e pesado. Não há como negar a leveza da energia do Louco. Só não podemos deixar que tudo fique tão leve que saia voando, como um balão desgovernado.

Quais os cuidados que devemos ter em um dia de Louco? Coisas como esquecer a panela no fogo (ando fazendo isso com uma frequência, no mínimo, suspeita), esquecer documentos em casa e compromissos marcados. E como podemos aproveitar a energia dele da melhor maneira? Para quem puder, recomendo atividades artísticas e artesanais, aproveitar que amanhã é dia de Cosme e Damião e resgatar a criança interior... Deixá-la brincar, se divertir, se sentir amada.

Um excelente exercício do Louco, que eu passava quando fazia curso de tarot presencial, é simples e possui efeitos incríveis. É algo que muitos já fizeram na infância (eu fazia muito!): em pé, fechar os olhos, abrir os braços e girar. Para quem não está acostumado com isso é bom ir devagar! Anos mais tarde, descobri que este é um dos cinco Ritos Tibetanos, que tanto andam sendo divulgados por aí... Vou postar o vídeo, abaixo da postagem, para vocês verem.

Outra dica é desenhar. Sim! Desenhar o que se sente, sem preocupação com técnica. De preferência sentados no chão, de preferência pintar depois, com lápis de cor, canetinhas, giz de cera ou tinta mesmo. Tenho certeza de que será uma experiência incrível! O resultado, ou seja, os desenhos que forem feitos, certamente serão reveladores em relação ao processo que cada um de nós está passando. Depois me contem! ;-)

Bem, meus amigos, hoje eu fico por aqui... Estou vibrando na "pororoca" da Estrela com o Louco, ou seja, com a cabeça nas nuvens...rs Se me lembrar de mais alguma coisa, volto e posto nos comentários, ok?

Uma ótima quinta-feira para todos nós!

A imagem veio daqui



A Estrela

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Bom dia! :-) :-) :-)

Todos respirando aliviados? Nesta quarta-feira teremos o bálsamo e o alimento para nos nutrir até o final desta empreitada que será a semana dos Arcanos Maiores.

Tive um cuidado muito especial na escolha da imagem, para que ela pudesse irradiar toda a beleza, harmonia e leveza da nossa querida Estrela. Eu sempre gostei muito desta carta, mas nunca ela foi vista com tanto amor.

Ontem, em conversa com queridos amigos, eu contava como é complicado para mim esta coisa de lutas e batalhas. Sei que a vida não é feita somente de lazeres e prazeres (adoraria que fosse), mas apesar do que diz a oposição, sou uma pessoa profundamente pacífica...rs Aquela que quando a seleção brasileira ganhava de goleada, ficava com pena do adversário, que em situações em que teria armas e justificativas para detonar alguém prefere se calar, que apesar de todos os conhecimentos mágicos, nunca moveu um dedo para atacar alguém.

Não faz parte da minha natureza ferir e magoar os outros. E se já fiz isso (e claro que fiz, porque sou humana) nunca foi com consciência, de propósito. Meu coração é muito a expressão da Estrela, ele quer paz, amor e beleza. Por isso, muitas vezes, a sensação de ser alienígena é absurda!

Podemos associar a energia da Estrela à energia de Oxum... Bela, amorosa, fértil, uma fonte de água doce. Portanto, podemos dizer que o dia hoje trará frutos se fluirmos nesta direção. Aliás, a palavra fluir é a cara da Estrela! Sem máscaras, entregue à Natureza e a sua própria natureza ela simplesmente é, simplesmente se permite ser. Nada de bater continência, empunhar espadas ou criar estratégias.

Isso me faz pensar o quanto devemos ser gratos por cada minuto de paz da nossa vida. Saúde e paz são coisas que só costumamos perceber na ausência. Passamos o resto do tempo achando que isso é normal, comum e, portanto, ignoramos solenemente. Isso também me faz pensar no ser humano e sua tendência de só perceber algo importante quando não está mais ali. Nossos talentos parecem bobagem porque já nascemos com eles... Nossas conquistam parecem sem graça porque já foram conquistadas... Que estranho é o ser humano! Parece um cachorro correndo atrás da roda e quando o carro para ele não sabe o que fazer.

A Estrela faz a opção de ser feliz... Por si só! E espero que seja esta a escolha que façamos, ainda e apesar de todas as adversidades e desafios. É certo que existem pessoas que não são felizes e se irritam com a felicidade alheia. Mas isso não nos pertence! Eu sinto muito, me perdoa, eu te amo, sou grata! :-)

Ótima quarta pra nós! ;-)

A imagem veio daqui

A Torre

terça-feira, 24 de setembro de 2013

Bom dia, meus queridos e minhas queridas...rs

Tem que rir, né, galera? Até porque chorar não adianta nada! ;-)

Nunca fiz uma postagem de Torre tão bem-humorada... Comecei aqui pensando que a Torre veio pra redimir o complexo de bom chibom chibom bom bom... Não, não estou querendo exterminar grupos de axé e semelhantes! É que a música diz: "E o motivo todo mundo Já conhece É que o de cima sobe E o de baixo desce". Aqui não, meu povo! Aqui impera democraticamente a máxima: porque o de cima se esborracha e quem está embaixo que pique a mula! rs

Enfim, já resolvi que vou administrar a semana com bom-humor, porque esta é uma grande arma contra as adversidades. Aconselho todos a fazerem a mesma coisa.

O que esperar de uma Torre que é desdobramento de uma Lua? Em primeiro lugar, podemos pensar que algo que estava escondido vai se revelar de forma estrondosa. Depois podemos pensar em magias, macumbas e ulahmagulas que dão efeito reverso. Por que efeito reverso? Porque, lembrem-se, o de cima se esparrama no chão. Isso quer dizer que quem manda a energia negativa e se sente poderoso, pode ter a desagradável surpresa de ver o feitiço, literalmente, virando contra o feiticeiro.

Um grande desafio nesta vida é saber se estamos em cima ou embaixo. Ainda prefiro a dica de Buda e ficar no meio do caminho. Ter consciência do poder interno que possuímos e ao mesmo tempo olhos atentos para as nossas fragilidades e idiossincrasias.

Se a carta da Justiça clama por ela mesma, a carta da Torre não fala tão exatamente de uma justiça sendo feita, mas fala das consequências de se persistir em um erro ou em uma omissão. É quando se insiste em permanecer com uma visão equivocada, se negando a enxergar a situação de uma forma mais ampla.

A primeira dica para um dia assim é: façamos uma retrospectiva para ver como anda a nossa conduta. Estamos honrando nossa palavra e nossa divindade? Estamos tendo um comportamento solidário, amoroso? Ou estamos focados em nosso querido umbigo, agindo de forma egoísta? Estamos acomodados em uma situação indevida? Estamos aproveitando de uma forma injusta da boa vontade alheia? Estamos atacando alguém ou alguma situação por puro capricho?

A partir de uma primeira análise, quem estiver com sua consciência tranquila, já passou no teste número 1. Mas, ainda assim, recomendo cautela. Aliás, é uma semana inteira de cautela, com um breve relaxamento amanhã...rs A cautela é necessária porque também existe a possibilidade da inconsciência, ou seja, é possível que não se consiga enxergar o que precisa ser mudado. Então, como todo ser que anda sobre a Terra está sujeito ao erro, é bom ter atenção.

Este é um período de profundas transformações e o que eu desejo é que saibamos lidar com elas da forma mais harmoniosa e pacífica possível. Amém!

Que a terça-feira seja tranquila para todos nós.

A imagem veio daqui

A Lua

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Bom dia! :-)

Queridos Vianautas, nunca antes neste blog...rs Pois é... Depois de seis anos de postagens diárias, venho aqui anunciar, antecipadamente, que nunca antes neste blog tivemos uma semana como esta que se inicia: com seis Arcanos Maiores e somente um Arcano Menor. Teremos em sete dias seis ciclos curtíssimos, que provavelmente serão vivenciados intensamente e no domingo um Arcano Menor nos pedindo uma síntese de tudo que vibrou durante a semana para que possamos adentrar um novo período de vida.

Dentre estes Arcanos Maiores teremos alguns extremamente positivos e leves, outros positivos mas nem tão leves e outros definitivamente desafiadores. Mas creio que todos eles tenham uma importância fundamental em nossas vidas neste momento de ápice de Primavera.

Na Primavera a vida retorna em seu aspecto de fertilidade e vitalidade, e é isso que eu espero que possamos vivenciar. Para os queridos amigos que estiveram comigo no trabalho espiritual realizado na Aurora da Vida, neste final de semana, peço especial atenção, pois os momentos desafiadores que passamos lá vão repercutir durante toda a semana. Meu desejo mais profundo é que esses ensinamentos sejam aproveitados da melhor forma possível.

A imagem escolhida tem uma razão muito especial de ser...

Aqui temos a imagem de Ártemis, profundamente associada à energia da Lua, atirando a sua flecha. Eu, que tenho a forte energia desta deusa vibrando comigo, tenho a versão cabocla dela me guiando no caminho espiritual. Trata-se de Jurema, cabocla que vem na vibração de Oxum, trazendo a suavidade e o poder feminino junto com os mistérios de cura e uma forte influência de guerreira/caçadora. Com ela aprendo o poder do feminino. Aprendo que o que pode parecer fragilidade é, na verdade, força, determinação e autonomia, independência.

Nesse final de semana, vibrei a energia da Jurema e apreciei movimento marcante da cabocla nutrindo meus chackras e atirando sua flecha certeira para a lua cheia que me iluminava. Seu gesto diante das salamandras, que crepitavam na fogueira, batendo no peito, como quem diz "seu poder é o amor e isso é o que faz a diferença" foi capaz de trazer um bem-estar e a certeza de que ao me conectar com o maior dom que eu trago de nascença (que nem é a escrita e nem a capacidade de traduzir as cartas de tarot, mas sim o AMOR) estarei sempre protegida, estarei sempre alinhada a minha missão nesta existência, trouxe profunda paz ao meu coração.

A Lua, com seu aspecto feminino, associado aos sentimentos e emoções, às vezes nos traz a ideia equivocada de que as outras pessoas é que despertam o amor em nós. Ter consciência de que o amor existe dentro de nós, por si só, é perceber que o amor é nosso, não é do outro. E que nós carregaremos este amor para onde caminharmos, vibraremos este amor e atrairemos situações que vibrem amor, delicadeza, bênçãos e plenitude. O amor está dentro, não fora. Vibrando amor seremos conduzidos para situações amorosas verdadeiras e profundas. E afastaremos situações, lugares e pessoas que ainda não estão preparadas para se entregar ao amor.

Isso me faz lembrar um hino do Santo Daime que diz "todos querem todos querem, todos querem eu vou dizer, todos querem todos querem é preciso compreender". No hino, isso se refere à compreensão, aos saber, mas eu aqui vou resignificar (viu, Maryssol e Mônica? rs) tais palavras e direcioná-las ao amor. Todos querem receber amor, mas poucos estão dispostos a dá-lo. Isso acontece por uma infinidade de valores e conceitos errôneos, o egoísmo, a vaidade, a cegueira da racionalidade... E ainda por outras questões que podem envolver a crença de que sabemos o que é melhor para os outros.

Não se pode viver a vida dos outros. As escolhas são sempre pessoais e intransferíveis. E as consequências dessas escolhas também. É comum que nas relações, nós seres humanos em aprendizado constante, queiramos conduzir o outro para caminhos que julgamos ser os melhores e diante da resistência alheia nos desgastamos e nos aborrecemos, e acabamos até mesmo por assumir essas consequências. Aprender a amar (e quem é pai ou mãe sabe o que é este duro aprendizado, de maneira mais clara) é também aprender a se distanciar e ver os outros seguindo caminhos que não levam à paz, à felicidade, mas certamente vão gerar crescimento e aprendizado. Amar é dar liberdade para que através do erro os outros construam o seu caminho.

Hoje, em uma segunda-feira de regência lunar, temos a Lua aqui para nos lembrar que adquirir conhecimento é importante, mas o que levamos daqui certamente não será o que foi mentalmente aprendido, mas o que foi cultivado no coração. Não é a lógica, nem as conquistas materiais e nem o desejo de poder, seja ele em qual esfera for, que vai fazer diferença, mas a sabedoria adquirida através da transcendência que somente o coração é capaz de propiciar.

Mas a Lua também vem aqui, como uma ave noturna, dar o seu grito em meio à escuridão, lembrar que existe algo de muito mais poderoso dentro de nós, oculto por trás de nossas máscaras humanas e sociais. Isso é magia! E meu convite a cada um de vocês é para descobrir este animal que clama para ser ouvido e assumido. Meu convite é para que façamos a maior magia que jamais existiu, a magia do amor em conexão com a Divindade. Magiemos, pois... ;-)

Que a segunda-feira seja de pura magia e da busca do poder mais legítimo que existe: o poder do AMOR!

A imagem veio daqui

Rainha de Ouros

domingo, 22 de setembro de 2013

Bom dia! :-)

Como eu já havia anunciado antecipadamente, hoje continuamos na "vibe" de Ouros e das questões práticas. No entanto, temos agora aquele toque feminino que faz toda a diferença! Se ontem o Príncipe de Ouros era a expressão do pragmatismo e do foco em um determinado objetivo (correndo o risco de ser meio "trator", passando por cima de quem ousar atravessar o seu caminho), hoje a Rainha de Ouros chega mostrando que a prosperidade é uma tendência da Natureza e que devemos nos abrir para a possibilidade de novas realizações.

Digamos assim: no naipe de Ouros, a Princesa é o trabalho árduo, porém prazeroso; o Príncipe é o foco e a perseverança para alcançar um objetivo concreto; a Rainha é a fartura e a abertura de um canal de prosperidade e o Rei é a estabilidade e o conforto para quem já alcançou tal prosperidade.

Sempre que olho a Rainha de Ouros, penso na generosidade que encontramos na própria natureza. Quem um dia já teve uma horta ou mesmo um pequeno canteiro com hortaliças plantadas sabe do que estou falando... Conto sempre a história dos meus três pés de couve... Eram três pés de couve e tínhamos couve para nós (três pessoas), meus pais, meus colegas de trabalho e, eventualmente, várias folhas de couve iam para a composteira porque não dávamos conta de comê-las. Eu, bicho de cidade grande, ficava absolutamente encantada em ver como a Mãe Natureza é farta e generosa!

Assim também é a Rainha de Ouros! Farta, generosa, geradora, criativa de uma forma diferente da Rainha de Paus, aqui, em Ouros, a criatividade é associada à capacidade de juntar uma coisa com outra e resultar em uma terceira coisa.É um tipo de criatividade alquímica, enquanto que a criatividade em Paus é mais o brilhantismo de uma ideia.

O que podemos esperar deste domingo? Bem, não vamos nos esquecer que ainda estamos em ciclo da Lua... Só que agora temos as fases lunares nos ajudando no plantio e na colheita. Prestem atenção: vamos aproveitar as últimas horas da Lua Cheia, porque a partir das 21h 37min a lua entra na energia Minguante. É sempre bom lembrar que com a Lua acontece a mesma coisa que acontece com as estações: o ápice da Lua Minguante acontecerá no dia 27/09, aos 56min, no entanto, a energia decrescente começa hoje às 21h 37min.

A minha dica especial é aproveitar a energia do Sol do meio-dia, nas últimas horas da lua plena e conectar a querida Rainha de Ouros. Hora de agradecer pelo que já foi recebido e de pedir o que se pretende. O dar e receber é um exercício fundamental para quem pretende vivenciar a prosperidade! Experimentem! ;-)

Ah, sim... Aproveitem para cozinhar! A alquimia culinária é uma das mais incríveis e acessíveis magias que existem.

Ótimo domingão para todos nós! :-)

A imagem veio daqui

Príncipe de Ouros

sábado, 21 de setembro de 2013

Bom dia! :-)

Depois de tantas emoções, tantos mergulhos ao inconsciente, memórias e segredos, hoje, apesar de ainda estarmos no ciclo da Lua, temos por aqui uma energia muito pragmática!

Particularmente, isso me agrada. Conseguir misturar uma energia mais feminina e subjetiva com outra masculina e prática, é caminhar em direção ao equilíbrio. E creio que seja isso que todos nós estejamos buscando, especialmente depois de uma semana marcada por estes dois Arcanos Maiores tão turbulentos.

Então vem a primeira pergunta: como foi a semana de vocês?

Por aqui, apesar de que em termos práticos tudo correu bem, pude sentir este "peso" do Diabo e da Lua pairando no ar. Essas são cartas que falam de manipulações e movimentos obscuros, como bem comentou o sócio, a palavra-chave é "sorrateiro". Uma energia sorrateira correndo nos subterrâneos.

Certa vez, no começo do ano passado, perguntei a uma colega taróloga sobre uma determinada pessoa, a pergunta era se eu poderia confiar nesta pessoa. A resposta foi: Diabo e 7 de Espadas. Ficou claro que havia uma tentativa de manipulação sutil (ou nem tanto) em que não acontecia um posicionamento claro. Não havia discussão e nem divergências claras... ao contrário, uma relação aparentemente pacífica, mas que por debaixo dos panos trazia uma intenção maldosa. Bastaram alguns meses para que tudo viesse à tona.

Depois disso, eu que nem tinha tanta implicância com o Diabo passei a ficar mais alerta quando esta carta aparecia... O tarot sempre nos ensina...

Mas vamos falar do Príncipe de Ouros, que é o nosso Arcano regente do dia!

Este moço nos diz: defina um objetivo claro, pense nas atitudes concretas para realizar este objetivo e siga em frente! É hora de sermos perseverantes! Portanto, este sábado é dia de trabalhar por aquilo que queremos conquistar. Deixemos os preciosismos de lado e a autocobrança excessiva também (alô, alô galera com muitos planetas em Virgem...rs) O importante é realizar, fazer acontecer, sem nos desviarmos do caminho.

Não resisto e já aviso que a carta de amanhã será no mesmo tom. Portanto, vamos aproveitar o final de semana para ancorar tudo aquilo que vem sendo planejado.

Ótimo sábado para todos nós! :-)

A imagem veio daqui

O Lado Escuro da Lua

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Os sócios do Via Tarot aproveitam a Lua que surgiu aqui para homenagear a banda brasileira Capital Inicial que por sua vez homenageou Pink Floyd e seu 8º álbum: "Dark Side of the Moon". Prestem atenção na letra, ela nos revela um dos aspectos do arcano 18 do Tarô.




O Lado Escuro da Lua
Capital Inicial

Sempre tem alguma coisa errada
Às vezes o que sobra é o que nos falta
Algo que não vemos, não sentimos
Tudo que não temos, mas nos fingimos
Eu quase fiz o que eu queria
Eu quase tive algo que eu podia
De novo esse quase, esse sempre, esse nada
Comigo nessa longa e tortuosa estrada

Correndo como um louco
Falta sempre muito pouco
Pra se perder a razão
De olhos fechados
No meio da sua rua
Sonhando acordado
No lado escuro da lua
De olhos fechados
No meio da sua rua
Sonhando acordado
No lado escuro da lua

Copo meio cheio, copo meio vazio
O corpo só esquenta quando o ar é frio
Não quero me lembrar que não faz sentido
Nem me arrepender de não ter vivido
A vida é longa, a vida é curta
Quando todos falam e ninguém me escuta
Cegos que não sabem para onde vão
Aqui está mais um nessa multidão

Correndo como um louco
Falta sempre muito pouco
Pra se perder a razão
De olhos fechados
No meio da sua rua
Sonhando acordado
No lado escuro da lua
De olhos fechados
No meio da sua rua
Sonhando acordado
No lado escuro da lua

Eu tinha sede, me deram gasolina
Não peço nada, me dão menos ainda
Acho que não entendi direito
A perfeição do imperfeito
Eu me queixo
Eu me arrependo
Eu me revolto
Eu me rendo
Querendo o que não podia ter sido
Ser feito de aço e não de vidro

Correndo como um louco
Falta sempre muito pouco
Pra se perder a razão
De olhos fechados
No meio da sua rua
Sonhando acordado
No lado escuro da lua
De olhos fechados
No meio da sua rua
Sonhando acordado
No lado escuro da lua
De olhos fechados
No meio da sua rua
Sonhando acordado
No lado escuro da lua

A Lua

Bom dia! :-)

Ok, não me olhem assim... Eu sei que saímos de um ciclo de Diabo e estamos entrando em um ciclo de Lua! E eu não posso fazer nada em relação a isso, sorry!

Ah, alguém aí disse que eu poderia ter roubado nas cartas? Sim, poderia... Acho mesmo que devia...rs Mas não ia adiantar nada, porque a energia que vibraria na egrégora seria a original mesmo, portanto...

Sejamos francos: não há problema algum da carta da Lua em si. Ela fala de questões do inconsciente, emocionais, femininas, ela fala de lembranças e memórias, fala de contagem de tempo e fala de magia. Particularmente, acho tudo isso muito legal! E essa energia junto com Arcanos Menores ou Maiores mais positivos e luminosos resultaria em algo muito bacana. O problema é que já viemos de um Diabo. Tradicionalmente, quando faço uma leitura sobre um determinado tema e sai Diabo e Lua lado a lado ou bem próximos, fico logo com meu radar ligado... A possibilidade de termos aí algum tipo de magia ou tentativa de manipulação é muito grande.

Agora, é interessante notar que na sequência após o Diabo tivemos várias cartas excelentes. Já adianto que as duas cartas do final de semana são, igualmente, ótimas! Então, levanto aqui o primeiro questionamento: se a união destes dois Arcanos Maiores significa algo não muito legal, porque todos os Arcanos Menores da semana são tão bons?

Já coloco logo um palpite na roda... Pode ser que algo tenha sido feito, com intenção negativa, mas a proteção natural de todos os envolvidos (nós do Via Tarot) rebate os efeitos e conseguimos ter o dia-a-dia bem tranquilo, em termos práticos, apesar de sentirmos algo estranho pairando no ar. Outro recado que as cartas podem nos dar diz respeito ao nível de sutileza de quem pretende manipular. Já citei isto aqui várias vezes, mas vale a pena citar novamente: a magia bem feita (não necessariamente a do bem) costuma funcionar lentamente, de modo que nenhum movimento mais brusco aconteça. Assim, quem recebe a magia demora a perceber algo no ar ou simplesmente não repara coisa alguma. É como a velha história das rãs que são colocadas em água fria na panela e vão cozinhando lentamente. Se fossem colocadas na água fervendo, pulariam todas pra fora da panela.

Meu conselho especial do dia? Sim... Dia 29 de setembro comemoramos o dia de São Miguel Arcanjo. Contando com hoje, são 10 dias em que podemos fazer orações para este poderoso protetor. Pra quem é chegado em uma novena também é só começar amanhã. AQUI tem um link de uma novena muito legal! Eu gostei e vou fazer também!

O mais importante nessas horas, como costuma dizer o sócio, é mudar de frequência (e não deixar o novo endereço pra ninguém...rs) Saiam, dancem, cantem, brindem, aproveitem a Lua em seu aspecto romântico e namorem bastante. E mantenham o coração tranquilo e a proteção do querido Miguel a pleno funcionamento.

Ótima sexta-feira para todos vocês! :-)

A imagem veio daqui

Pra que apagar incêndios?

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Este artigo é fundamental para quem costuma fazer consultas de tarot e outros instrumentos de autoconhecimento. Peço especial atenção aos leitores...

O que normalmente acontece, na correria do dia-a-dia, é que os problemas, tanto os de ordem prática, externos, quanto os conflitos interiores acabam se acumulando. O velho truque do "vamos empurrar com a barriga" é o mais usado, mesmo que os resultados não sejam os melhores.

É comum que as pessoas procurem uma consulta de tarot quando o problema chegou a um ponto, de fato, incômodo. O relacionamento afetivo está insustentável, as relações conflitantes no trabalho geram problemas de saúde, brigas já estão acontecendo em família. Temos ainda as situações desgastantes e silenciosas: por que não arrumo um namorado? Por que sempre que arrumo um namorado a relação não é boa? Por que certos problemas se repetem na minha vida, em tempos, lugares e com pessoas diferentes? Por que me sinto desanimada, deprimida, ansiosa?

São tantas interrogações, que só podem expressar um fato inquestionável: está acontecendo algo dentro da pessoa e ela não está enxergando as suas causas e muito menos sabendo encontrar a resolução. Esta é uma típica situação em que a consulta ao tarot apresenta seus resultados de maneira mais profunda.

Bem, então eu pergunto - como o título do artigo - pra que apagar incêndios? Pra que esperar que as situações estejam assim, pela hora da morte? Trazendo mal estar, angústia, raiva, ansiedade, sensação de que o mundo está caindo em cima de nós? Não parece mais lógico e inteligente estar sempre consciente dos processos que nos cercam e daqueles mais profundos, interiores? Não parece mais eficaz buscar a auto-observação para uma tomada de consciência de quem somos, o que estamos atraindo para nossas vidas? Não parece mais interessante olhar para o nosso futuro como uma gama de possibilidades em relação as quais temos o poder da vontade para decidirmos o que queremos que realmente aconteça?

Na segunda-feira, postei um artigo aqui falando sobre relacionamento afetivo. Nele eu destacava o fato de que as pessoas pouco investem nele enquanto investem (energia, tempo, atenção, dinheiro) na carreira profissional, acadêmica e mesmo na beleza do corpo. O mesmo costuma acontecer em relação ao autoconhecimento e à cura emocional... O quanto se investe nisso, no dia-a-dia? Bem pouco, de um modo geral... É mais fácil perder horas no Facebook, sair para a balada ou gastar fortunas em salão, cosméticos e roupas... Mas e o cuidar de si? E o crescimento pessoal, emocional? É preciso lembrar que uma pessoa em conflito não conseguirá se desenvolver em outros setores plenamente, estará sempre em dúvida, triste, ansiosa, amargurada.

O tarot não vai mostrar um destino fechado, inflexível... ele vai mostrar para onde as nossas vidas se encaminham se continuarmos agindo, sentindo e pensando da forma como fazemos hoje. Assim como o presente é resultante do que construímos, de forma consciente ou inconsciente, no passado. Por sua vez, o tarólogo não está aqui para dizer o que a pessoa "tem que" fazer, mas para mostrar o que ela não consegue enxergar dentro dela, o que ela está construindo para o seu futuro e quais os caminhos que ela pode seguir caso queira transformar este futuro.

Alguns clientes, instintivamente, me procuram para se consultar a cada três meses. Esse é um tempo bacana, que nem estimula a ansiedade e nem permite que a situação chegue no "ponto incendiário"...rs Este também é o tempo em que o que surge na mandala leva, em média, para se manifestar, se fazer entender. Claro que, como costumo falar, algumas pessoas são mais lentas e tudo isso leva uns seis meses ou mais para acontecer. Da mesma forma, alguns clientes já me procuram para uma nova consulta depois de dois meses, às vezes menos, porque tudo já aconteceu ou se encerrou, e situações totalmente novas surgiram. Mas, de um modo geral, três meses é um tempo bom, é o tempo que serve para a maioria das pessoas.

Portanto, quando me perguntam daí a quanto tempo podem marcar nova consulta, recomendo este período - três meses - e assim será possível estar sempre se trabalhando, trabalhando as relações e situações gerais de vida, sem que o desespero tome conta e, ao mesmo tempo, fazendo um trabalho - precioso! - sobre si, de busca de crescimento e amadurecimento pessoal. Eu recomendo! ;-)

Príncipe de Copas

Bom dia! :-)

Temos recebido tantas visitas de Príncipes nos últimos tempos... Hoje, a presença do Príncipe de Copas por aqui me faz pensar em que tipo de mudanças demos início ontem. Vejam: depois que o ciclo de Diabo começou, passamos pela celebração do 3 de Copas, demos o primeiro passo em direção à mudança com o 2 de Ouros e hoje vemos o resultado desse passo. Creio que este jovem do Reino das Águas, sedutor, sonhador e malemolente está aqui para - usando as palavras que o sócio acabou de usar aqui, enquanto escrevo a postagem - mudar a frequência.

Mudar a frequência, às vezes, pode ser somente uma questão de variar o estilo de vida, mudar de ares... Outras vezes, é questão de cura interior, renovação de vida, transmutação do ser.

Há alguns anos, o sócio descobriu um vídeo no youtube que mostrava o poder de certas ondas, vibrações, sons. Todo mundo já viu um som estridente quebrando um copo de cristal, mas poucas pessoas associam isso à capacidade de se fazer coisas mais produtivas do que destruir a cristaleira da vovó...rs

A proposta de hoje do Príncipe de Copas é mudar, definitivamente, a vibração que temos. Especialmente se ela é uma vibração de forte influência do Diabo, regente do ciclo. Desde o início da semana, sabia que esses seriam dias um tanto desafiadores e tenho reparado que sua presença se faz notar de forma mais sutil do que reveladora. E para driblá-la sejamos igualmente dissimulados. ;-)

Como o Príncipe de Copas pode mudar nossa frequência?

Muito simples! Em primeiro lugar: namoro! Gente, eu recomendo! rs Em segundo lugar, comédia romântica, um bom vinho, comidinhas gostosas... Em terceiro lugar, um passeio a um lugar totalmente inusitado, com belas paisagens... ou ainda a leitura de um romance, preguiçosamente deitada em uma rede ou espreguiçadeira.

Vamos também incorporar a energia deste moço: todos sorridentes, lânguidos, delicados, sutis e sedutores. Mas que isso seja profundamente vivenciado! Não é só teatrinho, não... É preciso sentir que dentro de nós mora um Príncipe de Copas pronto para sair por aí, galopando, atrás de seu Graal.

Tenho certeza que a experiência será muito proveitosa!

Ótima quinta-feira para todos! :-)

A imagem veio daqui

2 de Ouros

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Bom dia! :-)

Ainda em ciclo de Diabo, depois de um dia de comemorações especiais (por aqui não foi não, tivemos até que comprar no sorvete no final do dia, para ver se dávamos um aspecto de festa para a nossa terça-feira...rs), chega por aqui o 2 de Ouros, uma carta pertencente ao Reino da Terra, mas que possui um dinamismo e um convite à mudança que "cheira a Fogo"...rs

Percebam que o autor da imagem ao lado discorda de mim... Pois ele preferiu pedir emprestado o elemento Água para dar referência transformadora à carta. E reparem que não é qualquer água, é um mar revolto, cheio de movimento!

Eu tenho uma certa simpatia por esta carta. Pra quem me conhece, isso pode parecer estranho, mas na verdade faz parte do aspecto mais paradoxal da minha pessoa...rs Ao mesmo tempo em que gosto de ter um certo controle sobre as situações que surgem na minha vida, adoro uma surpresa! Apesar de gostar de segurança, adoro mudanças e novidades! Então, o 2 de Ouros me agrada e muito!

A interpretação que mais gosto, em relação a esta carta, diz: dê um passo na direção da mudança e a mudança dará 10 passos na sua direção. É animador pensar que o universo conspira a favor das transformações que desejamos! E que sempre que fazemos um movimento em direção à transformação, aceleramos o seu processo.

Mas como tudo tem dois lados, tem também a parte que diz: "prepare-se porque muitas vezes queremos mudar somente um detalhe de nossa vida, mas a vida é tal qual uma teia de aranha, quando mexemos em um dos fios, todos os outros também se movem" Estava tudo indo tão bem, não é mesmo? rs A questão é que muitas vezes nos encaminhamos em direção a uma determinada transformação em nossa vida e outras coisas que estavam ótimas, também resolvem mudar.

Tudo isso nos leva a pensar que é preciso refletir muito antes de tomar qualquer atitude nesta vida. Eu sempre pensei assim, mas em alguns momentos acabei me deixando levar pelo ímpeto... Hoje em dia, com os anos de experiência de vida (parece que tenho 80 anos...rsrsrs), não costumo fazer mais esse tipo de coisa. 

Dicas? Sim... Dicas... Hoje é dia de fazer a roda girar... As atitudes tomadas hoje poderão multiplicar os passos na direção das mudanças. Não custa experimentar! ;-) Um pouco de coragem, vai? Vamos mudar um pouco a posição dos móveis... Abrir janelas... deixar o sol e o ar novo entrar. É tempo de renovação!

Ótima quarta-feira para todos nós!

A imagem veio daqui

3 de Copas

terça-feira, 17 de setembro de 2013

Bom dia! :-)

Concordam que a energia do Diabo ficou bem mais suave? Ok, parece que está tudo lindo, maravilhoso, divertido, ah, que paraíso! Como diz um amigo, "muita calma, meus irmãos"! rs

É fato indiscutível que a presença do 3 de Copas traz leveza para a energia do Diabo, que costuma vibrar um peso, uma densidade muito grande. Mas, é preciso analisar, exatamente, para que lugar esta mistura Diabo + 3 de Copas pode nos levar.

Exemplo: pode rolar um exagero em termos de se lançar nos prazeres da vida de forma inconsequente. Beber demais, comer demais, cair na cama com a primeira criatura sedutora que surgir pelo caminho e coisas afins.

Então - e este é um cuidado necessário sempre que o Diabo aparecer - é preciso estar muito atento para não cair em armadilhas, neste caso específico, em armadilhas muito bem disfarçadas em delícia.

Agora vamos para a parte boa da história, porque a vida tem sempre os dois lados! ;-)

Se um ciclo de Diabo pode nos trazer desejos, busca de prazer e um incrível potencial de energia, a grande dica é que aproveitemos o 3 de Copas das seguintes maneiras: celebrando o amor (de preferência com uma bela taça de vinho); vibrando a gratidão para que esta energia se multiplique e traga coisas positivas para as nossas vidas; usando parte do tempo em que ficamos somente trabalhando e cumprindo obrigações para a diversão e os prazeres (também somos filhos dos deuses! rs).

Se pensarmos somente no 3 de Copas em uma terça-feira de Marte, as perspectivas se voltam para um aspecto mais de previsão: algo que foi feito ou planejado anteriormente, hoje, dia em que a ação e a rapidez estão presentes, pode trazer resultados positivos e aceleradores de processos... Tanto que vamos fazer vários brindes para comemorar!

Esta leveza do 3 de Copas sempre nos convida a celebrar a vida e isso é algo tão importante, que deveria ser feito diariamente! Porque temos, sempre, muita coisa a agradecer!

Gratidão a todos que me visitam diariamente!

E ótima terça-feira para todos nós!

A imagem veio daqui

Cultivando o encantamento no relacionamento afetivo

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Outro dia, em meio a um bate papo entre amigos, surgiu uma questão sobre a qual eu AMO falar! Relacionamento afetivo. Não é à toa que ganhei o apelido de Dra Love...rs

Percebo que, de um modo geral, as pessoas estão mais interessada em saber como conseguir um bom relacionamento afetivo. Costumo responder que essa é a parte mais fácil da história! O grande desafio é: como manter um bom relacionamento afetivo... Especialmente porque este querer e essa conquista depende de duas pessoas, não de uma só.

Não adianta que em um casal, apenas um dos cônjuges esteja empenhado em querer a melhoria da relação e o crescimento de ambos como seres humanos. É preciso que os dois estejam dispostos a investir tempo e energia nisso.

Como costumo dizer sempre, não entendo que as pessoas gastem tanto do seu tempo, atenção, energia e até dinheiro para crescer profissionalmente, para se desenvolver em termos acadêmicos e, alguns, para conquistar um corpo bonito e bem cuidado, mas ache total absurdo gastar um mínimo que seja, de seu tempo e atenção, com a vida afetiva. E ainda reclamam... Ou porque a vida afetiva é ruim, insatisfatória, ou quando o parceiro faz as malinhas e vai cantar em outra freguesia, depois de aguentar tanto tempo sendo ignorado.

Ter um relacionamento afetivo-sexual gratificante dá trabalho, ora se dá! E quando alguém argumenta que o amor deve "acontecer naturalmente", está desconsiderando as leis mais simples da natureza. Experimente plantar uma semente em uma terra pobre, não coloque adubo, não molhe, não cuide e veja se ali nascerá algo? Provavelmente, não.

A paixão é uma mistura de furor sexual de intensidade máxima com encantamento, enamoramento. O furor sexual passa, com sorte, em dois anos de relacionamento. Mas, segundo minha observação, se conseguirmos nutrir o encantamento, teremos a possibilidade de dar ao amor (quando essa experiência da paixão se estabiliza e vira algo mais profundo) um "up", uma constante renovação, viço, frescor...

Então, uma amiga me perguntou: e o que se deve fazer para que os relacionamentos, mesmo os mais longos, continuem tendo encantamento? E eu, que adoro fazer listinhas, elaborei umas dicas simples (porém não tão fáceis) e eficazes. No final, a brincadeira entre amigos foi comentar: "ótimo! O problema é colocar tudo isso em prática!" Exatamente... Mas o colocar ou não em prática vai demonstrar o quanto que cada um dá de importância ao parceiro/parceira e ao relacionamento afetivo. E, acreditem, se em um casal somente um se interessa e cuida da relação, esse cuidado e atenção caminham em direção ao vencimento do prazo de validade do relacionamento... Tic-tac...

1)    Atenção: verdade nua e crua é que colocamos nossa atenção nas coisas que realmente têm valor para nós. No começo do namoro a atenção é absurdamente direcionada para o namorado(a), ou seja, damos muuuuito valor à pessoa e ao relacionamento. Com o tempo, vamos nos acomodando, com mais tempo ainda paramos de dar atenção à pessoa... achamos que já sabemos tudo sobre ela (grande mentira, estamos sempre nos surpreendendo até em relação a nós mesmos), então, pra que prestar atenção? Depois de muito tempo os casais param de se olhar. É verdade! Eles tanto param de se olhar nos olhos, quanto param de enxergar o outro... o outro é quase um anexo de si... Então, pra cultivar o encantamento o primeiro passo é perceber a importância da pessoa/relação na nossa vida e OLHAR pra ela.

2)     Ouvir os sonhos e desejos do outro e dar valor a isso, mesmo que pra nós pareça ridículo...rsrsrs E, verdadeiramente, sentir prazer em poder fazer parte deles ou ajudar o outro a realizá-los. É o "eu fico feliz de ver você feliz". O famoso clássico (pelo menos pra mim...rs) Don Juan de Marco, mostra o psiquiatra transformando o seu casamento de tantos anos, quando pergunta para a mulher quais eram os sonhos dela e ela responde "pensei que você nunca iria me perguntar isso". Saber o que está se passando com o outro de mais sutil, que não tenha a ver com os desafios cotidianos, pode ser uma incrível descoberta!

3)    Ter um tempo para o casal... não somente momentos gostosos de passeio, tipo jantar fora, ir à praia... mas até mesmo momentos para não se fazer nada, só ficar um com o outro, em silêncio ou conversando coisas que não são "sérias" (conversar sobre trabalho e dívidas não vale). Com o passar do tempo, os projetos de vida, os problemas que surgem, a preocupação com as finanças, os casais se encontram mais para resolver pepinos e falar de assuntos práticos, do que para se permitir usufruir da presença um do outro. Parece que ficar deitado, juntos, no tapete da sala ou demorar um pouco para levantar da cama ou da mesa de café da manhã é pura perda de tempo! Mas, ao invés disso, são esses momentos que fazem com que estejamos na presença um do outro. Quem não se lembra dos longos minutos, às vezes horas, que passamos, no começo do namoro, abraçados na cama, alternando silêncio, suspiros e conversas sobre sentimentos, filosofias de vida e sonhos? Isso alimenta o amor.

4)    Intimidade sem obrigação de sexo: este talvez seja um ponto muito difícil para os homens... No começo de relacionamento não precisamos disso, pois temos contato corporal constante, estamos sempre querendo transar! rs Com o passar do tempo, a paixão arrebatadora com prazo de validade vencido, somado ao cansaço, stress etc... as transas vão diminuindo de frequência. Até aí, normal! Não precisamos chegar aos 80 anos sendo os performáticos do sexo! Acontece que junto com isso se vai o contato físico, a intimidade e o carinho físicos! Todos os manuais de sexualidade sagrada falam de vários encontros de intimidade sem sexo, para que se chegue a um ponto deliciosamente incrível de realização sexual... os caras sabem das coisas! Então, quando cultivamos um tempo para nos tocar, acariciar, sem fazer sexo, não somente estamos preparando um momento mágico e intenso de expressão da sexualidade, quanto estamos alimentando a intimidade, o contato físico que tem desdobramentos muito mais profundos de união entre um casal.

Claro que temos muitos outros caminhos para conseguir cultivar este encantamento, mas se conseguirmos seguir esses quatro, já está bom demais! ;-) Aproveitando a energia do Diabo, com suas intensidades, vamos colocar esta energia de encantamento no ar!

As imagens vieram daqui, daqui e daqui

O Diabo

Bom dia! :-)

Novo ciclo surgindo no pedaço... Desta vez estaremos durante alguns dias regidos pela energia do Diabo. Mas, já adianto a todos, que pelos Arcanos Menores que vêm em seguida, não será um período pesado, denso, sob o aspecto da sombra. Ao contrário, teremos uma energia mais voltada para os prazeres e para a utilização de todo o potencial de energia existente em nós.

Já comentei por aqui várias vezes que esta imagem é a que, para mim, melhor representa o Arcano 15. Prefiro esta visão do Diabo como Pan, uma força da natureza selvagem que carregamos dentro de nós. É claro que administrar essa força não é algo tão simples... Temos que nos deparar com uma intensidade que não é socialmente aceita de forma tranquila. Mas pela sequência que teremos neste ciclo, creio que o tarot está focando este caminho, muito mais do que a visão de manipulação e sombra.

Pensar na carta do Diabo em uma segunda-feira, regida pela Lua, quando os aspectos mágicos e espirituais estão presentes pode deixar todo mundo com uma pulguinha atrás da orelha... Mas então vem a questão que coloquei para o sócio: teremos que nos deparar com o Diabo? Ou teremos nós, a nosso favor, essa energia? Ao que tudo indica, estaremos vivendo a segunda opção, mas como seguro morreu de velho e desconfiado está vivo até hoje, todo cuidado é pouco.

Tudo isso também me lembra a conversa que tive com meu amigo Manu há um tempo... Questionávamos Arcanos como o Diabo, o Louco e a Torre, que por mais que tenham aspectos positivos (todos têm) são Arcanos com os quais precisamos lidar muita estratégica e sabedoria, para não sermos envolvidos naquela ilusão de que é tudo lindo e florido quando eles surgem. Uma coisa é saber olhar a vida e os Arcanos com uma visão positiva e outra é cair na ilusão de que um Diabo é 100% confiável, o Louco tem juízo e a Torre é gentil. Não, não são! Portanto, saibamos administrar esta energia primitiva, primordial que vem nos visitar com equilíbrio.

Como na carta do Diabo temos, no aspecto negativo, uma certa malícia e/ou tentativa de manipulação, sejamos espertos para desenvolver em nós a perspicácia que poderá nos tirar de armadilhas. Como bem diz o sócio, ser bom não quer dizer ser ingênuo a ponto se deixar enganar.

Que o dia seja de descobertas interiores em relação aos talentos e potencias que temos...

Ótima segunda-feira para todos nós! :-)

A imagem veio daqui

9 de Copas

domingo, 15 de setembro de 2013

Bom dia! :-)

Pessoas queridas, para quem não estava realizando muitos desejos até há poucos dias, vamos levar em conta que com esses dois 9 de Copas aparecendo por aqui em menos de uma semana, podemos dizer que a partir de agora muitos serão os desejos satisfeitos.

Alguém reclama? Não, né?

Esta imagem foi procurada com muito cuidado e quando me vi de frente com o rapaz meditando e com os seus chackras sendo ativados, pensei que não haveria imagem mais adequada para postar por aqui em um dia de 9 de Copas que seja também um domingo, de regência solar, em que o nosso foco é o EU, o mergulho interior.

Vivemos constantemente pensando, observando e interagindo com as pessoas, com as situações que nos cercam. E muito pouco tempo nos voltamos para nós mesmos. Gosto sempre de lembrar que damos atenção àquilo que realmente nos importa, àquilo ao qual damos real valor. Se não damos muita atenção a nós mesmos, pode ser sinal de que não nos damos lá muito valor.

Quais bênçãos podemos receber a partir do trabalho que desenvolvemos com as partes mais profundas do nosso eu? Esta imagem expressa bem isso! Cada taça é uma bênção! E o segredo para chegar lá é este alinhamento energético interno que alcançamos quando silenciamos, esvaziamos a mente e nos abrimos para novas possibilidades.

A proposta de hoje é esta: vamos buscar uns momentos de tranquilidade, ficar em um lugar mais reservado e permitir que este processo se realize. É muito simples: sentar, fechar os olhos, respirar longa e profundamente por pelo menos cinco vezes, esvaziar a mente e ficar muito receptiva a tudo que vier... especialmente percepções mais sutis, de sons, cheiros, sensações táteis.

Vamos lá? ;-)

Ótimo domingão para todos nós!

A imagem veio daqui


6 de ouros

sábado, 14 de setembro de 2013

Bom dia! :-)

Depois de tantos corações e dos Enamorados, chegamos em terra firme! Isso é bom! Mesmo eu, uma autêntica defensora do amorzinho, sei que ter os pés no chão é também fundamental para que saibamos trabalhar nossas emoções. É aquela do "sejamos práticos!" Ser prático não é ser frio, insensível. Ao contrário, é ter uma visão bem clara de como concretizar o amor, dentre outras coisas na vida.

Eu sou romântica e ao mesmo tempo prática. Aprendi a lidar com esses dois aspectos de uma forma equilibrada e com isso superei as expectativas totalmente fora da realidade, do tipo sonhar com um príncipe, montado em um cavalo branco, para resolver meus problemas. Ao contrário, aprendi a resolver os meus problemas, às vezes ainda resolver os problemas dos eventuais príncipes...rs Claro que também gosto de receber... Receber apoio, atenção, carinho... Isso também é ter uma visão prática das relações: relacionamento é uma via de mão dupla! Senão, não é relacionamento, é parasitismo (ops! rs)

Mas por que estou falando disso tudo?

Porque um dos aspectos mais importantes do 6 de Ouros fala deste exercício, de saber dar e receber. Parece fácil, mas não é! Basicamente, as pessoas que estão sempre muito acessíveis e dispostas a ajudar os outros, têm dificuldade de pedir e/ou aceitar ajuda. O mesmo acontece no caso inverso: pessoas que estão sempre dependendo dos outros, usufruindo dos benefícios alheios, dificilmente se mobilizam para dar seu tempo, sua energia, sua atenção aos outros.

Temos aqui um verdadeiro engarrafamento! Quem vai não consegue voltar, quem volta não consegue ir de novo...rs Quem dá se tranca para receber. Quem recebe não abre a mão nem para dar tchau. E aí? Como faz?

Esta pergunta - como faz? - lembra muito o que acontece em consulta... Quando as pessoas me perguntam, por exemplo, como faz para não ser ansiosa, como faz para não ficar cobrando coisas do parceiro, como faz para não se irritar e discutir... A resposta - podem me bater - é: não fazendo! Simples assim! Simples, mas nem sempre fácil, claro!

Vivemos em uma cultura de "fazeres" (e de "quereres"). Achamos sempre que precisamos fazer algo e que a resolução dos problemas está sempre em fazer, em ser ativo. Depois que as grandes corporações descobriram o tal do proativo, então, meus amigos, a coisa piorou bem! rs Precisamos aprender mais com os orientais e os xamãs, que possuem o conceito do não-fazer.

Para os orientais, o não-fazer é o cessar de palavras, movimentos e pensamentos, para que no silêncio e no vazio, o novo possa surgir. Para os xamãs, o não-fazer é uma prática para nos tirar do condicionamento, das atitudes, pensamentos e sentimentos repetitivos e mecânicos. É algo como acordar e pensar: "o que a Cláudia NÃO faria?" E fazer aquilo. Sair do ego, sair daquilo que é oficialmente atitude nossa.

Voltando ao 6 de Ouros (não me esqueci dele não), a proposta aqui é um não-fazer. A turma de doadores, por favor, cruze os braços e faça greve... Nada de facilitar a vida alheia hoje! E a turma dos recebedores, por favor, levante o bum-bum da cadeira e saia em busca de fazer algo por alguém! Vocês terão a incrível experiência de viver a vida do outro, ser um pouco o outro, e reconhecer o outro em si. Experimentem! Depois me contem! Mas hoje não sei se vou responder ou aconselhar, porque sou da turma dos doadores... Hahahahahahah! ;-)

Ótimo sábado para todos nós!

A imagem veio daqui




O meu destino sabe o mar

sexta-feira, 13 de setembro de 2013


Evento público: O Grande Jogo

O Via Tarot - www.viatatot.blogspot.com.br - inovando mais uma vez, está lançando uma novidade muito interessante para divulgar o seu Trabalho com o Tarô (ou Tarot). Vamos realizar um jogo coletivo de Tarô visando ensinar e demonstrar todo o potencial divinatório, psicológico e espiritual desta Arte. Vamos ensinar sobre Tarô de uma forma lúdica, usando os arcanos para fazer um jogo coletivo, envolvendo todos os participantes. 

Chamamos esta técnica de Grande Tarô, inspirados num outro jogo de auto-conhecimento de origem védica conhecido como Maha-Lilah.

Queremos realizar uma grande brincadeira onde usaremos, além do Tarô, o nosso livro intitulado "O Grande Jogo: Arcanos e Pensamentos" como uma forma de criar uma poderosa dinâmica entre os participantes.

Sintam-se convidados, o evento é tanto para iniciantes quanto para iniciados. É necessário confirmar a participação antecipadamente incluindo nome completo no comentário desta postagem ou pelos nossos emails, pois há um número máximo de participantes.

claudia-tarot@hotmail.com / fernandoviatarot@gmail.com 

Pedimos  que levem uma canga (ou esteira), papel e caneta.

DATA: 14 de setembro de 2013
HORÁRIO: 15 horas
LOCAL: Parque Lage, Rio de Janeiro (no platô atrás da sede principal)
CONTRIBUIÇÃO: Livre



2 de Copas

Bom dia! :-)

Pessoas queridas, já refletiram sobre o comentário que fiz na segunda-feira? Para prestarem atenção na sequência da semana? Vamos para a retrospectiva? Primeiro 6 de copas, depois 7 de Copas, depois Enamorados, depois 9 de Copas e hoje 2 de Copas. E a semana ainda não acabou...rs

Não há dúvida de que estamos em um período em que as emoções estão mexidas! Não sei por aí, mas por aqui estão. Isso é ótimo para vasculharmos algumas coisas, apesar de não termos tirado o 8 de Copas, o especialista em mergulhos ao coração e ao inconsciente.

Algumas pessoas têm muito medo de lidar com os sentimentos, acreditam que isso é sinal de fragilidade. Outras pessoas dizem que administram suas emoções, mas na verdade engolem o choro, bloqueiam qualquer expressão que não seja o mental, o racional. Eu costumo dizer que isso, no mínimo, faz mal à saúde!

No caso do 2 de Copas temos, antes de qualquer novela de Jane Austen, a questão da expressão dos sentimentos. Isso pode acontecer com amigos, familiares e claro, consortes em geral. E também podemos trabalhar um 2 de Copas em relação a algumas partes de nós mesmo que não costumamos gostar muito. É preciso se gostar integralmente! Mesmo aqueles aspectos encardidos.

No Ás de Copas temos o sentimento, o amor, a idealização do que se ama e o afeto em si. No 2 de Copas já começamos a trazer isso para a realidade e a compartilhar. Parcerias em geral se beneficiam quando esta carta aparece. Isso pode incluir mesmo uma sociedade ou uma parceria em um projeto.

Mas, claro, não vamos dispensar o significado do 2 de Copas em uma sexta-feira de amorzinho. Namoro? Sim! Paquera? Claro! Aquecimento de relacionamento antigo? Com certeza! Reconciliação depois da briga? Por que não? Estou quase engrossando a voz e cantando "Vale tuuuudo!", que nem o Tim Maia! rs Mas, nunca é demais lembrar, com total conexão com o coração. Porque estamos falando de amor e não de balada... Apesar de ser sexta-feira.

Hoje, devemos expressar nossos sentimentos. Até porque tudo que fica engavetado, trancado no armário ou no baú, tende a mofar. E ninguém quer ter um coração mofado! Além disso, tudo que fica sem uso tende a atrofiar. Isso pode ser aplicado também ao amor. Como eu costumo dizer sempre: damos poder, importância e valor àquilo ao qual damos atenção.

Vamos dar atenção ao amor, pessoas? :-)

Ótima sexta para todos nós!

A imagem veio daqui


9 de Copas

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Bom dia! :-)

Meus queridos, acreditem ou não, em nove meses esta é a segunda vez que esta cartinha linda aparece por aqui. Vocês sabem o que isso quer dizer? (e, por favor, isso não é uma reclamação e nem uma visão pessimista, é apenas estatística) Que em 2013, apesar de eu ter tido muitas alegrias e creio que vocês também, pouco tivemos de realização de desejos, poucas vezes conseguimos fazer de um sonho a realidade.

No entanto, o foco aqui deve ser no positivo... Ou seja, devemos, em primeiro lugar, nos perguntar porque isso aconteceu (ou não aconteceu). Qual a parte que nos cabe neste latifúndio? Por que não conseguimos realizar nossos sonhos? Como estamos em ciclo de Enamorados, creio que faltou firmeza, coragem e/ou ousadia para tomarmos as decisões acertadas.

Muitas vezes, em busca de segurança, deixamos de mudar uma situação que parece estável, confortável, mas não é a melhor opção que temos. Existem outros horizontes a serem explorados e nós preferimos ficar quietinhos, parados no mesmo lugar.

Por outro lado, não gosto de ficar lamentando por erros passados. E, se pensarmos bem, o conceito de erro é meio relativo, já que sempre estamos aprendendo com as experiências. Então, prefiro dizer que simplesmente atrasamos um pouco a realização de alguns sonhos.

Então, hoje chega por aqui o 9 de Copas mostrando que podemos, sim, realizar nossos sonhos! Podemos amorosamente abraçar o que sonhamos para nós, para nossas vidas, para as pessoas que amamos e transformar os mais puros e sinceros desejos de nosso coração em vida real. E peço especial atenção para o fato de hoje ser uma quinta-feira, dia regido pelo grande benéfico Júpiter. Temos bênçãos e temos sorte. Que assim seja! :-)

A imagem escolhida tem um significado especial para mim... Ela mostra uma cachoeira, uma sereia e um arco-íris, símbolos associados a orixás que trago bem pertinho e que estão influenciando minha vida de maneira significativa neste período: Oxum, Yemanjá e Oxumaré. Onde está o pote de ouro do final do arco-íris? Quando estamos conectados com essas forças poderosas da natureza e, mais ainda, quando estamos especialmente conectados com os orixás que nos tocaram ao nascermos, os caminhos se abrem, os desejos se realizam e somos delicada e amorosamente orientados para o "nosso" caminho. Ser feliz é conseguir realizar o nosso destino. E este "destino" ao qual me refiro é algo bem mais profundo do que qualquer conceito de casualidade. Estou falando do caminho que está em harmonia com a nossa essência e o nosso coração.

Então, queridos e queridas, vamos fazer valer nossos sonhos, vamos contar com a sorte, com as bênçãos e, claro, com o merecimento de tudo que já fizemos de bom neste mundo de meu Deus!

Ótima quinta para todos nós!

A imagem veio daqui